Flexibilidade no Trabalho

O que fazer e o que não fazer em uma rotina de trabalho flexível?

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em dezembro 14, 2021
O que fazer e o que não fazer em uma rotina de trabalho flexível?
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Uma rotina de trabalho flexível pode ser benéfica, mas exige disciplina e organização para cumprir todas as tarefas com eficiência. Confira o que fazer e o que não fazer para garantir um dia a dia mais alinhado ao aproveitar a flexibilidade para trabalhar. 

A adoção de jornada flexível nas empresas é uma das grandes tendências que acompanham o trabalho remoto, especialmente no anywhere office. Entretanto, é preciso ter atenção à maneira como implementar a estratégia na empresa, para que ela funcione corretamente.

Nesse sentido, aproveite para conhecer algumas práticas que devem ser adotadas e os pontos que devem ser evitados em uma rotina de trabalho flexível. Veja como esse formato de trabalho pode ser aplicado de maneira equilibrada e positiva para todos os envolvidos. 

Que tal saber mais? Continue a leitura e descubra o que fazer e o que não fazer em uma rotina de trabalho na empresa!

rotina de trabalho flexível

O que fazer em uma rotina de trabalho flexível?

Para começar, vamos falar sobre as boas práticas de trabalho remoto flexível, com medidas que podem ajudar a criar uma cultura positiva, que promova a motivação do time. Entenda!

Considere a adoção gradual desse regime

Se a empresa ainda não tem um regime flexível, uma dica interessante é fazer uma implementação gradual. Por exemplo, é possível instituir um dia da semana para que a equipe trabalhe de forma livre, considerando o horário e o local. 

Outra possibilidade é estabelecer uma faixa de horários mais curta, de duas horas, por exemplo, para que todos estejam conectados, facilitando o contato entre os colaboradores. Isso permite alinhar melhor o processo e facilita a adaptação às novas práticas.

Tenha ferramentas para auxiliar no trabalho flexível

Outra dica essencial é adotar ferramentas voltadas a esse modelo de trabalho. Mesmo que a sua empresa já tenha sistemas de gestão, nem sempre eles são suficientes para viabilizar uma rotina de trabalho flexível alinhada. 

Nesse caso, reveja as ferramentas para compartilhamento de arquivos, organização de tarefas, comunicação e outros pontos relevantes. A medida é crucial para que as equipes consigam entregar bons resultados.

Adote práticas de reconhecimento e motivação

Um dos desafios do trabalho flexível pode ser manter a motivação: o afastamento do escritório somado à liberdade para organizar a própria rotina podem gerar dificuldades para manter o foco e a produtividade.

Diante disso, é importante que os líderes pensem em formas de promover o reconhecimento dos profissionais e estimular a motivação. O envio de mimos e brindes, premiações específicas e outras ações podem ser essenciais para que o colaborador sinta que é relevante para a empresa e mantenha o foco.

Incentive o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal

Embora os resultados entregues sejam importantes, é essencial incentivar que o profissional remoto tenha limites em relação ao trabalho, sempre mantendo o equilíbrio com a vida pessoal. Aqui, a dica é desenvolver campanhas e materiais para auxiliar na gestão de tempo e de tarefas para evitar a sobrecarga.

Ao mesmo tempo, vale reforçar questões relacionadas à rotina em casa, que podem afetar o trabalho. Interrupções em excesso ou falta de organização em relação ao trabalho podem prejudicar o tempo de dedicação, reduzindo o desempenho. Em todos os casos, o trabalho de conscientização por parte da empresa é uma ferramenta importante. 

Ofereça suporte aos colaboradores 

Por fim, outra dica essencial sobre o que fazer em uma rotina de trabalho flexível é oferecer suporte constante à equipe. Além dos recursos necessários para o trabalho, considere incluir outros benefícios que ajudem no dia a dia e promova maior qualidade de vida.

Garanta acesso a canais que permitam aos colaboradores enviarem dúvidas, sugestões e feedbacks. Lembre-se, também, de que o trabalho remoto e a flexibilidade podem gerar algumas dificuldades durante a adaptação, portanto, os líderes devem exercer um papel fundamental guiando o profissional nessa jornada. 

rotina de trabalho flexível 

O que evitar no formato de trabalho flexível?

É hora de aprender quais práticas evitar se a ideia é manter a flexibilidade. Com esses cuidados, ficará mais fácil manter bons níveis de produtividade no trabalho remoto. Confira!

Manter os profissionais isolados

A flexibilidade no trabalho não deve significar ausência de reuniões e contatos. Embora exista um distanciamento maior, é preciso encontrar meios de reunir as equipes, evitando que os profissionais trabalhem sempre de maneira isolada. O ideal é promover encontros virtuais e, até mesmo, presenciais, para promover maior integração. 

principais dificuldades das empresas de tecnologia no trabalho híbrido

Microgerenciar o trabalho realizado

Um dos pontos importantes da rotina flexível de trabalho é a maior liberdade e autonomia para que os profissionais definam como exercer suas atividades para entregar os resultados combinados. Portanto, os líderes precisam evitar o microgerenciamento, que consiste em acompanhar de perto e controlar todas as ações do colaborador.

Ou seja, ao microgerenciar os funcionários, os líderes adotam uma postura que contraria a ideia central da flexibilidade. Por isso, é importante rever o comportamento para evitar essas práticas na rotina da empresa. 

Deixar de repassar informações relevantes

Quando o time não está próximo, é possível que os líderes se esqueçam de manter um bom fluxo de informações para que os colaboradores fiquem cientes das decisões da empresa. O mesmo vale para os feedbacks e outros dados relevantes para o trabalho. 

Quando isso acontece, há chances de ocorrerem desalinhamentos nas entregas ou, até mesmo, gerar o sentimento de exclusão nos colaboradores que não tiveram acesso à informação. 

Exigir cumprimento de horários ou presença sem necessidade

Um dos focos do trabalho flexível é a maior liberdade concedida aos profissionais no momento de montar a sua jornada ou decidir em que local trabalharão. É  preciso ter atenção para não fazer exigências excessivas em relação aos horários cumpridos é mais interessante manter um foco nos resultados apresentados. 

O mesmo vale para os encontros presenciais, que são necessários em alguns casos, gerando o modelo de trabalho híbrido. Avalie sempre se eles são realmente essenciais, para evitar reduzir a flexibilidade de maneira injustificada.

Observando as nossas dicas sobre o que fazer e o que não fazer, é possível ter um processo mais tranquilo ao adotar a rotina de trabalho flexível na empresa. Para facilitar, vale oferecer benefícios que estimulem a flexibilidade, como a possibilidade de trabalhar em diferentes coworkings — o que também traz benefícios diante de eventuais necessidades de encontros presenciais. 

Achou este conteúdo útil? Se você ainda tem dúvidas sobre esse modelo de trabalho, pode se interessar em entender mais sobre a importância da flexibilidade: confira nosso conteúdo sobre o tema!

principais dificuldades das empresas de tecnologia no trabalho híbrido

Texto escrito por Joanna Nandi, Redatora Web.

Faça sua primeira reserva em um coworking!

X