Gestão de Facilities

15 estratégias de redução de custos nas empresas com crescimento exponencial em 2022

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em junho 21, 2022
10 min de leitura
15 estratégias de redução de custos nas empresas com crescimento exponencial em 2022
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Em tempos de crise econômica, as empresas com crescimento exponencial que conseguem implementar a redução de custos têm mais chances de se destacar no mercado. Veja as melhores estratégias de redução de custos nas empresas!

redução de custos
The Jopwell Collection / Unsplash

Qualquer empresa precisa focar a redução de custos. Em 2022, devido a diversos fatores políticos e sociais, esse objetivo se torna ainda mais importante.

Isso porque o Brasil e outros países do mundo enfrentam as consequências da pandemia, que desestabilizou as economias. Além disso, há a guerra na Ucrânia, secas, enchentes e outros desastres naturais.

Nesse cenário, há um destaque para as empresas com crescimento exponencial, que precisam “apertar os cintos” ainda mais.

Vale lembrar que essas companhias são aquelas que nascem no bojo de tecnologias e conseguem acelerar rapidamente. Na maioria dos casos, elas também são classificadas como startups.

Por isso, precisam de investimentos para ter um crescimento acelerado. Para alcançar esse patamar, as estratégias de redução de custos nas empresas com crescimento exponencial são fundamentais.

Afinal, por meio delas, é possível otimizar os gastos e ter uma atuação mais estratégica. Então, que tal saber mais? Confira várias dicas e as principais informações sobre o assunto.

Guia da volta ao escritório

O que é redução de custos? Conheça os 6 tipos de abordagens existentes

A redução de custos consiste na diminuição de gastos desnecessários. Assim, o negócio pode melhorar o seu fluxo de caixa, ter uma margem de lucro maior e ter mais verba para investir em melhorias.

É interessante lembrar que não existe uma “fórmula mágica” ou “receita de bolo” para reduzir custos em uma empresa. Cada negócio é único. Portanto, uma medida que deu certo para uma organização pode não ter tanto sucesso na outra.

Por conta disso, dizemos que, antes de tudo, a empresa precisa estudar muito bem o seu ambiente interno e também o cenário em que está inserida. Dessa forma, fica mais fácil identificar quais são os custos que podem ser reduzidos ou totalmente eliminados.

Aqui, também é fundamental entender que reduzir custos nunca implica perda de qualidade

O propósito é ter uma abordagem mais estratégica, que garanta a diminuição dos gastos fixos com a manutenção daquilo que é realmente importante para o funcionamento da empresa.

Por isso, é necessário analisar o negócio. Ao fazer esse estudo, é importante considerar os 6 diferentes tipos de abordagens de redução de custos.

Você sabe quais são eles? Veja nos tópicos abaixo!

Abordagem de adaptação

Na abordagem de adaptação, a empresa deve se ajustar às demandas de seus clientes e do mercado, buscando por soluções mais enxutas.

Para reduzir os custos com aluguel, por exemplo, uma empresa com crescimento exponencial pode migrar as suas operações para um coworking.

Hoje em dia, com a disseminação da cultura do anywhere office — ou seja, do escritório em qualquer lugar—, esse tipo de prática é cada vez mais comum e traz excelentes resultados para os negócios.

Afinal, você deixa de pagar aluguel, luz, internet, equipe e materiais de limpeza etc., e troca todos esses valores por uma parcela única — e mais barata.

Kit Trabalho Híbrido

Abordagem de combinação

Ao reduzir os custos com uma abordagem de combinação, as empresas devem agrupar bens e serviços para diminuir os gastos operacionais.

Aqui, mais uma vez, vemos os coworkings como um bom exemplo. Afinal, nos escritórios compartilhados, diferentes empresas utilizam a mesma infraestrutura, dividindo os gastos. Isso traz benefícios para todos os envolvidos.

Por exemplo, o gestor pode fazer um cálculo para descobrir de quanto espaço a empresa precisa e buscar por um ou mais coworkings que possam suprir essa demanda.

Abordagem de eliminação

A abordagem de eliminação parte do pressuposto de que, para reduzir custos, a empresa deve remover produtos, processos, benefícios e fluxos de trabalho desnecessários.

Por exemplo, os gestores podem verificar se existem produtos ou serviços que trazem uma baixa margem de lucro para o negócio e deixar de ofertá-los aos clientes.

Outra opção é rever todas as atividades realizadas e verificar o que pode ser eliminado do processo. Se você identificar que uma etapa pode ser retirada, já é possível reduzir custos na sua empresa com crescimento exponencial.

Pode parecer pouco. No entanto, essa análise pode acabar com vários gargalos, trazendo eficiência aos fluxos de trabalho.

Abordagem de otimização

Ao trabalhar com uma abordagem de otimização para reduzir custos, espera-se que a empresa simplifique os processos e fluxos de trabalho para diminuir os gargalos.

Com um bom software de gestão, por exemplo, é possível otimizar as demandas e facilitar o trabalho dos colaboradores. A ideia é que as operações sejam simplificadas, demandando menos horas dedicadas a operações burocráticas e operacionais.

Inclusive, esse tipo de solução é ideal para empresas com funcionários que atuam em home office ou no regime de trabalho híbrido. Afinal, com sistemas computacionais, é mais simples controlar as demandas realizadas a distância.

redução de custos
Luke Peters / Unsplash

Abordagem de substituição

A abordagem da substituição é a mais simples de todas. Deve-se substituir produtos ou serviços utilizados por opções mais baratas.

No entanto, é preciso ter muito cuidado no momento da substituição! Ao escolher novos fornecedores, verifique se eles conseguem atender às demandas da sua empresa com a mesma qualidade dos anteriores.

Portanto, nunca observe somente a economia. O foco sempre deve ser o custo-benefício. Assim, é possível alcançar o equilíbrio.

Abordagem de reaproveitamento

A ideia da abordagem de reaproveitamento é reutilizar ferramentas, tecnologias e processos existentes.

Por exemplo, uma startup que desenvolve aplicativos para celular pode reaproveitar a base dos códigos de linguagem de programação dos apps. Dessa forma, otimiza o tempo e faz apenas ajustes ao criar aplicações.

É importante que você saiba que nem todas as empresas podem ou devem adotar as seis abordagens de redução de custos. Utilize aquelas que julgar que se encaixam mais na sua organização.

Por que algumas estratégias de redução de custos nas empresas com crescimento exponencial falham?

Grande parte das estratégias de redução de custos falham por dois motivos. O primeiro é quando elas são muito ambiciosas. O segundo é quando não têm metas ou objetivos claros.

De acordo com um levantamento da Gartner, 43% das iniciativas de redução de custos falham. O número é bem alto e acende um alerta nas organizações, que muitas vezes precisam diminuir os gastos para garantir a sua sobrevivência no mercado.

É por isso que as reduções de custos devem ser muito bem planejadas! Se você cortar um gasto essencial para o seu negócio, poderá estar comprometendo o serviço prestado aos seus clientes. Logo, a medida não terá o sucesso esperado!

Nas empresas com crescimento exponencial, ainda tem a preocupação com os gastos necessários para garantir a evolução do negócio. Novamente, é a questão de manter a qualidade.

O planejamento estratégico, considerando todos os cenários da empresa, é essencial para que o seu negócio siga crescendo de forma exponencial, mesmo com alguns ajustes no orçamento.

Guia Definitivo do Futuro do Trabalho (1)

15 estratégias de redução de custos para aplicar na sua empresa em crescimento exponencial

Tendo em mente o conceito e os tipos de estratégias de redução de custos nas empresas, você pode começar a “colocar a mão na massa”.

Para isso, veja a nossa lista com as melhores estratégias que podem ser adotadas no seu negócio!

1. Estabeleça metas realistas

Ao reduzir custos na sua empresa, é necessário trabalhar com metas realistas. Assim, as chances das iniciativas serem bem-sucedidas aumentam.

Estipule metas possíveis de serem alcançadas, sem fazer com que os produtos ou serviços da sua empresa percam a qualidade.

2. Avalie as despesas operacionais

Para fazer uma redução de custos eficiente, você deve levantar todas as despesas operacionais do seu negócio.

Crie uma lista detalhada e analise de forma criteriosa se existe algum tipo de desperdício que possa ser eliminado.

3. Adote uma cultura voltada para a redução de custos

Os colaboradores da sua empresa devem ser educados para que identifiquem e mudem alguns hábitos para reduzir custos.

Por exemplo, os documentos impressos podem ser substituídos por opções digitalizadas. Assim, os gastos com folhas de papel e tinta para impressora são diminuídos.

4. Converse com os funcionários

Ao iniciar uma nova política de redução de custos, é interessante conversar com funcionários de todos os departamentos  da organização.

Afinal, não há ninguém melhor do que quem vivencia o dia a dia de um setor para identificar os gargalos existentes, concorda?

5. Contrate trabalhadores híbridos ou remotos

Os modelos de trabalho híbrido e remoto já podem ser aplicados em muitas empresas. Com essa metodologia, as empresas economizam muito. Isso porque reduzem os custos com pagamento de vale-transporte, por exemplo.

É interessante lembrar que, no Brasil, já foi sancionada a MP do trabalho remoto. Ela regulamenta esse tipo de contratação nas organizações. Logo, há embasamento legal para operar dessa maneira.

redução de custos
Malte Helmhold / Unsplash

6. Terceirize algumas atividades

A terceirização de algumas atividades pode fornecer produtos e serviços de alta qualidade a um custo reduzido.

Nesse sentido, a empresa pode contratar freelancers para desenvolver trabalhos pontuais, por exemplo. Assim, fica livre dos encargos trabalhistas e impostos que uma contratação via CLT exige.

7. Faça as suas compras todas de uma vez

Quando a empresa compra mais produtos de uma única vez de um fornecedor, pode negociar descontos ou prazos maiores para o pagamento.

Além disso, também reduz os custos com frete. Afinal, é possível receber todos os itens solicitados em uma única viagem.

8. Adote políticas verdes na empresa

Se você substituir as lâmpadas comuns pelas de LED, além de ajudar o meio ambiente, também economizará na conta de energia.

O mesmo vale para os copos descartáveis, que podem ser substituídos por canecas personalizadas. Assim, é só lavar a louça e seguir usando o mesmo refratário para beber água, café ou qualquer outra bebida.

Enfim, são várias medidas sustentáveis que podem ser adotadas para reduzir custos nas empresas com crescimento exponencial.

A própria digitalização dos processos é um fator positivo. Outra medida é utilizar os coworkings, já que boa parte desses gastos deixam de ser sua responsabilidade. Inclusive, muitos escritórios flexíveis já adotam essas práticas.

9. Reavalie os produtos ou serviços oferecidos

Será que vale a pena seguir com todos os produtos ou serviços oferecidos pela sua empresa no catálogo?

Se alguma oferta não estiver trazendo lucro suficiente, tampouco atraindo novos clientes, considere eliminá-la das suas ofertas. Essa análise deve ser minuciosa para que a escolha seja realmente estratégica.

10. Avalie os custos de novos produtos e serviços

Ao planejar o oferecimento de novos produtos ou serviços na sua empresa, avalie os custos de produção, implementação, marketing, logística etc.

Trabalhar com a fórmula do Retorno Sobre o Investimento (ROI) é uma ótima maneira de saber se algo trará lucro ou não para o negócio.

Checklist dos novos formatos de trabalho

11. Concentre-se na realização de tarefas

Mude a mentalidade de que produtividade é sinônimo de trabalhar longas horas e concentre-se mais na realização de tarefas. O foco deve ser as entregas.

Organizar workflows bem estruturados e cobrar os funcionários por prazos e demandas é bem mais produtivo ou econômico do que exigir que eles trabalhem X horas por dia.

12. Promova a integração de sistemas na sua empresa

É bem importante que a sua empresa se digitalize e integre os sistemas para otimizar os custos.

A ideia é que tudo seja registrado e acompanhado por todos, de forma transparente. Dessa forma, os responsáveis pelo controle de gastos poderão acompanhar de perto os investimentos e os pagamentos realizados.

13. Reduza a quantidade de reuniões

Uma pesquisa publicada na Harvard Business Review apontou que 15% das empresas gastam mais tempo do que o necessário em reuniões. Além disso, 37% dos encontros foram considerados como sem sentido pelos pesquisadores.

Além de fazer com que todos os funcionários envolvidos percam tempo, as reuniões online em excesso levam a um tipo de exaustão mental, que ganhou o nome de Zoom Fatigue.

É claro que em algumas situações as reuniões são necessárias. Porém, na maioria dos momentos elas podem ser substituídas por recursos de comunicação assíncrona. 

Ou seja, em vez de fazer longas reuniões, você troca por e-mails e plataformas de mensagens. Assim, emissor e receptor não precisam estar no mesmo espaço e tempo, mas ainda conseguem compartilhar informações. 

Ao reduzir as reuniões, a empresa também diminui os custos. Isso porque o tempo será mais bem aproveitado pelos funcionários.

Além disso, vale a pena adotar quebra-gelos para reuniões remotas mais eficazes e produtivas.

14. Automatize os processos

Segundo a McKinsey, em 60% dos empregos contemporâneos, pelo menos 33% das atividades podem ser automatizadas.

Logo, o investimento em plataformas de automatização pode representar uma redução de custos significativos para as empresas. Considere buscar soluções desse tipo.

Assim, sua equipe foca o que é realmente estratégico, em vez de apenas realizar tarefas manuais.

15. Considere novas soluções para o ambiente de trabalho

Para otimizar os recursos na empresa e fazer economia, você pode considerar novas soluções para o ambiente de trabalho.

Entre outras possibilidades, está o investimento na contratação de plataformas de coworking. Elas funcionam como um aplicativo de transporte ou para reserva de hotéis.A diferença é que, em vez de chamar um carro ou optar por um quarto, você escolhe o seu local de trabalho.

Com esse tipo de serviço, você poderá ter uma equipe distribuída por cidades de todo o Brasil. Isso também ajuda a reduzir custos, tendo em vista que não haverá limitação geográfica para contratar os melhores especialistas em cada segmento.

Ou seja, a sua empresa pode trabalhar de forma estratégica para ter sempre os melhores e mais criativos talentos no time. Esse tipo de colaborador consegue fazer mais com menos!

Coloque em prática as nossas estratégias de redução de custos em sua empresa e siga com um crescimento exponencial, mesmo em um período de crise. Temos a certeza de que, com criatividade, o seu negócio tem tudo para ir cada vez mais longe!

Já pensou em economizar tendo centenas de escritórios para a sua equipe trabalhar onde e quando precisar? Isso é possível com o OfficePass! Acesse a nossa página e conheça esse serviço incrível do BeerOrCoffee.

OfficePass

Texto de Lucas FloresRelações Públicas e Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade.

Faça sua primeira reserva em um coworking!

X