Carreira

6 dicas para ter sucesso na sua estratégia de marca pessoal no LinkedIn

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em janeiro 21, 2022
6 dicas para ter sucesso na sua estratégia de marca pessoal no LinkedIn
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

O personal branding é uma estratégia que visa o posicionamento de um profissional como referência de mercado. Ao fortalecer sua marca pessoal no LinkedIn, você tem a chance de conseguir oportunidades e dar uma guinada na carreira.

Você trabalha o seu personal branding? Acredite ou não, cuidar da sua marca pessoal no LinkedIn pode ser o segredo para o sucesso. A questão é que nem todo mundo sabe usar essa rede social para alcançar esse resultado.

Isso acontece, especialmente, devido à força de trabalho multigeracional. Nesse sentido, quem já está acostumado com a internet tende a apresentar mais facilidade em usar essa ferramenta. Ainda assim, é possível entender como ela funciona para fortalecer a sua marca pessoal.

Junto a isso, existem várias práticas que podem ser aplicadas. Tudo para atingir o objetivo principal do personal branding: criar presença e autoridade. É por isso que Jeff Bezos, presidente e CEO da Amazon, resume esse conceito da seguinte maneira: “Sua marca pessoal é o que as pessoas dizem sobre você quando você não está na sala”.

O que fazer para alcançar esse patamar? Confira algumas dicas.

marca pessoal no LinkedIn

1. Fortaleça a sua marca pessoal por meio da descrição do perfil

O LinkedIn pede que você adicione uma descrição. Esse é o momento de aproveitar bem o espaço para fortalecer seu branding pessoal. Como? A resposta é sair da mesmice.

Enquanto a maioria dos profissionais coloca os cargos que ocuparam ao longo da vida, tente ser mais objetivo. Por exemplo, em vez de dizer que é um SEO expert, diga que aumentou o tráfego do site em X%. Ou que aumentou as vendas em X% ao ser gestor de uma equipe.

Destaque todos os feitos que conseguiu ao longo do tempo, focando aqueles que sejam relevantes para o cargo que deseja atrair. Além disso, evite jargões. A ideia é mostrar o que você faz e suas habilidades de liderança para 2022 e os próximos anos. Isso é o mais importante.

2. Escreva artigos e poste no LinkedIn

Uma boa forma de chamar a atenção para o seu perfil e fortalecer sua marca pessoal no LinkedIn é por meio da escrita de artigos. A vantagem é acionar todos os seus contatos profissionais, já que é emitida uma notificação e aparecerá no feed deles assim que você publicar.

Aos poucos, você pode aumentar a sua audiência. Isso se os seus artigos forem relevantes. Você também pode criar uma prévia no LinkedIn e direcionar a audiência ao seu site para a leitura do resto ou postar no seu blog e repostar no LinkedIn.

De toda forma, priorize artigos que tenham relevância para o seu segmento de atuação. Por exemplo, se for o marketing digital, escreva sobre as estratégias que farão mais sucesso em 2022. Ou sobre as possíveis mudanças que a inteligência artificial pode causar na profissão.

3. Participe de grupos

Uma boa forma de gerar conexões e saber como se tornar um mestre em falar com pessoas desconhecidas é participar de grupos. A prática pode até parecer dispensável, mas é muito importante.

Primeiro, porque permite que você encontre profissionais com os mesmos interesses. Em segundo lugar, porque ser uma referência ajuda a se posicionar no ambiente corporativo, atraindo novos contratos e oportunidades.

Por isso, invista em comentários, faça perguntas, comece tópicos e ofereça conselhos. Coloque o seu posicionamento, priorizando menos grupos, mas que sejam relevantes. Isso é melhor do que participar de vários e não conseguir acompanhá-los.

4. Engaje-se

Melhorar a sua marca pessoal no LinkedIn também passa pelo engajamento. Na prática, isso significa comentar os posts de outros profissionais, e não focar apenas os seus.

Aproveite para curtir, comentar e compartilhar sua visão de mundo, construindo relacionamentos virtuais. A dica é nunca ser supérfluo. Já que essa é uma rede social profissional, busque pontos relevantes que possam ser compartilhados.

Adote essa postura especialmente com pessoas com as quais gostaria de trabalhar. Podem ser clientes ou colegas. Dessa forma, há uma chance maior de você se destacar.

marca pessoal no LinkedIn

5. Faça conexões relevantes

O LinkedIn é uma rede profissional. Enquanto muita gente adiciona pessoas aleatórias, você deve focar nas conexões que realmente fazem sentido para os seus objetivos. Essa é uma etapa natural depois da otimização do seu perfil. Com o tempo, cada vez mais pessoas vão conhecer o seu trabalho e entender que é uma referência.

Por isso, aceite e adicione quem faz sentido. Pode ter algum outro perfil aleatório? Claro, mas tente deixar seu networking afiado. Afinal, as pessoas que estão presentes no seu perfil entendem que vale a pena ter acesso às suas postagens e comentários. Essa troca de experiências leva ao fortalecimento da marca pessoal no LinkedIn.

Quem priorizar nesse momento? Aqui, valem amigos, colegas de trabalho e de faculdade, líderes do setor em que você trabalha etc. Inclusive, se você quiser adicionar com quem nunca teve contato, faça a solicitação com um recado. Por exemplo: “vi seu perfil, também trabalho na área e acredito que podemos trocar experiências relevantes”. Isso tende a deixar a pessoa com uma tendência maior a aceitar o convite.

6. Vá a coworkings

Até aqui, você viu várias dicas que sinalizam a importância do networking. Todas essas dicas são virtuais, mas a sua marca pessoal também pode ser trabalhada no mundo físico — inclusive, usando o LinkedIn como ferramenta.

Para isso, você pode usar os coworkings. Esses escritórios compartilhados são ideais para conhecer pessoas, tanto aquelas que trabalham na mesma área que você quanto outras que podem trazer novas ideias, sugestões e complementar seu trabalho. A propósito, esse é um dos benefícios inesperados do trabalho remoto.

A questão é que essa é uma via de mão dupla. Ou seja, assim como você pode fazer uma conexão via LinkedIn e depois transferir esse contato para o mundo, é possível fazer o contrário.

No primeiro caso, uma alternativa é marcar um almoço, jantar ou café com algum profissional para discutir assuntos profissionais. Porém, você também pode conhecer alguém na sua empresa, em um congresso ou outro evento e adicionar a pessoa no LinkedIn.

Assim, mantém contato e aumenta as chances de surgirem oportunidades profissionais. Ao mesmo tempo, reforça a sua marca pessoal no LinkedIn enquanto aproveita os benefícios do coworking.

Agora que você entendeu o que fazer, que tal ver se o escritório morreu ou não? Baixe o guia definitivo do futuro do trabalho e tudo o que sua empresa precisa para ter mais flexibilidade!

Ebook Guia do Futuro do Trabalho

Texto escrito por Fabíola Thibes, jornalista e redatora web. 

Faça sua primeira reserva em um coworking!

X