Carreira

Como este teste simples mede sua criatividade e pode torná-lo mais inovador, segundo a neurociência

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em março 15, 2022
Como este teste simples mede sua criatividade e pode torná-lo mais inovador, segundo a neurociência
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Ser mais inovador implica sair da caixa e jogá-la fora. Ou seja, é preciso retirar todos os limites, ter um pensamento fluido e totalmente divergente. Isso pode parecer difícil, mas existe um teste que mensura o seu nível de criatividade e permite facilitar esse processo. Conheça.

Você já pensou em ser mais inovador? Esta é uma característica desejada por muitos profissionais e empresas de vários segmentos. No entanto, nem todo mundo sabe se é criativo o suficiente para aplicar novas ideias.

Por isso, um teste foi criado para mensurar a sua criatividade. Basicamente, ele consiste em olhar para uma figura por 1 minuto e contar quantas vezes ela rotaciona. A partir disso, os psicólogos alegam que é possível saber como está a sua capacidade de ter novas ideias.

Achou interessante? Neste post, vamos explicar melhor. Confira!

O que significa ser mais inovador?

O mercado está em uma busca constante por um profissional mais inovador. Por definição, isso significa ter criatividade, encontrar soluções para problemas atuais e descobrir formas inovadoras de fazer aquilo que já é realizado.

Quer um exemplo de uma solução inovadora? Na época em que o computador pessoal foi lançado (ainda nos anos 1980), uma revolução foi o desenvolvimento do Windows, que criou uma interface simples. Com isso, ficou mais fácil para que qualquer pessoa tivesse um equipamento em casa.

A Netflix também trouxe inovação. Ela acabou com o segmento das videolocadoras ao oferecer filmes e séries pelo (hoje) famoso streaming. Assim, qualquer pessoa consegue assistir ao que precisa sem depender do aluguel de um título.

No BeerOrCoffee, a novidade foi trazer uma plataforma que agrega diferentes coworkings. Assim, os clientes encontram um lugar para trabalhar em todo o Brasil, enquanto as empresas conquistam clientes com mais facilidade.

O fato é que, qualquer que seja a inovação, é importante incentivar a criatividade. Isso ajuda a conquistar vantagem competitiva e diferenciar o seu negócio da concorrência.

Qual é o teste para medir sua inovação? Conheça o cubo de Necker

A resposta está no chamado cubo de Necker. Ele fornece uma imagem entendida como ilusão de ótica. A figura do desenho alterna entre duas interpretações mutuamente exclusivas. Ou seja, o cubo vira para baixo e à esquerda ou para cima e à direita. Você deve olhar por 60 segundos para a ilustração e contar quantas vezes a direção muda.

A média é de 12 trocas por minuto. Porém, quanto mais, melhor. Isso porque um estudo publicado mostrou que a frequência de mudança de orientação do cubo tem relação com a habilidade de desenvolver ideias criativas. Pelo menos, no que se refere às tarefas de pensamento divergente.

Conforme estudos realizados nos anos 1950 e 1960, a criatividade se relaciona com o funcionamento global da mente e depende do chamado pensamento divergente. Ele implica em fluidez, originalidade e flexibilidade. Por isso, tem relação com a produção de ideias numerosas e novas.

Portanto, o pensamento divergente vai além do “pensar fora da caixa”. Ele tenta aplicar a proposta de que não existem limitações. Por isso, a geração de ideias é espontânea, livre de fluxos e não linear. Assim, quanto mais mudanças ocorrem no cubo, mais inovador e criativo você é.

É possível se tornar mais inovador?

A resposta é: sim! Mesmo que você tenha tido um resultado abaixo das expectativas, os pesquisadores dizem que é possível potencializar a sua criatividade. Para isso, basta ficar olhando para imagens ambíguas, como a do cubo de Necker nesse teste.

Por que isso acontece? A questão está no conflito gerado pelos dois direcionamentos. Essa situação ativa o córtex cingulado anterior, uma área do cérebro que detecta essas ambiguidades e aciona os mecanismos de controle cognitivo para lidar com a situação.

Em outras palavras, o seu cérebro é ativado para aprender a resolver aquela questão. Isso gera um aumento da criatividade, especialmente quando a inovação é uma preocupação. Tanto é que os pesquisadores alegaram que: 

“Para mudar as perspectivas em ambas as tarefas (ou seja, superar o conflito), nós precisamos nos engajar nos mesmos processos e capacidades cognitivas. De fato, descobrimos que observar o cubo de Necker pode melhorar a solução de problemas e levar a mais experiências de insights, talvez porque o cubo de Necker engaja as capacidades necessárias para o insight ocorrer.”

Em outras palavras, essa é uma forma simples de ter mais ideias diferentes e inovadoras. Inclusive, você pode ter mais criatividade no trabalho remoto, algo que pode ser difícil de otimizar na sua equipe. Portanto, esse teste pode ser usado para fortalecer o time, a fim de que todos deixem aquela caixinha de lado e passem a ter pensamentos mais fluidos.

Como o cubo de Necker pode ajudar?

Ao enfrentar um problema, você pode utilizar esse teste para aumentar a sua criatividade e resolver a situação. É como um aquecimento, ou seja, você exercita seu cérebro para encontrar o caminho esperado.

Mais do que isso, o cubo de Necker evita que você siga a mesma linha de pensamento sempre — algo que acaba com qualquer potencial de ser mais inovador. Esse resultado é obtido devido ao maior controle das situações de conflito. Assim, existe uma oportunidade de sair da rotina e descobrir uma solução.

Agora, se você acredita que a criatividade é um talento com o qual se nasce, saiba que isso é um mito. Tudo é prática. Por exemplo, a geração Z tende a ser mais inovadora. Tanto é que os jovens dessa geração — que nasceram a partir dos anos 2000 — são considerados integrantes de um grupo de supercriativos. No entanto, os millenials e até os boomers podem melhorar esse aspecto.

Além do cubo de Necker, outras práticas ajudam nesse resultado. Algumas delas são:

  • Brainstorms;
  • Flexibilidade nos horários;
  • Eventos, cursos e workshops;
  • Pausas para relaxar;
  • Errar e acertar.

Exemplos

A criatividade e a inovação podem ser verificadas em várias empresas de todos os portes e segmentos. Por exemplo, existem coworkings que se destacam justamente pelo design diferenciado e que incentiva a geração de novas ideias.

É o caso do Selina Lapa Rio, que tem um perfil moderno, com luminárias diferenciadas e  paredes coloridas, com imagens que estimulam o cérebro. Já o Club Coworking Paulista tem uma pegada diferente, meio industrial, mas aconchegante ao mesmo tempo. Inclusive, tem salão de jogos, móveis diferentes e uma varanda excelente para arejar as ideias.

Porém, um dos maiores exemplos mostra como a criatividade transformou o Cirque du Soleil. O grupo começou com artistas de rua em 1984. Em 2020, chegava a um patrimônio superior a 1,5 bilhão de dólares e mais de 5 mil colaboradores. Segundo o vice-presidente executivo, Daniel Lamarre, a resposta para isso está na criatividade.

Cirque du Soleil

Para começar, a empresa Cirque du Soleil adota o sistema de células de inovação. Ou seja, existem grupos menores de colaboradores que interagem e trocam ideias. Ao mesmo tempo, existem outras células direcionadas para pesquisa, desenvolvimento e estudos relacionados à tecnologia.

Além disso, qualquer ideia é aceita, mesmo as que parecem impossíveis. Inclusive, porque o lucro é importante, mas não é o ponto principal. Isso ajudou o Cirque du Soleil a sair do processo de falência em que havia entrado em 2020. A atração de investidores viabilizou a continuidade dos espetáculos, com a retomada dos shows em 2022.

Ou seja, ser mais inovador vai muito além de ter ideias. Este é um critério fundamental para a vantagem competitiva corporativa e para viabilizar projetos diferenciados, como o anywhere office. Também contribui para o trabalho remoto, já que ajuda a ter ideias de capacitação da equipe e gestão. Por isso, vale a pena fazer o teste e estimular a criatividade.

Então, quer saber como melhorar o desempenho da sua equipe e ter mais agilidade nas tomadas de decisão? Baixe este Guia Home Office para Gestores e entenda os efeitos no Brasil e no futuro, assim como o impacto dessa modalidade na produtividade.

Guia Home Office para gestores

Faça sua primeira reserva em um coworking!

X