Tecnologia

O que é Cloud Computing (computação em nuvem), para que serve e quais as vantagens de aplicá-la na sua empresa?

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em abril 19, 2022
7 min de leitura
O que é Cloud Computing (computação em nuvem), para que serve e quais as vantagens de aplicá-la na sua empresa?
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Cloud Computing (computação em nuvem) é uma tecnologia que utiliza a grande escala e a conectividade da internet para hospedar recursos como dados, softwares e aplicativos em servidores remotos. Leia o nosso artigo e saiba todos detalhes!

Nos tempos atuais, entender o que é Cloud Computing (computação em nuvem) se tornou uma necessidade para os gestores das organizações. Afinal, estamos nos referindo a uma das principais tecnologias utilizadas para superar as dificuldades do trabalho híbrido ou remoto. 

Graças à computação em nuvem, os softwares de gestão e comunicação digital podem ser acessados em qualquer dispositivo com acesso à internet. Com o avanço do anywhere office, modelo de trabalho que permite que as pessoas façam as suas tarefas em qualquer lugar, isso se tornou indispensável. 

Caso você ainda tenha dúvidas sobre o tema, não se preocupe! Preparamos uma espécie de FAQ, para que você entenda o que é Cloud Computing (computação em nuvem) e encontre respostas para outros questionamentos relacionados. Prossiga a leitura!

O que é Cloud Computing (computação em nuvem)?

Podemos definir a Cloud Computing (computação em nuvem) como uma tecnologia que utiliza a grande escala e a conectividade da internet para hospedar recursos como dados, softwares e aplicativos em servidores remotos.

Na prática, isso significa que as empresas podem contar com os seus programas e informações armazenados na nuvem, sem ter um datacenter ou servidor local. Da mesma forma, os colaboradores não precisam usar os computadores do escritório para realizar as suas atividades.

Como a computação em nuvem funciona?

Basicamente, a computação em nuvem utiliza um servidor remoto para conectar os dispositivos dos usuários aos recursos centralizados. Dessa forma, as atividades com sistemas e aplicativos podem ser feitas por meio de qualquer dispositivo.

Um exemplo simples de funcionamento da computação em nuvem é o Google Docs. Por meio dessa ferramenta, você consegue armazenar arquivos e acessá-los em qualquer dispositivo, mediante identificação por login e senha. 

De tal maneira, não é mais preciso salvar os documentos em seu computador, tampouco carregar um pen drive para todos os lugares em que for. Todas as edições de um texto ou apresentação de slides, por exemplo, podem ser feitas em computadores da empresa, em um notebook de uso pessoal e até mesmo em dispositivos móveis, como tablets e smartphones.

É por conta disso que a computação em nuvem tem se demonstrado uma tecnologia essencial para o trabalho remoto. Se você conversar com qualquer pessoa que entende sobre empreendedorismo e tecnologia, certamente ouvirá falar muito bem dos recursos de computação em nuvem.

Quais são os principais tipos de Cloud Computing ou Computação em Nuvem?

Existem três modelos principais de computação em nuvem: a nuvem pública, a nuvem privada e a nuvem híbrida. A seguir, apresentaremos brevemente cada um deles!

Nuvem pública

Na nuvem pública, os dados e os sistemas da empresa ficam em um provedor disponibilizado e gerenciado por terceiros, dividindo o espaço com outros usuários.

Provedores como o Amazon AWS, o Microsoft Azure e o Google Platform oferecem esse serviço.

Nuvem privada

A nuvem privada funciona de forma similar à pública, mas têm os serviços gerenciados pela própria organização ou por um terceiro, que preste serviços apenas para essa empresa.

Geralmente, a nuvem privada é escolhida por empresas que precisam ter um rigor ainda maior sobre a segurança dos dados. Muitos bancos e hospitais, por exemplo, utilizam esse modelo de computação em nuvem.

Nuvem híbrida 

A nuvem híbrida, por sua vez, é uma combinação dos recursos das nuvens pública e privada. 

Nesse modelo, a empresa pode optar por executar as suas atividades na nuvem pública ou na nuvem privada, de acordo com as necessidades de cada ocasião.

Quais modelos de computação em nuvem podem ser contratados pelas empresas?

Para compreender o que é computação em nuvem, também é preciso saber que o serviço é oferecido em diferentes modelos. Veja quais são eles, logo abaixo!

Infrastructure as a Service (IaaS)

No modelo IaaS, os usuários utilizam os recursos da nuvem para desenvolver os seus próprios aplicativos e recursos de acordo com as necessidades da empresa.

Entre os principais exemplos de provedores IaaS estão o Amazon Web Services, a Microsoft, o Google e o Alibaba.

Platform as a Service (PaaS)

Este modelo se caracteriza por proporcionar aos usuários diversos serviços, como banco de dados, e-mails corporativos, entre outros. Além disso, os componentes podem ser usados para que a empresa desenvolva aplicativos próprios.

Temos como exemplo de PaaS: o Google App Engine, o Microsoft Azure Cloud Services, o Heroku, entre outros.

Software as a Service (SaaS)

No SaaS, os aplicativos na nuvem são oferecidos aos usuários como um serviço e os quais podem ser acessados em quaisquer dispositivos.

O Google Docs, as redes sociais, o WhatsApp, as plataformas de metaverso, os ERPs e os CRMs, de modo geral, são exemplos de SaaS.

Quais são as principais vantagens da computação em nuvem?

A computação em nuvem proporciona diversas vantagens para as empresas que as adotam. As principais delas são:

  • Escalabilidade: a empresa pode aumentar ou diminuir os recursos usados de acordo com as necessidades sazonais de cada momento;
  • Agilidade: as atividades são feitas com mais agilidade, tendo em vista que os programas podem ser acessados em qualquer dispositivo;
  • Armazenamento ilimitado: a nuvem é infinita, ou seja, a empresa pode aumentar a sua disponibilidade de armazenamento sempre que for necessário;
  • Backup e recuperação: os sistemas em nuvem fazem backups periodicamente, garantindo a continuidade das operações em caso de desastres ou ataques;
  • Trabalho remoto: com o fácil acesso às informações, ficou muito mais simples trabalhar de forma remota ou híbrida;
  • Segurança da informação: a maioria dos serviços de computação em nuvem seguem rigorosos parâmetros de segurança e ética, evitando vazamentos de informações e cumprindo os preceitos da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Esperamos que você tenha entendido o que é Cloud Computing (computação em nuvem), tendo em vista que esse tema estará cada vez mais presente no universo corporativo.

Lembre-se que estamos aqui para ajudá-lo a entender e desvendar tudo o que envolve o mercado de trabalho de hoje e do amanhã. Portanto, lembre-se sempre de conferir nossos conteúdos. 

Algo que também deve ser compreendido nesse momento é a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais). Preparamos um conteúdo que fala tudo sobre a nova lei. Confira agora mesmo!

Texto de Lucas FloresRelações Públicas e Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade. Revisado por Marcelo Madeira, tradutor, revisor e editor freelancer. 

TAGS: cloud

Faça sua primeira reserva em um coworking!

X