Criatividade

O que o RH deve considerar na hora de decidir adotar o trabalho híbrido na empresa

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em maio 17, 2022
7 min de leitura
O que o RH deve considerar na hora de decidir adotar o trabalho híbrido na empresa
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

De acordo com uma recente pesquisa, 55% dos funcionários preferem trabalhar remotamente pelo menos três dias da semana. Leia o artigo e veja o que o RH deve considerar ao adotar o trabalho híbrido na empresa, tendo em vista que o setor anda de mãos dadas com os decisores das organizações.

adotar trabalho híbrido

Fonte: Freepik

Adotar o trabalho híbrido na empresa tem sido um desafio para muitos gestores de RH. O setor tem um papel fundamental para elaborar políticas flexíveis para os funcionários.

Porém, nem sempre sabe como agir diante dessa situação. Cabe aos responsáveis do departamento de recursos humanos buscar meios para definir como as rotinas híbridas serão desenvolvidas

Além disso, é necessário definir os critérios que serão utilizados para determinar quando e quais colaboradores precisam permanecer no escritório e quem pode trabalhar remotamente. 

Nesse sentido, é interessante observar os dados de uma pesquisa feita pela PwC. Segundo o levantamento:

  • 68% dos executivos acreditam que os funcionários devem estar no escritório pelo menos três dias por semana para manter a cultura da empresa;
  • 55% — ou seja, mais da metade dos colaboradores — uma rotina de trabalho híbrido ideal seria com pelo menos três dias trabalhados remotamente.

Como resolver esse e outros impasses? É importante que o RH considere alguns fatores e reflita sobre alguns questionamentos, como os listados a seguir. Observe!

Checklist necessária para a empresa se preparar para os novos formatos de trabalho

Por que um funcionário específico precisa realizar o seu trabalho no escritório?

Ao estruturar uma política de trabalho flexível, é importante que o RH observe cada função realizada na empresa. A partir disso, defina se ela pode ou não ser exercida remotamente.

Por exemplo, imagine que uma empresa tem secretárias. Além de realizarem trabalhos administrativos, elas também atendem o público que vai pessoalmente à organização.

Como recebem o público de maneira presencial, essas profissionais precisam estar no escritório.

Porém, boa parte de suas tarefas podem ser feitas online. Então, seria possível fazer um rodízio?

Assim, uma das secretárias pode ficar presencialmente na empresa, enquanto as outras trabalham de forma remota. 

Basta criar uma escala justa para todos os profissionais envolvidos e proporcionar uma rotina de trabalho mais flexível

Até que ponto um funcionário precisa colaborar com os outros?

Também é importante que o RH reflita até que ponto um funcionário precisa colaborar com os outros.

Isso é necessário, principalmente, em empresas que trabalham com um esquema de “linha de produção”.

Por exemplo, pense em uma agência de publicidade, que faz conteúdos para redes sociais. Nesse tipo de atividade estão envolvidos vários profissionais, como o desenvolvedor de pautas, o redator e o designer.

Se um deles atrasar as suas atividades, compromete o trabalho do outro e a entrega para o cliente.

Portanto, é preciso que a empresa crie processos e use ferramentas que facilite o cumprimento dos prazos. Esse é o caso de um software de gestão de tarefas, por exemplo.

Até que ponto um funcionário precisa trocar informações rapidamente?

adotar trabalho híbrido

Fonte: Freepik

Tem o mesmo sentido do questionamento anterior. Afinal, ao adotar o trabalho híbrido na empresa, o RH deve pensar até que ponto um funcionário precisa ou pode trocar informações com rapidez.

Vale lembrar que, numa rotina flexível, nem sempre todos os colaboradores estão trabalhando ao mesmo tempo. Inclusive, por uma questão de fuso horário.

Se um funcionário está no Acre e outro em São Paulo, por exemplo, estão em fusos horários diferentes, mesmo que ambos os estados façam parte do mesmo país.

Dessa forma, o RH precisa buscar meios para que os funcionários que dependem um do outro possam trocar mensagens rapidamente.

Isso é especialmente importante para cargos que exigem a realização das tarefas em momentos determinados. Por exemplo, o setor financeiro depende do horário de funcionamento dos serviços bancários.

Em casos assim, os funcionários podem trabalhar de maneira remota. Contudo, necessitam realizar as suas atividades em um horário predeterminado.

Até que ponto determinados funcionários estão inovando em vez de realizar atividades mais burocráticas?

A inovação é sempre importante para as empresas. Por isso, é relevante pensar sobre até que ponto os funcionários estão inovando.

Se ficar perceptível que os colaboradores estão focados apenas em cumprir atividades burocráticas, desenvolva atividades que estimulem a criatividade.

É aquela ideia de “pensar fora da caixa”. Você pode fazer isso com eventos em grupo para estimular a inovação e a produtividade.

Como é o trabalho híbrido ideal para a gestão e os funcionários?

Caminhamos para um futuro em que o anywhere office — ou seja, o trabalho realizado em qualquer lugar — será comum em grande parte das empresas.

Por isso, convém que o RH faça pesquisas internas para descobrir como é o trabalho híbrido ideal para a gestão e os funcionários.

A ideia é que a política de flexibilidade seja inclusiva e considere os interesses de todas as partes envolvidas. Assim, é possível proporcionar mais conforto, satisfação e criatividade. 

Como integrar novos funcionários ao adotar o trabalho híbrido na empresa?

Um modelo de trabalho híbrido também permite contratar pessoas de qualquer lugar do mundo.

Ou seja, você tem muito mais oportunidades de encontrar talentos com as competências técnicas e comportamentais desejadas.

Ao integrar novos colaboradores, o RH pode pensar em diversas atividades de onboarding. Por exemplo, envio de brindes e produtos da empresa, apresentações online, tours virtuais etc.

Como engajar os funcionários atuais no modelo híbrido?

A conexão é um grande desafio para a implementação do trabalho híbrido nas empresas. Logo, convém que o RH estimule atividades que engajem os colaboradores, mesmo que a distância.

Uma boa ideia é orientar os gestores para reservar um tempo no início das reuniões. A ideia é compartilhar notícias pessoais ou realizar outros exercícios que promovam a confiança mútua, o cuidado e o respeito um pelo outro.

Qual é a tecnologia ideal para fazer tudo acontecer?

Sem dúvida, o investimento em novas tecnologias é essencial para fazer o trabalho híbrido. Ou seja, o RH deve estimular os gestores a contratarem softwares de computação em nuvem e comunicação digital.

Somente com esses recursos é que a comunicação a distância realmente se efetiva. Assim, as atividades podem ser feitas com mais controle, qualidade e eficácia.

Ao adotar o trabalho híbrido na empresa, o RH também pode buscar o apoio de empresas como o BeerOrCoffee, que oferece soluções de aluguel de escritórios compartilhados sob demanda.

Uma das soluções oferecidas é o OfficePass, uma assinatura, sem burocracia, que permite que sua equipe trabalhe em qualquer lugar. Saiba mais em nosso site!

OfficePass

Texto de Lucas FloresRelações Públicas e Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade.

 

Faça sua primeira reserva em um coworking!

X