Carreira

Guia 2022 para contratação de colaboradores remotos

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em dezembro 2, 2021
Guia 2022 para contratação de colaboradores remotos
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

A contratação de colaboradores remotos funciona de forma semelhante à tradicional, mas exige algumas adaptações. É preciso focar na comunicação, alinhar bem as expectativas e trabalhar muito bem o onboarding. Entenda o que precisa ser feito.

Quando a pandemia estourou, um grande problema caiu nas mãos do RH. Afinal, como gerenciar os trabalhadores, garantir a produtividade, atender às necessidades dos funcionários e fazer a contratação de colaboradores remotos? Alcançar o equilíbrio foi um desafio, mas se tornou possível.

Pelo menos, por meio da mudança de paradigma. Se antes o foco era ter os funcionários dentro do escritório para saber o que estão fazendo e microgerenciá-los, agora as empresas passaram a ser orientadas por propósito e entregas. Esse também é o motivo para a contratação de funcionários a distância.

Assim, é possível garantir que as contratações remotas sejam valorizadas e ainda alinhar as expectativas da companhia com relação aos colaboradores e vice-versa. Esse é o segredo para o sucesso.

O que fazer para contratar colaboradores remotos em 2022? Neste guia, apresentamos as dicas mais eficientes para ter bons resultados. Acompanhe!

contratação de colaboradores remotos

Defina o que é trabalho remoto

Parece estranho começar com essa dica, mas muita gente confunde os conceitos. O trabalho remoto é aquele realizado 100% a distância, sem idas pré-determinadas e regulares ao escritório tradicional. Ou seja, a pessoa até pode ir ao escritório convencional, mas em situações eventuais. 

Dentro disso, também vale dizer que o funcionário pode estar na mesma cidade ou em outro município, estado e até país. Além do mais, ele pode exercer suas funções de casa, de um restaurante, de uma livraria ou de um coworking. 

No trabalho híbrido, por sua vez, o colaborador fica necessária e parcialmente no escritório tradicional. Ele pode ficar apenas alguns dias da semana fora ou aparecer a cada 15 dias ou de forma mensal, por exemplo.

Entender qual é o entendimento e o patamar da sua empresa em relação a esses conceitos é essencial para encontrar os candidatos certos para a vaga disponível. Essa definição também vai influenciar as perguntas feitas na entrevista de RH.

Afinal, se o objetivo é um trabalho remoto, vale a pena perguntar como é sua sensação de produtividade ao estar em casa, se a pessoa prefere estar em um coworking, qual é o seu ritmo circadiano (ou seja, em que período do dia sua produção é maior) etc.

Por sua vez, se o foco é o trabalho híbrido, é importante saber quantos dias da semana o colaborador espera estar no escritório, se aceita o modelo de hot desking, o que ele pretende alcançar etc.

Com essas informações, é possível descobrir se o candidato é adequado para o cargo.

Confira se tem todas as habilidades e ferramentas à sua disposição

A contratação de colaboradores remotos é diferente daquela feita para cargos presenciais. Por isso, é importante ter habilidades e ferramentas diferenciadas para encontrar a pessoa mais adequada para ocupar o cargo e, posteriormente, gerenciá-las. Nesse sentido, é preciso contar com:

  • Habilidades de comunicação: você precisa ser capaz de repassar as informações para o time e informar para os candidatos o que a empresa realmente precisa e busca. É importante focar na comunicação assíncrona e considerar os aplicativos e soluções disponíveis para contato, como apps de mensagem instantânea e documentações organizacionais;
  • Gestão de projetos: entender quais ferramentas você tem em mãos para gerenciar as atividades é indispensável. Até mesmo porque o potencial colaborador precisa saber como elas funcionam;
  • Documentação e armazenamento em nuvem: todos os arquivos da empresa devem estar alocados na nuvem para serem acessados pelo novo colaborador a qualquer momento. Você também deve garantir que as políticas de trabalho remoto estão acessíveis para que qualquer dúvida seja amenizada. Lembre-se de que essa é uma forma de fortalecer a cultura organizacional. Por isso, é uma das principais tendências para gestão e liderança em 2022.

Adapte a descrição do cargo

Sempre que você vai contratar algum colaborador, remoto ou presencial, precisa de uma boa descrição da vaga. Quanto mais detalhada ela for, maior a chance de encontrar o profissional com o melhor fit.

A questão é que, no trabalho remoto, é possível contratar talentos de qualquer lugar do Brasil e do mundo. Bem ao estilo anywhere office.

Ao mesmo tempo que isso é benéfico, também pode ser um problema se o job description for mal feito. Afinal, o número de currículos que você receberá será enorme — e é importante fazer uma boa triagem para selecionar os melhores.

Já existem soluções que fazem essa análise automaticamente. Ainda assim, investir em uma boa descrição do cargo é fundamental. Veja o que é fundamental detalhar:

  • Título: mantenha-o conciso, mas informe logo de cara que a vaga é remota;
  • Descrição da vaga: tenha objetividade, mas mostre o que se espera do novo colaborador, quais habilidades ele deve ter e como serão suas atividades diárias;
  • Habilidades: defina as competências técnicas e comportamentais buscadas para a vaga. Tenha em mente que elas são ainda mais importantes na contratação de colaboradores remotos. Afinal, a pessoa não estará presente no escritório e isso pode dificultar sua adaptação;
  • Descrição da empresa: apresente rapidamente os produtos ou serviços e mostre qual é a missão do negócio;
  • Detalhes da vaga: é opcional, mas serve para situações em que existem informações importantes a serem conhecidas. Por exemplo, se a pessoa tiver que comparecer ao escritório uma vez ao mês, deve estar descrito aqui. Da mesma forma, se ela precisar cumprir uma carga horária específica para facilitar o contato com outros colegas da equipe.

contratação de colaboradores remotos

Estabeleça um processo de entrevistas sólido e eficiente

Depois de ajustar as informações sobre a vaga, está na hora de fazer a divulgação. Aposte na internet, em fóruns, sites especializados, grupos de áreas específicas etc. Em seguida, faça a triagem dos currículos. Utilizar a inteligência artificial pode ser uma forma eficiente de evitar a perda de tempo.

Ao fazer esse processo, você poderá criar um processo de entrevistas sólido e eficiente. O recomendado é que o candidato mantenha a câmera ligada. Além disso, você deve saber que a conversa será diferente e precisa ser adaptada.

A câmera ativada ajuda na comunicação. Assim, é possível construir uma relação mais próxima e entender exatamente as reações que o candidato tem. Outras dicas importantes são:

  • Faça a leitura da linguagem corporal. Ela ajuda a entender quando o cliente está realmente interessado;
  • Defina um dia e horário para a entrevista que funcione para ambas as partes;
  • Deixe claro quais ferramentas serão utilizadas;
  • Depois da conversa individual, faça outra em grupo. Essa é uma forma de saber se o potencial candidato tem fit com a empresa;
  • Faça anotações para refletir após a entrevista. Ter esse distanciamento ajudará a tomar a melhor decisão.

Cuide do onboarding

Se o onboarding é importante para o trabalho presencial, imagine no modelo a distância. Inclusive, adotar essa boa prática é uma forma de saber o que fazer quando o trabalho remoto não está funcionando. Afinal, pode ser que essa etapa esteja sendo falha e ajustá-la pode trazer o sucesso esperado.

Então, o que fazer? Mostre o escritório virtual, ou seja, apresente todas as ferramentas e soluções utilizadas. Lembre-se de focar nos produtos ou serviços oferecidos e mostrar como tudo funciona. Destacar o organograma também pode ser uma boa ideia, já que o novo contratado saberá com quem falar se tiver alguma dúvida.

Por fim, apresente a pessoa para o restante da equipe. Isso pode ser feito a partir de uma chamada de vídeo. Aproveite esse momento para definir as expectativas e ressaltar como o cargo contribui para o alcance dos objetivos organizacionais. Essa é uma maneira de estreitar os laços do contratado com a empresa.

Todas essas dicas estão entre as principais tendências para as equipes em 2022. Afinal, quando você vai fazer a contratação de trabalhadores remotos, precisa adaptar esse processo para que ele tenha o máximo de eficiência. É assim que sua empresa ganhará em produtividade e bons resultados.

Entendeu por que essa etapa de admissão é tão importante? Para ter ainda mais sucesso, baixe este guia definitivo do futuro do trabalho e entenda tudo o que sua empresa precisa para ter mais flexibilidade.

Ebook Guia do Futuro do Trabalho

Texto escrito por Fabíola Thibes, jornalista e redatora web.