BeerOrCoffee

Resumo do Webinar BeerOrCoffee "O Futuro é Agora: sua empresa pronta para o trabalho flexível"

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em novembro 12, 2021
Resumo do Webinar BeerOrCoffee
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

O Webinar BeerOrCoffee “O Futuro é Agora: sua empresa pronta para o trabalho flexível” foi um sucesso. O evento teve o objetivo de ajudar as organizações a criar uma estratégia flexível mais segura, eficiente e sustentável. Saiba tudo o que aconteceu no evento!!!!

Quer fechar o ano com chave de ouro e entrar 2022 com o pé direito? Se sim, você precisa ficar por dentro dos detalhes do nosso evento, que aconteceu nessa quinta-feira (11/11), em formato online.

Com o tema “O Futuro é Agora: sua empresa pronta para o trabalho flexível“, o evento contou com a presença da CEO do BeerOrCoffee, Roberta Vasconcellos, com o BP de Cultura da Belgo Bekaert, Márcio Cruz, e com o Head Of Supply da Karvi, Rogério Corrêa.

Na oportunidade, foi possível ficar por dentro dos seguintes assuntos:

  • Os primeiros passos do trabalho a distância;
  • As vantagens e desafios do trabalho flexível;
  • Como deve ser o escritório do “novo normal”.

A seguir, confira todos os detalhes debatidos no evento.

Produtividade no trabalho remoto

Rogerio Corrêa, Head of Supply da Karvi, contou no Webinar BeerOrCoffee que, “quando começou a pandemia, ficamos 100% em casa, e começamos a aprender a trabalhar de longe. Quando começou a retornar ao escritório, a gente começou a entender: o que de fato pode ser melhor pro time em termos de produtividade? Aprendemos que não existe uma receita mágica, uma receita de bolo. Existem funcionários que funcionam muito bem em casa, outros no escritório. É importante olhar para cada um individualmente”.

Mudança de comportamento na indústria

Márcio Cruz, BP de Cultura da Belgo, destacou: “o segmento industrial é muito tradicional […] e a gente vem acompanhando a modernização do trabalho. E começamos a falar de trabalho remoto, jornada flexível, sexta-feira mais curta… então, isso é muito novo e muito desafiador. […] é uma mudança de comportamento, de cultura. É fazer o colaborador entender que o que a empresa quer é o que ele entrega, os bons trabalhos, bons produtos. Pelo viés da nossa cultura, faz sentido que as pessoas venham para a empresa. A gente espera que, por mais que estejamos trabalhando a flexibilidade, manter os encontros presenciais”.

Equipes de volta ao escritório

Segundo Rogério, “o grande desafio era trazer o time de volta para o escritório. Quando você fala de São Paulo, tem trânsito e diversas questões. Quando entendemos que as pessoas não estavam dispostas a ir ao escritório, então a decisão foi deixá-lo. Foi quando surgiu o BeerOrCoffee — agora, existe a possibilidade de ter um escritório em cada cidade. […] quando você oferece um coworking, com tudo o que ele precisa, do lado da casa dele, a chance dele produzir melhor é muito maior”.

O executivo também pontuou que “um dos grandes desafios da distância é sentir cada colaborador, quando você é gestor, e como lidar com cada um individualmente. A gente entende que, do jeito que era, não volta mais. Agora, temos alguns desafios pela frente. Afinal, o nosso objetivo é ter resultado e produtividade. Por isso, eu escuto o funcionário e tento entender como funciona a produtividade dele em diferentes ambientes”.

Criar uma rotina melhor com a ajuda dos coworkings

De acordo com Márcio Cruz, durante o Webinar BeerOrCoffee, “em 2019, quando a empresa se reuniu pra fazer o planejamento estratégico, em algum momento surgiu a reflexão ‘a Belgo existe por quê? Apenas para vender um produto ou para ter um impacto na vida das pessoas?’ […] A partir dessa reflexão, a gente definiu que o nosso objetivo era construir uma vida melhor. Antes da pandemia, nós já falávamos de Home Office dentro do segmento da indústria”.

O executivo também pontuou que, “hoje, as pessoas são mais tecnológicas do que a empresa. Elas pedem por implementações e os nossos resultados foram excepcionais com o trabalho remoto. Algumas pessoas continuaram presencialmente nas fábricas, mas, entre os trabalhadores que poderiam abraçar o modelo, começaram a ter resultados muito produtivos e com muita qualidade. Nós não somos Anywhere Office porque queremos que as pessoas venham até a empresa. Não definimos uma data específica, mas os encontros ainda precisam acontecer”.

Além disso, Márcio destacou que “a parceria com a BeerOrCoffee surgiu para dar um espaço para as pessoas que não aguentavam mais o home office. […] os nossos escritórios viraram os coworkings. Fizemos as reservas pelo BeerOrCoffee e a nossa retomada ao escritório está sendo super legal. É uma oportunidade de estar em um ambiente inovador, diferente. Em cada momento, a pessoa está num lugar e senta do lado de alguém diferente”.

principais dificuldades das empresas de tecnologia no trabalho híbrido

Confiança nas equipes e nos colegas de trabalho

Para Rogério Corrêa, da Karvi, “no começo, eu estava com uma grande aflição porque eu precisava conseguir ver como o funcionário estava trabalhando. E um colega me disse: ‘é preciso confiar no que o funcionário está fazendo’. Se, em determinado momento, a pessoa foi dar uma relaxada, mas depois ele voltou e entregou o que precisava, é isso que importa. Se o colaborador disser ‘estou fazendo isso’, acredito nele. As pessoas que, porventura, não compartilharem desses valores, vão acabar seguindo o caminho delas. Isso é natural”.

O executivo também pontuou que “é importante ter ferramentas para te ajudar a enxergar as atividades e manter o contato por ligação e vídeos. Mesmo com a distância, o funcionário tem que sentir que está amparado e não está sozinho. [Além disso, é preciso] dar mais autonomia para os funcionários. Se a pessoa tem o sentimento de dono, ela vai tomar a melhor decisão para o que está sob responsabilidade dela. Até hoje, a gente tem o problema inverso: as pessoas trabalham demais e eu preciso ligar e dizer ‘ei, desconecta’!”. 

Melhoria na entrega de resultados

Para Márcio, “a relação de confiança sempre foi reforçada com os colaboradores. […] o nível de qualidade dos estudos e números que são apresentados hoje são completamente diferentes de quando trabalhávamos presencialmente. O nível mudou e as pessoas começaram a entregar resultados melhores. O grande ponto para tomar a decisão de trabalhar remotamente foram os resultados — não houve uma queda de qualidade com a adoção do novo modelo. O nível de criatividade aumentou demais. […] Algo importante também é cuidar da saúde mental da pessoa para que ela não se sinta sozinha”, disse o executivo.

Além disso, o executivo da Belgo também disse que “queríamos retornar ao escritório, mas pensamos: ‘vamos voltar daquele jeito tradicional, chatinho?’. Começamos a pensar no que o empregado gostaria de perceber nessa retomada. Então, pensamos em voltar com um modelo híbrido de trabalho e proporcionar um ambiente de trabalho mais moderno e inovador. A decisão foi uma construção ao longo do tempo devido aos fatos, aos resultados. Nós chegamos à conclusão de que não dava para voltar ao que era antes. Não é um ‘novo normal’, é uma nova história“, disse.

Cuidado genuíno com os colaboradores

“Um cuidado que a gente tem que ter é manter a energia. Cuidar do astral do colaborador. Somos uma equipe. A minha empresa não é o departamento de vendas, não é o departamento operacional. É importante colocar vários times para trabalhar juntos”, disse o Head Of Supply da Karvi, Rogério Corrêa.

A transformação do mercado e os novos desafios

Márcio, da Belgo, lembrou que o mercado está em transformação. “Assim como os novos modelos de trabalho, em algum momento, a gente esbarra muito na legislação trabalhista. Busque fazer e estar alinhado aos movimentos do mercado. O que o mercado está fazendo? Não tem como fugir. Por mais que o nosso tema hoje seja o futuro do trabalho, a gente também fala de diversidade”, disse.

“Não porque é moda, mas é porque é uma necessidade alinhada às expectativas das pessoas com a nossa empresa. É importante estar aberto a esses novos conceitos, se a empresa quer continuar viva. A pessoa precisa estar feliz, isso é importante. A Belgo quer criar uma vida melhor para o empregado, inclusive, se ele for construir essa vida em outra empresa”, complementou. 

Por fim, o executivo da Belgo destacou: “Olhando o dashboard do BeerOrCoffee e vendo as pessoas utilizando o espaço privativo da Belgo e outros escritórios em diferentes lugares, eu penso: nessa eu acertei“.

Webinar BeerOrCoffee

A importância da gratidão pela vida

Para encerrar o evento com chave de ouro, Rogério destacou: “Sempre em treinamento, quando vamos concluir alguma reunião ou etapa, a gente sempre diz: ‘a primeira coisa é ser grato pela vida’. Não existe nada perfeito, você tem que construir sua história e seu ambiente. Sempre que surgir a dificuldade, em vez de apontar para os outros, veja em si onde pode ser melhor. Seja grato, tenha empatia com o gestor e os outros colaboradores. Quando eu me preocupo com o próximo, essa energia volta pra mim e todos somos mais felizes assim”.

Legal, não é mesmo? A seguir, você confere o bate-papo do Webinar BeerOrCoffee na íntegra.

Sobre Roberta Vasconcellos

Roberta Vasconcellos é CEO e cofundadora do BeerOrCoffee (www.beerorcoffee.com) — uma plataforma que conecta profissionais e empresas a uma rede de espaços de trabalho para trabalhar, conhecer e aprender. Também é uma Global Shaper (iniciativa do Fórum Econômico Mundial de jovens líderes) e ex-alunos da YLAI (Iniciativa de Jovens Líderes das Américas). Eleita “30 under 30” pela Forbes Brasil 2015 e finalista do CLAUDIA Awards 2014 (maior prêmio feminino da América Latina). 10 anos de experiência em vendas e marketing. Está no mercado de tecnologia desde 2009, com experiência anterior como CEO / Cofundador da TYSDO-Things You Should Do, atuando em startups brasileiras renomadas e como membro ativo das comunidades locais (SanPedroValley). Com o BeerOrCoffee, representou a América Latina no Google Demo Day Women’s Edition 2016, participou dos programas de aceleração Startup Chile e Seed e ganhou The Startup Games UKTI. Acesse seu LinkedIn aqui.

Sobre Rogerio Corrêa

Atualmente atua como Head of Dealers da Karvi Brasil também é Sócio-fundador da Mr. Sales, startup de tecnologias que criou um aplicativo de vendas que conecta vendedores de carros com seus clientes. Profissional com mais de 18 anos de experiência no segmento automotivo com forte atuação em grandes grupos de concessionárias como líder de equipes de vendas e marketing; Consultor e Palestrante Especialista em processos de vendas online e conversão de leads; Especialista em CRM Estratégico para concessionárias, seus processos e treinamento de equipes de vendas; Autor de vários artigos para o segmento automotivo e dos E-books: “Aprenda Como Vender Muitos Carros pela Internet” – Livraria Digital Saraiva e “Transformação Digital nas concessionárias – Como se tornar um vendedor 4.0” – Lançamento março 2019. Acesse seu LinkedIn aqui.

Sobre Márcio Cruz

Márcio atua como BP de cultura da Belgo Mineira Bekaert — Grupo Arcelor Mittal. O profissional conta com uma vasta experiência em Recursos Humanos (RH) e já exerceu as mais diversas atividades nas seguintes áreas: Gestão de Recrutamento e Seleção, Treinamento e Desenvolvimento, Departamento Pessoal, Comunicação Interna, Eventos; Planejamento e execução do orçamento da área e gestão de contratos de terceiros; Desdobramento do Planejamento Estratégico; Projetos, incluindo Remuneração Fixa e Variável, Captação e Retenção de talentos, Planos de Desenvolvimento, Ações de Comunicação Interna; Gestão por Contrato de Resultados; entre outras particularidades. Acesse seu LinkedIn aqui.

Renato Ribeiro é Head de Conteúdo do BeerOrCoffee. Liz Borba, publicitária e redatora do BeerOrCoffee.