Cultura da empresa

Pesquisa: o que o RH faz e o que os colaboradores esperam que a área faça?

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em outubro 18, 2021
Pesquisa: o que o RH faz e o que os colaboradores esperam que a área faça?
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Uma equipe bem gerida tem mais chances de atingir seus objetivos. Descubra o que o RH faz em relação às dificuldades, performances e demais estratégias para fortalecer sua voz e impacto em suas organizações.

A última pesquisa anual realizada pela Paychex, companhia norte-americana fornecedora de soluções integradas de gestão de capital humano, apresentou dados reveladores sobre a importância e o impacto do RH nas estratégias e decisões das empresas. O relatório ganhou ainda mais relevância por trazer dados atualizados sobre os efeitos da pandemia em negócios e colaboradores.

Realizada entre abril e junho de 2020, a quarta edição dos estudos colheu dados de 575 líderes de Recursos Humanos com poder de decisão em empresas americanas de 50 a 500 colaboradores. Além de investigar os cenários vigentes do setor, os estudos buscam mapear desafios, prioridades e uso de tecnologia no RH.

O grande destaque foi o fato de 88% dos entrevistados se sentirem parceiros estratégicos em suas respectivas organizações, especialmente, por edificar a nova cultura e atualizar o compliance diante dos desafios trazidos pela pandemia da Covid-19.

Já era de se esperar que o RH tivesse um papel importante nas decisões dos negócios porque, de fato, ele ocupa uma posição de grande influência nos números e na performance dos colaboradores e, consequentemente, das empresas. Essa expectativa, aliás, foi confirmada pelos dados colhidos no estudo. Entenda!

o que o rh faz

Afinal de contas: o que o RH faz?

Para alguns, a resposta pode soar óbvia, mas, para outros, este ainda é um grande “depende”. Acontece que há pelo menos dois pontos de vista em relação às responsabilidades e papéis do RH: a visão dos colaboradores de outros departamentos e a visão dos colaboradores do próprio RH.

Com o objetivo de entregar resultados precisos e confiáveis, coberta pela cultura data driven (processo orientado por dados, isto é, embasados na coleta e análise de informações), a Paychex foi a campo, em 2017, e realizou sua primeira pesquisa anual com líderes de RH e colaboradores.

O estudo buscava entender como as pessoas veem a atuação, responsabilidades e funções do RH. O relatório daquele ano revelou que o senso comum divide espaço com visões bem diferentes em relação às funções do departamento. 

Acompanhe as diferentes visões:

A visão do RH

Ninguém melhor do que os próprios líderes de RH para dizer quais são as responsabilidades e papéis do departamento. 

Dentre as principais funções do RH estão o gerenciamento de conflitos entre empregador e empregados, a gestão em relação à segurança física e moral dos colaboradores (questões como assédio, racismo, sexismo, etc.), a adoção de normas e legislação, o recrutamento e a seleção de novos colaboradores, tal como os benefícios e pagamentos.

As pesquisas realizadas pela Paychex têm mostrado que os profissionais de RH cada vez mais têm voz ativa nas estratégias das organizações em que trabalham. Especificamente, 9 a cada 10 profissionais do setor afirmam sentir-se parceiros estratégicos dentro da empresa. 

Com a necessidade de adaptação e mudanças imediatas nas rotinas de trabalho devido à crise sanitária causada pelo vírus SARS-CoV-2, os líderes de RH demonstraram ser ainda mais importantes para lidar com o bem-estar humano e jurídico dentro das companhias.

A pandemia e o uso da tecnologia

Adaptando-se às orientações de segurança sanitária sugeridas pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e líderes de Estado, muitas empresas e colaboradores precisaram adotar o home office, trazendo o trabalho para dentro das suas casas. 

Não só a rotina mudou, como também os desafios se multiplicaram. Muito além de executar o trabalho habitual em casa, foi preciso gerenciar distrações, ambiente de trabalho, horários, saúde, legislação e estratégias de negócios, além de motivar os funcionários. Isso tornou evidente, mais uma vez, a importância do RH nas tomadas de decisões.

Sem muito tempo para atualizar, planejar, experimentar e tomar decisões, a tecnologia promete ser a maior aliada do RH nesta nova jornada.

“Acelerado por novas tecnologias e um cenário regulatório em rápida mudança, as descrições de cargos dos profissionais de RH estão evoluindo para abranger a tomada de decisões de alto nível e o gerenciamento de tarefas complexas que contribuem para a estratégia e o sucesso geral dos negócios”, disse a diretora de RH da Paychex, Alison Stevens.

Além de funções administrativas, o RH atua dentro de questões jurídicas e de desafios relacionados à psicologia: os (recursos) humanos.

Perguntados sobre quais são os desafios mais significativos que enfrentam neste cenário, os líderes de RH apontaram os seguintes tópicos:

  • Manter os funcionários motivados e engajados: 56%;
  • Manter os funcionários informados: 56%;
  • Gerenciar o estresse dos funcionários: 51%;
  • Gerenciar as despesas de salários e benefícios dos funcionários: 41%;
  • Fornecer tecnologia para manter os funcionários produtivos: 40%;
  • Fornecer treinamento de funcionários: 39%.

A visão dos colaboradores

No entendimento da maioria dos colaboradores entrevistados, o RH existe para lidar com os problemas que acontecem no ambiente de trabalho, desde conflitos de interesse entre empregado e empregador (79%) até questões de racismo e sexismo (76%).

No total, 68% destes colaboradores esperam que o RH cuide dos seus benefícios.

Em menor quantidade, encontram-se as expectativas do RH ser responsável por pagamentos (55%) e contratação de novos talentos (54%).

Na outra extremidade do ranking, estão aqueles que esperam que o RH treine todos os colaboradores (29%) e aprove as tão sonhadas férias (33%). 

Expectativas frustradas

Sem entender exatamente quais são os papéis desempenhados pelos profissionais de RH, muitos colaboradores apresentaram queixas e apontaram pontos de melhoria no departamento durante as pesquisas. As insatisfações são como o RH:

  • Lida com conflitos de funcionários (citado por 24% dos funcionários);
  • Lida com questões de racismo, sexismo e segurança no local de trabalho (16%);
  • Recruta novos funcionários (15%);
  • Treina funcionários (14%);
  • Entrevista (12%);
  • Gerencia os benefícios dos funcionários (10%);
  • Aprova férias (8%);
  • Rastreia dias doentes e pessoais (7%);
  • Processa folha de pagamento (7%).

No fim, embora haja alguma harmonia entre ambas as visões, as expectativas e a realidade acabam sendo diferentes. Os desafios continuam! 

o que o rh faz

Os cuidados com o novo normal

Embora o novo normal tenha surgido como uma necessidade paliativa e imediata imposta pelo coronavírus, a tendência é de que ele se perpetue.

Diante de todos os desafios e funções apresentados pelas pesquisas, juntamente à tendência de normalização e permanência do trabalho remoto, é preciso redobrar o cuidado com as rotinas e jornadas de trabalho.

Com isso, o RH ganha importância e impacta o dia a dia do trabalho, pois, muito além de cuidar da parte burocrática de contratação e integração de colaboradores, ele é corresponsável pelos números dos negócios. 

Uma equipe bem gerenciada é capaz de bater metas e atingir objetivos. Para que isso aconteça, é extremamente importante que o profissional de RH cuide do bem-estar de seus colaboradores, visto que, assim, eles terão uma performance melhor, e, consequentemente, atingirão resultados melhores.

Agora que você entende qual é o papel do RH, descubra como os profissionais da área podem evitar que suas equipes desenvolvam a síndrome de Burnout, e quais as melhores medidas a serem adotadas caso isso aconteça.

Texto escrito por Isabella Proença, Redatora freelancer e Bacharel em Administração.