Cultura da empresa

6 dicas práticas para aumentar a atração e a retenção de talentos na era do trabalho híbrido

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em setembro 3, 2021
5 min de leitura
6 dicas práticas para aumentar a atração e a retenção de talentos na era do trabalho híbrido
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Como aumentar a atração e a retenção de talentos? Antes, vale dizer que essa ideia consiste em um conjunto de ações praticadas pelas empresas, a fim despertar o interesse de pessoas competentes, contratá-las e mantê-las na organização. Neste artigo, você  encontrará dicas práticas de como atrair e reter esses profissionais e entenderá de que forma isso impacta a companhia.

A disputa por talentos no mercado de trabalho está cada vez mais acirrada. Especialmente em algumas áreas, como TI, Data Analytics e IA, não tem sido fácil atrair e reter profissionais capacitados.

Além disso, apesar da pandemia, os funcionários estão em movimento. Uma pesquisa realizada nos EUA apontou que 1 em cada 3 millennials (pessoas nascidas entre 1981 e 1995) planejam deixar seus empregos quando a crise sanitária for controlada. 

Apesar de haver diversas razões para isso, uma das principais é a insatisfação com a cultura corporativa, que levou muitos trabalhadores ao burnout durante o trabalho a distância.

No Brasil, essa disputa também acontece, visto que há um movimento de empresas estrangeiras contratando funcionários brasileiros com o intuito de distribuir sua força de trabalho.

E ainda há a questão do turnover (fluxo de entradas e saídas de funcionários em uma companhia), que, só nos EUA, custa às organizações cerca de US$ 680 bilhões.

Portanto, saber como aumentar a atração e a retenção de talentos é fundamental para a evolução do negócio, sobretudo na era do trabalho híbrido. 

O que é atração e retenção de talentos?

A atração e a retenção de talentos consistem em um conjunto de ações praticadas pelas empresas, a fim despertar o interesse de pessoas competentes, contratá-las e mantê-las na organização.

Essa prática é extremamente importante pois tem influência direta na taxa de turnover, que, por sua vez, pode afetar a companhia de forma positiva ou negativa. 

Isso porque o maior patrimônio de um negócio é o capital humano e, se perder um colaborador qualificado já é complicado, ter uma alta rotatividade de funcionários é um verdadeiro pesadelo, que envolve perda de mão de obra de qualidade e altos custos de rescisões de contratos e admissões. 

Dessa forma, é preciso acompanhar a taxa de turnover e uma das maneiras mais eficientes de evitar a alta rotatividade é investir em práticas para aumentar a atração e a retenção de trabalhadores. 

Como calcular a taxa de retenção de funcionários?

O cálculo da taxa de retenção de funcionários é bastante simples. Veja o passo a passo abaixo:

  1. Escolha um período;
  2. Divida o número de funcionários que permaneceram durante o período escolhido pelo número de funcionários no primeiro dia do período;
  3. Multiplique por 100.

Por exemplo:

  • Período escolhido: 01/01/2020 a 01/01/2021;
  • Número de funcionários que permaneceram nesse período: 80;
  • Número de funcionários no primeiro dia do período: 100;
  • Cálculo: 80/10×100;
  • Resultado: 80.

Neste caso, a taxa de retenção é 80%.

Como aumentar a atração e a retenção de talentos?

Agora que você já sabe como calcular a taxa de retenção de funcionários, confira 6 dicas práticas para atrair e reter talentos em sua empresa.

1. Forneça um plano de carreira bem definido

Funcionários qualificados priorizam o desenvolvimento e o crescimento profissional. Com isso, saber até onde se pode chegar dentro de uma empresa muitas das vezes é um fator decisivo. Por esse motivo, organizações que oferecem um plano de carreira bem estruturado costumam ter preferência.

Programas de trainee e de estágio, por exemplo, são excelentes formas de atrair profissionais recém-formados, que estão iniciando no mercado de trabalho. Além disso, também são uma boa maneira de investir em jovens trabalhadores e formar grandes talentos para o futuro da companhia.

2. Ofereça benefícios

Mais do que apenas um bom salário, hoje em dia os funcionários estão em busca de benefícios que sejam úteis para o dia a dia, o que torna os benefícios corporativos uma estratégia de atração e retenção de talentos fundamental.

Portanto, avalie o perfil dos colaboradores e ofereça um conjunto de benefícios que corresponda às suas necessidades. De forma geral, entre os mais importantes e desejados, podemos destacar:

  • Plano de saúde;
  • Participação nos lucros;
  • Auxílio-creche;
  • Vale-refeição e/ou vale-alimentação.

3. Faça um onboarding memorável

Conforme falamos neste post, o onboarding de equipes remotas aproxima o funcionário da empresa, apesar da distância. Essa integração é um fator fundamental para que o profissional realmente vista a camisa da organização.

Por isso, é importante desenvolver e conduzir esse processo de forma agradável, leve e didática, pois ele desempenha um papel muito importante na retenção de talentos e na jornada do colaborador como um todo.

aumentar a atração e a retenção de talentos

4. Priorize o bem-estar do profissional

O bem-estar dos funcionários, desde a saúde física até a saúde emocional, deve ser uma prioridade em qualquer situação, sobretudo na qual vivemos atualmente. Este ponto, na verdade, vai além de uma estratégia de retenção de talentos: é uma questão de humanidade.

Conforme mencionamos acima, o capital humano é o maior patrimônio de qualquer empresa. Por isso, é essencial que os funcionários estejam bem, dispostos e felizes com a função que desempenham dentro do negócio. Assim, todos saem ganhando e as chances de saída são quase nulas.

5. Crie uma cultura de feedback

Dar feedbacks e ouvir o retorno dos funcionários é uma forma de criar uma proximidade maior, solucionar possíveis problemas que estejam ocorrendo e desenvolver uma relação de lealdade e confiança. Portanto, sob a ótica da necessidade de retenção de talentos, é fundamental estar alinhado nesse sentido com sua equipe.

Não é necessário que essa conversa seja longa ou muito frequente, mas reservar alguns minutos durante a semana ou a cada quinze dias para perguntar se está tudo bem, se o profissional precisa de algo ou se tem alguma coisa a dizer, pode fazer toda a diferença para a permanência na empresa.

6. Disponibilize locais de trabalho híbridos

Atualmente, uma das principais coisas que os funcionários buscam em um emprego são os acordos de trabalhos flexíveis. A possibilidade de trabalhar no escritório ou em outro local de sua preferência oferece o equilíbrio perfeito entre a vida pessoal e profissional.

Além disso, também traz mais segurança para o funcionário e economia para a empresa, que tem uma redução de custos considerável em relação à infraestrutura e outras despesas.

Neste sentido, disponibilizar locais de trabalho híbridos para sua equipe, incluindo o home office e espaços de coworking, por exemplo, é uma excelente opção para manter seus colaboradores engajados, satisfeitos e evitar uma alta taxa de turnover.

Pensando nisso, convidamos você a conhecer o OfficePass, a assinatura de escritórios sob demanda do BeerOrCoffee. Por meio desse serviço, empresas e equipes de todos os tamanhos e perfis têm acesso ilimitado a centenas de escritórios, onde e quando precisar, em 160 cidades do país.

aumentar a atração e a retenção de talentos

Texto escrito por Isabella Proença, Redatora freelancer e Bacharel em Administração