Liderança

Para gestores! Como estabelecer vínculos remotamente com novos contratados?

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em setembro 1, 2021
5 min de leitura
Para gestores! Como estabelecer vínculos remotamente com novos contratados?
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

O onboarding pode parecer um desafio no trabalho a distância. Porém, é possível estabelecer vínculos remotamente. Como fazer isso? Explicamos no post!

As vagas para trabalho a distância cresceram 85% em 2021. O levantamento feito pela Infojobs mostrou que esse dado representa 25.888 postos abertos. O que o número ignora é a necessidade de estabelecer vínculos remotamente.

Sendo gestor, você sabe que o onboarding é fundamental. Por meio dele, é possível explicar a cultura organizacional, quais serão as tarefas realizadas, em qual equipe haverá a integração do novo colaborador e muito mais.

No entanto, sem que todo mundo esteja no escritório, parece que esse trabalho faz pouco sentido. No entanto, isso está longe da realidade. Um estudo feito em uma grande companhia dos Estados Unidos — e apresentado pela Harvard Business School — indicou que reuniões regulares por Zoom e outras ferramentas de interação online propiciam conexões sólidas.

A pesquisa também sinalizou que sessões regulares de conversa entre os profissionais e os gestores aumentam o desempenho e a satisfação. Como consequência, há uma chance maior de eles serem contratados de forma permanente. Em outras palavras, é o chamado engajamento

Ainda assim, é importante entender como exercer a liderança remota. É o que vamos mostrar neste artigo. A partir de agora, você entenderá como aproveitar as oportunidades disponíveis e utilizá-las a seu favor. Confira.

Como estabelecer vínculos remotamente

Estabeleça o contato frequente com os colaboradores

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos mostrou que 25% dos trabalhos pós-pandemia continuarão sendo executados remotamente. Antes da crise sanitária, esse percentual era de apenas 5%. 

Para garantir uma boa gestão de equipes remotas, muitas empresas já adotaram chats online para realizar reuniões frequentes e informais. O objetivo é manter o contato frequente com os profissionais.

Mais do que isso, a comunicação bem estabelecida trouxe benefícios para apresentar o negócio e estabelecer vínculos remotamente. Isso fica comprovado na experiência de outra empresa americana.

A companhia normalmente chama cerca de 3 mil universitários para ficar 10 semanas com as equipes internas. Eles sentam junto dos trabalhadores e acompanham suas atividades. Na pandemia, isso seria impossível. 

Por isso, foram chamados 1.370 estudantes em 16 cidades e eles fizeram o acompanhamento a distância. Foram avaliados 3 tipos de interação:

  • Encontros via Zoom com outros universitários e gerentes;
  • Envio de perguntas escritas para os gestores responderem depois;
  • Reuniões de projeto do grupo de estudantes em que todos conversavam por 30 minutos sem a presença dos gestores.

O resultado foi: o primeiro método de interação foi mais eficiente. A pesquisa mostrou que quem tinha os encontros com estudantes e gestores tinha de 4,7% a 7,3% mais chance de receber uma proposta de emprego. Se os gestores tivessem o mesmo gênero ou origem étnica, o percentual subiu para 9% a 13%.

Além disso, esses encontros garantiram uma melhora de performance entre 7% e 10% maior. Por fim, os estudantes destacaram que essas reuniões virtuais melhoraram o contato com outros colaboradores, a mentoria e as oportunidades na carreira. Tanto que a satisfação ficou entre 3% e 5% mais alta.

Saiba como estabelecer vínculos remotamente ao compartilhar responsabilidades

Uma comunicação eficiente é fundamental para as equipes que trabalham remotamente. Isso também se reflete no compartilhamento de responsabilidades. É preciso indicar exatamente o que se espera do profissional, quais etapas ele deve cumprir e qual é a expectativa de resultados.

Para garantir uma boa comunicação, organize as reuniões em turno. Além disso, faça com que cada colaborador seja responsável por apresentar o seu progresso. É claro que isso tem relação com profissionais já empregados, mas também tem tudo a ver com quem está entrando.

Um novo colaborador pode ter dificuldade de saber o que deve ser alcançado. Mostre qual é a cultura da empresa e quais serão suas responsabilidades. Assim, ele saberá ajustar o seu comportamento logo no começo e evitará a temida taxa elevada de turnover.

Vale a pena lembrar de que um estudo da Society for Human Resource Management (SHRM) destacou que é preciso fazer os novos colaboradores se sentirem muito bem-vindos e preparados para o trabalho. Quanto mais cedo isso acontecer, mais eles contribuirão com o sucesso do negócio.

Além disso, uma pesquisa indicou que 20% das novas contratações pedem desligamento no prazo de 45 dias. Um dos motivos é a dificuldade de estabelecer vínculos remotamente devido a problemas de comunicação.

Como estabelecer vínculos remotamente

Agilize o processo de onboarding, mas faça-o de forma eficiente

A contratação não precisa ser longa para trazer resultados positivos. Quando um colaborador começa a atuar na empresa, ele precisa aprender uma série de atividades e informações. Um estudo da Sapling demonstrou que, no total, são 54 tarefas a cumprir.

O problema é que isso leva a dificuldades de aprendizado quando o trabalho é remoto. Por isso, o ideal é focar aquilo que o profissional vai executar. Caso contrário, a situação pode gerar ansiedade e dúvidas, e levar até a um desligamento precoce.

Para estabelecer vínculos de forma remota, é importante verificar as motivações pessoais, as metas profissionais e os comportamentos de aprendizado. Ao fazer um alinhamento de expectativas, é possível alcançar satisfação e engajamento.

Uma forma de fazer isso é usar plataformas de comunicação interna e de videoconferência. Os contatos frequentes também são essenciais.

Oriente os líderes a fornecerem feedbacks diretos

Se os feedbacks são importantes para quem trabalha no escritório, é ainda mais útil para os gestores de equipes remotas. Com o onboarding conduzido de forma virtual, o retorno é crucial para evitar problemas com a experiência dos colaboradores.

É necessário que a gestão de times remotos seja feita com base em encontros individuais. Dessa forma, é possível fazer relatos diretos, que possam corrigir potenciais falhas antes de elas se tornarem problemas de produtividade e eficiência.

Isso é tão importante que um levantamento da Enboarder mostrou que 72% dos colaboradores disseram que essas reuniões com os gestores diretos são o aspecto mais importante do onboarding. Por isso, reforce essa questão com líderes e gestores. Essa é uma forma de assegurar bons resultados.

Todas essas dicas mostram que é possível, sim, estabelecer vínculos remotamente. Trabalhando a distância, é preciso tomar atitudes mais claras. No entanto, seguindo essas dicas, você alcançará o resultado esperado.

Quer entender mais sobre a gestão dos profissionais que ficam fora do escritório? Veja 5 erros para evitar na gestão de equipes remotas.

Texto escrito por Fabíola Thibes, jornalista e redatora web.