Trabalho híbrido

Como fazer a transição para o trabalho híbrido na sua empresa

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em agosto 25, 2021
Como fazer a transição para o trabalho híbrido na sua empresa
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Uma boa transição para o trabalho híbrido é fundamental para ter melhores resultados no processo. Por isso, preparamos uma lista com as principais dicas sobre o assunto!

O modelo de trabalho híbrido ganha cada vez mais espaço entre as empresas. Nele, há uma união entre a jornada presencial e remota, trazendo elementos de ambos para aproveitar o melhor de cada alternativa. Assim, ele segue a linha de trabalho flexível, que também se destaca no mercado. 

Contudo, para garantir que a estratégia tenha sucesso, é importante que a empresa saiba como fazer a transição para o trabalho híbrido ao adotá-lo de modo definitivo. Afinal, é preciso dar suporte para toda equipe e encontrar meios de estruturar os processos nesse modelo diferenciado.

Quer aprender como fazer isso? Separamos as principais dicas para uma transição de sucesso na sua companhia. Não perca!

transição para o trabalho híbrido

Tenha um planejamento de transição para o trabalho híbrido

O ponto de partida, sem dúvidas, é o planejamento para a transição. Esse é um momento que ajudará a identificar as necessidades e pontos de atenção. A partir disso, será possível criar uma estrutura mais alinhada e robusta para viabilizar as atividades à distância. 

Para facilitar, vale a pena desenvolver uma checklist para mapear os processos e identificar estratégias que podem ser adotadas. Assim, ele pode incluir questões como:

  • Necessidade em relação à presença dos profissionais no escritório tradicional da empresa, para assegurar a disponibilidade de colaboradores nos dias necessários;
  • Suporte oferecido pela empresa, como equipamentos ou ajuda de custo;
  • Tarefas que podem ser remotas e as que exigem a atuação presencial;
  • Inclusão de treinamentos e outras medidas para auxiliar no processo;
  • Definir como será feita a transição: gradualmente, de uma só vez, para determinados setores apenas, entre outros.

Crie canais para viabilizar a comunicação entre a equipe

Sempre que as tarefas são desenvolvidas de maneira descentralizada, é preciso reforçar os canais de comunicação que serão utilizados pela empresa. Embora exista a distância entre os colaboradores, o trabalho em equipe ainda se torna necessário para obter melhores resultados.

Nesse caso, vale considerar as diferentes soluções do mercado que permitem centralizar a comunicação, possibilitar a atuação conjunta entre os colaboradores e, até mesmo, facilitar o compartilhamento dos arquivos. A tecnologia, então, se torna uma grande aliada para que todo o time consiga se comunicar com qualidade. 

Garanta ferramentas adequadas para o trabalho à distância

Seguindo a mesma lógica do tópico anterior, a empresa precisa pensar nas ferramentas de trabalho, como os sistemas de gestão que serão usados e a forma como as tarefas serão estruturadas. Nesse sentido, para favorecer a mobilidade, o armazenamento em nuvem costuma ser uma solução importante.

transição para o trabalho híbrido

Em conjunto com softwares específicos, ela permite que os colaboradores acessem os registros necessários em qualquer lugar. Basta inserir o login e a senha para conseguir trabalhar normalmente. Outro cuidado importante é pensar em como ferramentas essenciais para o trabalho serão disponibilizadas. 

Alguns softwares são pagos, por exemplo, o que pode exigir adaptação da empresa para aumentar os acessos liberados para que os colaboradores possam instalá-los em seus equipamentos. Se for o caso, avalie também a necessidade de fornecer equipamentos específicos para manter a qualidade no trabalho da equipe. 

Invista em meios de integrar os colaboradores

Quando se adota o trabalho híbrido, é comum que o time tenha menos contato direto. Isso porque, mesmo nos dias de atuação presencial, é possível que nem todos estejam presentes. Ao mesmo tempo, a troca de experiência entre todos é importante para ajudar na integração e no próprio desenvolvimento da mentalidade de trabalho em equipe. 

Logo, o processo de transição pode pensar em meios de promover o relacionamento entre os colaboradores. Reuniões virtuais podem ser criadas com um objetivo diferente, como ter um happy hour e um momento de convivência à distância.

Eventos semanais ou mensais também podem ser utilizados para reunir todos os colaboradores da empresa ou de um setor, por exemplo. A ideia é que eles consigam se aproximar, desenvolvendo a confiança e a familiaridade necessária para otimizar o trabalho conjunto. 

Estabeleça uma cultura de feedbacks

É natural que surjam desafios no processo de transição para o trabalho híbrido — isso é comum durante qualquer mudança. Nesse cenário, é interessante que os gestores e líderes atuem de maneira ativa, buscando identificar pontos de dificuldades para fazer melhorias.

Aqui, a principal dica é ter uma cultura de feedbacks que não se limite ao retorno dos líderes para a equipe, mas que também escute os colaboradores. Com base na experiência vivenciada, eles podem apresentar os pontos fortes, mostrando o que funciona bem, e os fracos, que exigem melhorias. 

Inclusive, isso traz oportunidades para eles apresentarem ideias e sugestões para aprimorar o modelo de trabalho adotado pela companhia. Basta lembrar de que as mudanças no mercado são constantes. Então, o acompanhamento contínuo se torna fundamental para buscar melhorias e ter resultados mais atrativos. 

transição para o trabalho híbrido

Não se esqueça de oferecer flexibilidade à equipe

Uma questão importante ao pensar no trabalho híbrido é não focar apenas no home office, mas no anywhere office. Ou seja, permitir que a equipe cumpra as suas atividades onde desejarem — em casa, no escritório, em espaços coworking, cafés, bibliotecas etc.

Isso amplia as possibilidades para que o trabalhador encontre espaços agradáveis e mantenha uma rotina saudável. Para facilitar, a empresa também pode viabilizar parcerias que ajudem a ampliar as oportunidades de espaço de trabalho.

Os coworkings, por exemplo, podem ter características variadas, enquanto oferecem uma estrutura com tecnologia e internet para o trabalho. Nesse cenário, contar com o OfficePass, do BeerOrCoffe, pode ser uma ótima solução. Assim, a empresa consegue disponibilizar acesso ilimitado a uma rede com centenas de coworkings, em mais de 160 cidades.

Os colaboradores contarão com diversas opções de lugares para trabalhar, enquanto podem aproveitar os demais benefícios do trabalho híbrido. Afinal, é possível viajar e conhecer novos lugares, enquanto há acesso garantido a ambientes profissionais e com diversas facilidades. 

Pronto! Seguindo essas dicas, a sua empresa terá condições de implementar uma boa transição para o trabalho híbrido. Porém, não se esqueça de acompanhar os resultados para encontrar pontos de melhoria, criando uma cultura organizacional cada vez mais positiva.

Precisa de suporte para trazer mais flexibilidade no trabalho híbrido? Conheça mais sobre o OfficePass e veja como a solução pode ajudar a sua empresa!

transição para o trabalho híbrido

Texto escrito por Joanna Nandi, Redatora Web.