Carreira

Profissões do futuro: 10 empregos que podem surgir e se transformar no futuro do seu trabalho

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em julho 6, 2021
Profissões do futuro: 10 empregos que podem surgir e se transformar no futuro do seu trabalho
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

As profissões do futuro são muito embasadas na tecnologia e voltada para a obtenção de informações. Veja 10 profissões do futuro e suas características.

Se você conversar sobre trabalho com uma pessoa da geração X — ou seja, que nasceu entre 1960 e 1980 —, é provável que ela tenha uma visão tradicional. Quem nunca ouviu dos pais que é melhor fazer um concurso público? No entanto, as profissões do futuro mostram um caminho diferente.

A revolução gerada pela transformação digital trouxe um novo cenário. Trabalho remoto, novas tecnologias e anywhere office, por exemplo, são conceitos que se tornaram frequentes. Com a isso, cada vez mais pessoas querem a experiência de exercerem suas funções de qualquer lugar.

Esse desejo começa com os millenials, isto é, os nascidos entre 1980 e o final da década de 1990. Com eles, muitas estruturas empresariais tradicionais começaram a ser questionadas. O trabalho também deixou de ser um fator de subsistência para se tornar uma realização pessoal.

O que isso tudo tem a ver com as profissões do futuro? Tudo! Afinal, impacta a visão e as expectativas das pessoas com relação ao mercado. Nesse contexto, o futuro do trabalho também é diferente.

A pergunta que fica é: o que o cenário corporativo reserva para os próximos anos? A partir de agora, vamos mostrar quais são os principais empregos que podem surgir para você se adiantar e se preparar para essa nova realidade. Acompanhe!

1. Engenheiro e arquiteto em 3D

As profissões tradicionais de engenharia e arquitetura precisam cada vez mais se atualizar. A tendência é que as plantas e os ambientes sejam projetados em 3D. Tanto é que existem cada vez mais softwares especializados nesse trabalho.

Portanto, esse é um caminho de atualização necessário. Assim, é possível entregar uma experiência melhor ao cliente, já que é mais fácil visualizar o resultado do projeto e da obra. Da mesma forma, a chance de erros diminui, porque o sistema apresenta os dados de forma mais precisa.

2. Desenvolvedor de dispositivos wearables

Conhece os chamados dispositivos vestíveis? Eles podem não ser usados de modo amplo no Brasil, mas já existem vários nessa categoria. São relógios, óculos, lentes e pulseiras (entre outros) que trazem informações úteis sobre o usuário.

A vantagem dos wearables é facilitar a vida por meio da tecnologia. Por exemplo, um médico pode coletar dados de saúde do paciente para monitorar pressão, glicemia etc. Por isso, há uma demanda grande por desenvolvedores de dispositivos wearables. E ela tende a aumentar.

3. Gestão de resíduos

A produção de lixo é grande no Brasil. Para ter uma ideia, a geração de resíduos sólidos urbanos passou de 67 milhões para 79 milhões de toneladas por ano. Esse crescimento ocorreu de 2010 a 2019.

Esse é um dos motivos que faz o gestor de resíduos ser uma das profissões do futuro. Além da reciclagem, esse especialista consegue criar projetos e funcionalidades para destinar o lixo. Dessa forma, o máximo possível é reaproveitado e todos os resíduos são descartados de forma correta.

4. Segurança da informação

Com o aumento dos ataques virtuais a usuários e empresas, o profissional de segurança da informação continua em alta. Por isso, essa também é uma profissão do futuro. 

Uma característica é a possibilidade de exercer essa função fora do escritório. O profissional pode estar em qualquer lugar do mundo, bem ao estilo nômade digital, e ainda assim

realizar suas funções.

Mesmo assim, o especialista em segurança da informação consegue manter os dados protegidos e criar soluções para evitar ataques de hackers. Isso mantém a competitividade dos negócios

5. Investigação de dados

Mais do que um analista de Big Data, o detetive de dados busca identificar o que é possível obter de informação. Esse é o diferencial, já que o propósito é conseguir insights, em vez de apenas coletar dados.

O motivo de ser uma das profissões do futuro é a capacidade de auxiliar os negócios a se destacarem da concorrência. Para isso, precisa saber de matemática, finanças e data science.

Vale a pena reforçar que esse trabalho também pode ser feito de forma remota. É preciso ter apenas um computador e acesso à internet. Desse modo, já é possível fazer recomendações para melhorar os resultados estratégicos do negócio.

6. Facilitador de TI

O sucesso do futuro do trabalho depende de várias informações, inclusive tendências. É isso que o facilitador de TI faz. Ele explora as predisposições digitais e cria uma plataforma self-service automatizada. Dessa forma, os usuários constroem ambientes colaborativos conforme a sua necessidade. Podem ser criados até assistentes virtuais.

7. Gestão de desenvolvimento de negócios de inteligência artificial

A maioria das profissões do futuro têm um viés tecnológico bastante elevado. É o que acontece com os cargos que trabalham com a inteligência artificial.

No caso do gestor de desenvolvimento de negócios de IA, a busca é pela definição, criação e implementação de programas eficientes, que levem ao aumento das vendas.

Para obter bons resultados, não é preciso ficar dentro do escritório. O especialista pode prestar serviços para diferentes empresas. No entanto, são exigidos conhecimentos em plataformas de IA, computação em nuvem e machine learning.

8. Walker/talker

Se você gosta de conversar, especialmente com pessoas idosa, essa é a sua deixa. O walker/talker é um profissional autônomo que interage com idosos por meio de uma plataforma online.

É possível estar em qualquer lugar para exercer essa função. Ao mesmo tempo, é preciso ter mobilidade. Afinal, você pode ser chamado a qualquer momento. Portanto, é uma profissão bem adequada ao modelo anywhere office.

9. Gerenciamento de equipe humanos-máquinas 

Parece algo totalmente do futuro, mas o gerente de equipe humanos-máquinas já começa a despontar no mercado. Esse profissional desenvolve sistemas de interação entre equipamentos e pessoas. Assim, as duas partes “conversam” melhor e alcançam melhores resultados.

Esse trabalho depende de vários conhecimentos. Por exemplo, em psicologia ou neurociência, engenharia, ciência da computação e outros. No entanto, a tendência é que esse profissional seja bastante procurado, mesmo trabalhando de forma remota.

10. Gestão de facilities

O gestor de facilities cuida de diferentes aspectos do ambiente corporativo. O intuito é garantir segurança, conforto, eficiência e funcionalidade. Tudo isso impacta nos processos e na qualidade de vida no ambiente de trabalho.

Uma curiosidade é que o gestor de facilities realiza seu trabalho tanto com os colaboradores que estão no escritório quanto com aqueles que trabalham em outros lugares. Afinal, ele é responsável por oferecer a melhor estrutura possível para o desempenho das atividades.

Depois de ver todas essas profissões do futuro, fica claro que a maioria delas pode ser exercida a distância. Essa é uma característica que deve ser fortalecida nos próximos anos. Agora que você já conhece algumas das possibilidades, é só conhecer mais sobre aquela que mais te atraiu.

Achou a gestão de facilities interessante? Aproveite e conheça mais sobre essa profissão com este guia da profissão da eficiência estratégica e operacional.

Texto escrito por Fabíola Thibes, jornalista e redatora web.