Carreira

Top 5 técnicas de produtividade e gestão do tempo no trabalho remoto

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em junho 10, 2021
6 min de leitura
Top 5 técnicas de produtividade e gestão do tempo no trabalho remoto
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Deixar de ir ao escritório todos os dias pode trazer problemas. Inclusive, sua vida pessoal pode se misturar com a profissional. Para evitar, listamos 5 técnicas de produtividade e gestão do tempo no trabalho remoto para você colocar em prática agora mesmo. Veja!

Como estão sua produtividade e gestão do tempo no trabalho remoto? Se a resposta é ruim, saiba que tem mais gente nesse barco. Pesquisas mostram que, a distância, as pessoas se dedicam ao cargo 48 minutos a mais do que se estivessem no escritório.

Além disso, 56% indicam que trabalham mais tempo do que está especificado em contrato e 65% acreditam que a vida pessoal e profissional se misturam. Essa situação acontece porque muitas empresas passaram a adotar o home office diante da pandemia do coronavírus. 

Você já sabe disso e é provável que conheça outras formas de atuar remotamente, como o anywhere office. Qualquer que seja a situação, a verdade é que o trabalho realizado a distância veio para ficar.

Inclusive, o Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (Ipea) indica que 22,7% das profissões poderiam ser exercidas indefinidamente fora do escritório. Isso atinge mais de 20,8 milhões de pessoas. Sem contar que o número de vagas no anywhere office aumentou 85%.

Qualquer que seja a modalidade home office, anywhere office etc. —, a verdade é que produtividade e gestão do tempo no trabalho remoto podem ser desafiadoras. Afinal, é preciso disciplina e organização.

Para ajudar nesse processo, neste post apresentamos X técnicas que ajudarão a alcançar esse objetivo. Confira!

gestão do tempo no trabalho remoto

1. Mensure o seu tempo

Você realmente acredita que trabalha 8 horas por dia? É bem provável que, se mensurar o seu tempo efetivamente produtivo, verá que passa essas horas (ou até mais) na cadeira. No entanto, nem sempre está fazendo algo útil.

As redes sociais tomam muitos minutos do dia. Para ter uma ideia, os brasileiros chegam a passar quase 5 horas por dia nos aplicativos dessa categoria. Provavelmente, você gasta menos tempo, mas realiza outras tarefas que tiram sua atenção.

Se fica em casa, faz um cafezinho e um lanche, vê uma notícia na TV, atende o interfone etc. Caso trabalhe em um coworking, por exemplo, fica alguns minutos conversando com outra pessoa, vai à lanchonete comprar um pão de queijo e por aí vai.

Por todos esses motivos, é importante mensurar o seu tempo de trabalho. Mais do que isso, é importante cronometrar quantos minutos leva para exercer cada tarefa. Dessa forma, você tem uma noção clara do que faz e consegue analisar como seu dia de trabalho está sendo gasto.

Essa visão é útil para encontrar ineficiências e gargalos no seu dia a dia. Ou seja, coisas que podem ser melhoradas. Do mesmo modo, ajuda a fazer tudo que é necessário dentro do chamado horário comercial. Isso porque você se organiza melhor.

2. Mantenha seus horários flexíveis

Muita gente que adota o anywhere office prefere fazer horários fixos. Trabalha das 9h às 12h e das 13h às 18h. Existe algum problema com isso? Claro que não, desde que funcione bem para o seu perfil. Essa nem sempre é a realidade.

Uma das principais vantagens de ficar fora do escritório são os horários flexíveis. É, também, um dos maiores atrativos para quem opta por essa modalidade. Então, por que não colocar esse aspecto a seu favor?

A produtividade e a gestão do tempo no trabalho remoto são compatíveis com uma rotina mais solta. A questão é que ela precisa existir. Por isso, determine alguns períodos do dia em que estará disponível.

Para o restante das atividades, divida-as ao longo da semana e defina quais objetivos deverão ser atingidos. Por exemplo, se você precisa criar uma apresentação para mostrar os resultados de um projeto, comece delimitando as atividades que permitirão chegar lá. Algumas possibilidades são:

  • Reunir-se com os membros da equipe;
  • Coletar os dados do projeto;
  • Entrevistar clientes para colher depoimentos.

A partir dessa divisão em tarefas, você determina o que será feito a cada dia. Tente deixar as atividades mais complicadas para o começo do dia. Com a mente fresca, é mais fácil encontrar saídas e se livrar dos gargalos.

Lembre-se também de sempre organizar seus horários no dia anterior. Assim, você trabalha em horários específicos, mas não precisa ser de uma forma tão rígida. Há espaço para dar uma saidinha para tomar um sol e fazer um lanche tranquilo no meio da tarde.

3. Divida as atividades em categorias

Você já pensou se a tarefa que está fazendo é importante, urgente ou desnecessária naquele momento? Pensar sobre essas categorias ajuda a definir as prioridades e focar o que é realmente necessário.

Um dos efeitos do home office na produtividade deve ser a definição clara do que deve ser feito. Para isso, é fundamental saber o que impacta mais o seu dia a dia e a empresa em que trabalha.

Portanto, sempre anote todas as tarefas que tem para fazer e coloque-as em uma matriz. Ela deve ser dividida em quatro quadrantes. Separe o eixo vertical em “importante” e “não importante”. Já o horizontal em “urgente” e “não urgente”.

Pense sobre todas as atividades e veja aquelas que:

  • São urgentes, mas não importantes;
  • Não são urgentes nem importantes;
  • São importantes e urgentes;
  • São importantes, mas não urgentes.

Ao ter essa visão, você sabe o que deve fazer primeiro. A ideia é terminar primeiro com as que são importantes e urgentes. Deixe por último as que não são urgentes nem importantes.

Além disso, anote todas as tarefas, mesmo! Inclusive, ler e-mails e atender o telefone. Essa é a melhor maneira de organizar o seu tempo e entender o que vai demorar mais.

4. Otimize as reuniões

Você já ouviu falar que reuniões só devem ser agendadas se forem realmente necessárias. Não há novidade nisso. Ainda assim, esses encontros são precisos e é preciso saber otimizá-los.

Para focar a produtividade e a gestão do tempo no trabalho remoto, todas as reuniões devem seguir as recomendações abaixo:

  • Nunca serem realizadas se você considerar que serão improdutivas;
  • Seu tempo deve ser reduzido para aquelas reuniões recorrentes. Uma boa dica é usar a tática da metodologia ágil de fazer uma conversa rápida, de até 15 minutos por dia;
  • Avalie se a situação pode ser resolvida com apenas um e-mail;
  • Evite fazer reuniões sem pauta. Elas começam a se dispersar e nada fica decidido;
  • Encaminhe um pré-read por e-mail para que todos estejam alinhados. Assim, você evita perder tempo.

5. Mude seu local de trabalho

Uma forma bastante prática de otimizar sua produtividade e a gestão do tempo no trabalho remoto é mudar de lugar. Isso mesmo. Em vez de ficar em casa, vá para outro lugar.

Essa é a ideia do anywhere office. Você pode trabalhar de casa, do escritório, de um coworking e até de um café. Quem determina o melhor local é você.

Ao fazer isso, você separa muito bem a sua vida profissional da pessoal. Ainda pode agendar um curso para logo depois do trabalho. Assim, sempre haverá o horário para terminar.

Com essas dicas, já é possível aumentar a sua produtividade no home office ou em qualquer modelo que prefira para trabalhar a distância. Mais do que isso, é uma forma de organizar o seu tempo e evitar a mistura entre vida pessoal e profissional.

Por mais que esse objetivo nem sempre seja fácil, essas dicas de produtividade e gestão do tempo no trabalho remoto podem ser aplicadas a partir de agora. Então, que tal começar?

Se você ainda quer saber mais sobre como ser eficiente trabalhando a distância, aproveite a dica de leitura. Baixe o Guia da Produtividade no Trabalho Remoto e veja mais técnicas para fazer mais em menos tempo.

Texto escrito por Fabíola Thibes, jornalista e redatora web.