Trabalho híbrido

Por que você deveria ficar por dentro da estratégia de trabalho híbrido do Google

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em maio 25, 2021
5 min de leitura
Por que você deveria ficar por dentro da estratégia de trabalho híbrido do Google
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Sundar Pichai, CEO da gigante de tecnologia, escreveu uma carta detalhando a nova estratégia de trabalho híbrido do Google. Destacamos os principais pontos do documento e explicamos sobre como eles podem inspirar o seu negócio. Confira, a seguir!

A nova estratégia de trabalho híbrido do Google foi divulgada recentemente, em uma carta aberta escrita por Sundar Pichai, CEO da gigante da tecnologia.

No documento, Pichai relata as dificuldades que a sociedade global passou nos últimos tempos, por conta da pandemia da Covid-19. Inclusive, o CEO lamentou o fato de países como a Índia e o Brasil ainda estarem enfrentando a gravidade da pandemia.

Ele destaca ainda que, em países em que as políticas de prevenção e campanhas de vacinação estão mais avançadas, a volta aos escritórios com segurança é algo que já pode começar a ser pensado.

Porém, esse retorno não acontecerá da mesma forma que era antes da pandemia. O Google, a exemplo do que deve ocorrer com a maioria das empresas, seguirá um modelo de trabalho híbrido. Prossiga a leitura e saiba mais!

A "Campfire" space: A circular seating area with 2 people sitting in person, and 3 more on individual videoconference screens.

(Imagem: Reprodução | Google)

Por que devemos ficar atentos à estratégia de trabalho híbrido do Google?

Para todas as empresas, é importante estar atento à estratégia de trabalho híbrido do Google. Afinal, estamos nos referindo a uma das maiores organizações tecnológicas do mundo e que dita tendências no mercado de trabalho.

Nos anos 2000, por exemplo, o Google mudou completamente o conceito sobre como um escritório deve ser. 

A exemplo da gigante da tecnologia, muitas empresas deixaram de ter as suas estruturas com fileiras de mesas e cadeiras brancas para apostar em escritórios mais despojados e coloridos. 

O Google também foi uma das primeiras empresas a reconhecer que as vidas profissionais e pessoais dos colaboradores dificilmente se separam. Por isso, adotaram políticas para que as relações de trabalho fossem mais humanas.

O resultado dessa política são os milhares de currículos que a empresa recebe todos os dias, de profissionais de todas as áreas e de todas as partes do mundo. O Google conquistou uma posição em que pode escolher os melhores de cada área para compor os seus times.

Tendo em vista inovações como essas, podemos concluir que é muito interessante acompanhar a forma como o Google dará os seus próximos passos, na era pós-pandemia. Concorda?

(Imagem: Reprodução | Google — “Camp Charleston”, um espaço de trabalho que está sendo testado pela empresa, com o objetivo de ter reuniões presenciais com equipes maiores)

Estratégia de trabalho híbrido do Google: o que diz a carta de Sundar Pichai?

Como comentamos, Sundar Pichai, CEO do Google, escreveu uma carta detalhando como será a estratégia de trabalho híbrido dos funcionários do site de pesquisas. Veja, a seguir, alguns dos princípios-chave que constam na carta assinada por Sundar Pichai!

Semana de trabalho mais flexível

No documento, Pichai disse esperar que 60% dos Googlers, como a empresa chama os seus funcionários, estejam de volta aos escritórios da companhia em breve.

Porém, há uma estimativa para que 20% dos trabalhadores migrem para novos locais que o Google está providenciando. Ao mesmo passo, outros 20% dos Googlers trabalharão de forma remota.

Essas equipes não serão fixas, ou seja, quem está trabalhando no escritório hoje poderá realizar as suas atividades em casa amanhã. 

Haverá uma espécie de rodízio de colaboradores, de modo que eles ficarão três dias da semana trabalhando no escritório e outros dois de forma remota.

Vale lembrar que, quando falamos em trabalhar remotamente, não estamos nos referindo apenas à possibilidade de ficar em casa. 

Os Googlers poderão trabalhar em qualquer local, como em coworkings, cafeterias, bibliotecas, entre outros espaços públicos. Em suma, eles começarão a vivenciar a chamada cultura do anywhere office, uma tendência para as empresas de todo o mundo.

Pichai também destaca que, como o tempo no escritório será focado na colaboração, os profissionais responsáveis por gerir cada área poderão ajudar a decidir quais dias as equipes se reunirão no escritório.

Ele ainda aponta que haverá funções em que os colaboradores precisarão estar no local mais de três dias por semana, por conta da natureza de cada tipo de trabalho.

Crescimento da presença global

Outro ponto destacado por Pichai é a presença global do Google. Ele destacou que a empresa está investindo cada vez mais em comunidades mundo afora. Isso possibilita que os colaboradores possam dar novos rumos às suas carreiras e mudar de cidade ou até mesmo de país, se assim desejarem.

Aumento das contratações remotas

Pichai destacou que as contratações totalmente remotas devem crescer no Google. Nesses casos, os profissionais interessados em trabalhar na empresa poderão participar de processos seletivos para integrarem os times que atuam fora do escritório.

O CEO conta que, antes da pandemia, o Google já contava com milhares de pessoas trabalhando em locais separados de suas equipes principais. A tendência é que, nos próximos meses, mais contratações sejam realizadas nessa modalidade. 

estratégia de trabalho híbrido do Google

(Imagem: Reprodução | Google — Os “Team Pods” são espaços que contam com flexibilidade para serem reconfigurados, oferecendo mais suporte ao trabalho e à colaboração)

Flexibilidade das rotinas

O responsável pelo Google declarou ainda que as rotinas dos trabalhadores serão mais flexíveis no pós-pandemia.

Ele disse que os Googlers poderão trabalhar temporariamente em um local diferente do seu escritório principal por até quatro semanas por ano, desde que consigam a aprovação dos gerentes.

O objetivo dessa prática é dar mais flexibilidade para todos, no que se refere às viagens de férias, por exemplo.

Pichai finalizou a carta explicando que entende que o último ano não foi fácil para ninguém e que muitas pessoas ainda estão sofrendo com a pandemia. Ele espera que, juntos, como uma comunidade, os colaboradores do Google possam superar isso.

Ele também se mostrou otimista e ansioso para que, em breve, todos possam se reunir novamente nos escritórios, para matar a saudade e, em alguns momentos, voltar a trabalhar no mesmo espaço físico.

Em suma, a nova estratégia de trabalho híbrido do Google tem foco na flexibilidade. As mudanças são um ponto de partida para que a empresa possa fazer o seu melhor trabalho, sempre valorizando os colaboradores.

E a sua empresa? Já tem uma estratégia definida para a era pós-pandemia? O  trabalho híbrido é uma das maiores tendências para os próximos anos e você pode saber tudo sobre o assunto em nosso artigo que explica e debate sobre esse tema.

Texto de Lucas Flores – Relações Públicas e mestre em Letras, Cultura e Regionalidade. Desde 2013, trabalha com produção de conteúdo para web e há cerca de um ano trocou o interior do Rio Grande do Sul por Porto Alegre.