Anywhere Office

Colaboração e criatividade na gestão de times remotos: 5 dicas práticas para o sucesso na sua empresa

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em maio 11, 2021
5 min de leitura
Colaboração e criatividade na gestão de times remotos: 5 dicas práticas para o sucesso na sua empresa
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Para uma excelente gestão de times remotos é preciso de comunicação, interação, flexibilidade e colaboração. Entenda como aplicar isso no dia a dia da sua equipe.

Uma equipe remota é um grupo de profissionais que trabalham juntos em uma empresa, mas cada um de um lugar — em home office, em coworking ou até na sede da companhia, por exemplo. Muitas vezes, esses colaboradores apresentam culturas e fusos horários muito diferentes. 

Dessa maneira, é preciso ter criatividade na gestão de times remotos para que tudo saia como o esperado. Afinal, nas atividades presenciais, é bem mais fácil reunir os colaboradores para inspirá-los e engajá-los. 

Já no trabalho remoto isso pode ser mais desafiador, pois pode faltar a interação desejada para a geração de novas ideias e entrosamento do time. Entretanto, não quer dizer que seja impossível. Muito pelo contrário. Quer saber mais?

Neste post, contamos 5 dicas para você colocar em prática na sua equipe e ter sucesso na gestão de times remotos. Continue a leitura e confira!

1. Preze pela comunicação

Antes de mais nada é preciso focar em uma comunicação eficaz. Essa é a chave para lapidar a colaboração do time remoto. Isso porque a forma como a equipe se comunica influencia diretamente no andamento do projeto.

Se presencialmente qualquer ruído na comunicação pode ser prejudicial, imagine a distância? Por isso, preze por um diálogo aberto, em que todos se sintam à vontade para tirar qualquer tipo de dúvida.

Comunicação Assíncrona

No trabalho remoto, é essencial dominar a comunicação assíncrona. Ela acontece quando duas ou mais pessoas conversam sem estarem presentes ao mesmo tempo. Portanto, é uma troca de informações que não acontece em tempo real e precisa de contexto e detalhamento.

A ideia é que, em vez de marcar uma reunião logo de cara, a equipe utilize a comunicação assíncrona para aumentar a acessibilidade de informações e flexibilidade da jornada de trabalho. Afinal, se não é necessário que todos estejam trabalhando no mesmo horário para entender as demandas, os colaboradores podem definir as próprias regras em relação ao horário de trabalho e, até mesmo, como e onde irão consumir e retornar mensagens dos colegas.

Ferramentas de chat e de videoconferência

Eleja boas ferramentas de chat e de videoconferência e certifique-se que todos os membros estejam bem adaptados e saibam utilizá-las perfeitamente. Se a maior parte das horas trabalhadas remotamente é dedicada à conexão com as pessoas, respondendo e-mails ou fazendo reuniões, por exemplo, nada mais justo que a comunicação seja eficiente.

Para isso, mais do que bons programas e conhecimento sobre a utilização deles, é preciso que as informações sejam passadas de maneira acessível para que sejam bem compreendidas. Articule as conversas de forma simples e precisa para que não haja mal entendidos.

Se a ideia é que o trabalho seja bem-feito, evite conversas não produtivas ou repassar dados que não serão úteis no projeto. Isso economiza tempo e energia seus e de sua equipe.

Muitas vezes, apenas falar não é tão efetivo. As pessoas podem se dispersar facilmente dentro de poucos minutos, ainda mais em um ambiente que não é a sede da empresa. Portanto, aposte em ferramentas de comunicação visual, como quadros, gráficos e, até mesmo, vídeos criativos e que prendam a atenção.

2. Deixe metas e objetivos transparentes

Mais do que nunca é importante deixar metas e objetivos bem definidos e o mais transparentes possível. Afinal de contas, é preciso saber exatamente onde se quer chegar para traçar o melhor trajeto e quais as estratégias utilizar para cruzar a linha de chegada.

Além disso, os colaboradores remotos precisam saber o que é esperado deles e como trabalhar para que a equipe seja bem-sucedida no projeto. Sendo assim, as instruções devem ser diretas e tangíveis.  

Uma boa ideia é fazer reuniões rápidas e regulares com o time remoto a fim de atualizar sobre o andamento das tarefas e quais serão os próximos passos. A stand-up meeting, também conhecida como daily scrum, é uma ótima estratégia para isso. Se tratam de reuniões diárias de 15 minutos, e podem ser realizadas no ambiente virtual. A ideia é ser uma conversa objetiva, e com o intuito de alinhar a equipe e priorizar tarefas.

Outra estratégia é a weekly scrum, também conhecida como sprint review por ser uma forma de “revisar” as tarefas e projetos em andamento. Acontece semanalmente em sessões de 30 a 45 minutos. É uma oportunidade para a equipe discutir o progresso feito, os impedimentos e o que virá a seguir.

Você pode se interessar por outros conteúdos:

3. Promova a interação da equipe

Ao trabalhar em equipes remotas, não temos aquela conversa à toa na hora do cafezinho ou um happy hour para aliviar as tensões de um dia atarefado. Esses momentos são importantes para a integração da equipe e, consequentemente, para o engajamento.

Por isso, é fundamental que você promova a interação do time. Não é porque os membros estão distantes fisicamente que não é possível ter essas atividades lúdicas. É aí que entra a criatividade na gestão de times remotos.

Você pode fazer ações virtuais descontraídas, que facilitam a confraternização, como jogos e encontros on-line. Vale até mesmo dar cupons para os colaboradores utilizarem nos aplicativos de delivery de comida, por exemplo.

Outra dica é fazer reuniões espontâneas para bater um papo despretensioso, como acontece no trabalho presencial, sem precisar marcar horário —  desde que não atrapalhe o andamento das atividades, obviamente. Isso ajuda a dar leveza durante o expediente. 

Um jeito simples de promover a interação também é pedir que os colaboradores tragam conquistas e acontecimentos da vida pessoal naquela reunião no final da semana. Que tal? Reserve 15 minutos desse encontro para todos do time terem espaço para dizer como estão se sentindo e falar do âmbito pessoal.

Caso seja possível, organize reuniões presenciais, nem que seja uma vez por ano. A confraternização da firma não é apenas uma ocasião de diversão. Nela, você consegue plantar a semente do engajamento e união para colher os frutos ao longo do ano. Já pensou nisso?

Veja um vídeo sobre a cultura do trabalho remoto e saiba mais sobre o Retreat do BeerOrCoffee, um encontro presencial, que acontece anualmente, em um destino surpresa com todos os nômades da empresa:

4. Seja flexível

Quando se tem uma equipe remota, um dos grandes desafios é o fuso horário diferente entre os integrantes. É preciso montar um esquema para tentar juntar todos os membros ao mesmo tempo. Isso é pior ainda se os horários são muito desencontrados. Calma que há solução!

É preciso ser flexível e entender que, talvez, uma mensagem pode não ser não respondida no momento. Nesse caso, é importante ter um cuidado sobre a comunicação, sabendo que está tudo bem quando ela não é feita de maneira imediata (síncrona). 

Assim, você conseguirá acompanhar o processo e ir estabelecendo pontos de melhoria ao longo do processo.

Além disso, vale lembrar que o formato de trabalho a distância é diferente e, por isso, muitos desafios são novos.

Se o colaborador trabalha em home office, por exemplo, corre-se o risco de ser interrompido pelo filho ou outra distração. Nesse caso, não adianta repreendê-lo, não é mesmo? A melhor maneira para lidar com a situação é ter empatia.

criatividade na gestão de times remotos

5. Aposte em software colaborativo

Os softwares colaborativos são essenciais para o sucesso da equipe remota. Aliás, são esses tipos de programa que possibilitam o trabalho a distância. Saiba que apenas aplicativos de videochamada e de mensagens não são suficientes.

Hoje em dia é possível contar com soluções para várias questões. Existem aplicativos em que os membros podem colocar as ideias e testarem juntos, por exemplo. Sendo assim, não deixe de buscar por esses programas que facilitam a interação do time e a realização das atividades.

No BeerOrCoffee, por exemplo, usamos o slack como o “escritório” virtual da empresa. Aliás, se você quer saber mais detalhes, clique aqui para conhecer as principais ferramentas para trabalhadores remotos em 2021.

Como você pôde conferir, a colaboração e a criatividade na gestão de times remotos é imprescindível para o sucesso da empresa. Por essa razão, não deixe de aproveitar as nossas dicas e colocá-las em prática.

Quer saber mais sobre como trabalhar remotamente? Aproveite que está por aqui e baixe agora mesmo o nosso Guia do Trabalho Remoto!

criatividade na gestão de times remotos

Texto de Renata Nogueira, produtora de conteúdo para a web e redatora.