Gestão de Facilities

Gestão Operacional de Facilities: saiba tudo sobre o assunto

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em abril 20, 2021
5 min de leitura
Gestão Operacional de Facilities: saiba tudo sobre o assunto
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

A Gestão Operacional de Facilities é uma área que ganha cada vez mais espaço nas empresas e envolve toda a infraestrutura de um negócio. Leia o artigo e saiba tudo sobre o assunto!

Se uma empresa está funcionando corretamente e tudo “anda nos trilhos”, podemos dizer que ela tem uma Gestão Operacional de Facilities eficiente. Ao setor, cabe a função de promover a boa infraestrutura das organizações, garantindo a produtividade e o bem-estar dos colaboradores em suas funções.

Imagine, por exemplo, uma empresa em que a iluminação é inadequada ou que não oferece todos os dispositivos que os funcionários precisam para desempenhar as suas funções. Certamente, tudo seria uma grande bagunça, não é mesmo?

É por isso que a Gestão Operacional de Facilities é tão importante. Continue lendo para saber tudo o que você precisa sobre esse assunto.

O conceito de Gestão Operacional de Facilities

A Gestão Operacional de Facilities pode ser definida como a administração de todos os serviços relacionados à infraestrutura dos espaços da empresa. Nisso se inclui a infraestrutura predial, gestão das instalações e coordenação de espaços.

As atividades operacionais de facilities são essenciais para o desenvolvimento de qualquer ramo empresarial, tais como indústrias, escritórios, lojas, estabelecimentos de saúde etc. 

Todos os tipos de negócios precisam ser bem coordenados e integrados. Dessa maneira, se consegue diminuir os gastos e conquistar mais resultados positivos na empresa.

Entre esses resultados, podemos destacar a retenção de talentos. Isso ocorre porque os trabalhadores perceberão que a empresa se preocupa com o bem-estar deles. Assim, não serão persuadidos por qualquer oferta da concorrência.

Além disso, o gestor operacional de facilities conseguem desenvolver um ambiente de trabalho mais saudável, evitando que os profissionais desenvolvam doenças ocupacionais, como a Síndrome de Burnout.

Principais serviços que envolvem a Gestão Operacional de Facilities

Os serviços da Gestão Operacional de Facilities são muitos e podem demandar diversos profissionais, coordenados por um responsável. Veja, a seguir, quais são os principais deles.

Manutenções técnicas

Quando falamos em manutenções técnicas, estamos nos referindo aos serviços de elétrica, hidráulica, entre outros que são necessários em uma empresa.

Nesse sentido, o gestor de facilities deve buscar meios para corrigir eventuais problemas na infraestrutura e também fazer a manutenção preventiva, evitando que eles ocorram. 

Saúde ocupacional

As atividades de saúde ocupacional visam melhorar a qualidade de vida no ambiente de trabalho e evitar que o colaborador adquira doenças na empresa.

O gestor operacional de facilities pode atuar também nesse segmento, buscando meios para que os profissionais se sintam mais seguros na companhia. 

Providenciar selos, como o Certificado Escritório Mais Seguro, é um exemplo de aplicação da Gestão Operacional de Facilities nesse segmento.

Recepção

Os serviços de recepção também estão relacionados com a Gestão Operacional de Facilities. 

É preciso que os recepcionistas e porteiros sejam bem preparados para atender bem a todos que chegam na organização.

Serviços de telecomunicação e internet

Cada vez mais as empresas estão aderindo aos novos modelos de trabalho, como o anywhere office, em que as atividades profissionais podem ser feitas em casa, em coworkings, em outros espaços públicos ou na sede da empresa.

Em meio a esse cenário, é fundamental que os serviços de telecomunicação e internet funcionem de forma adequada. Sem eles, fica praticamente impossível desenvolver as operações de trabalho sem estar presente fisicamente na empresa.

Segurança patrimonial

A segurança dos bens e colaboradores das empresas também é uma responsabilidade da área da Gestão Operacional de Facilities.

A contratação de guardas e seguranças, bem como os devidos treinamentos para esses profissionais devem ser garantidos. Dessa forma, se consegue que todos trabalhem de maneira segura e sem que ninguém cause danos aos patrimônios da companhia.

Limpeza

Um ponto importante da Gestão Operacional de Facilities é a limpeza dos ambientes. É imprescindível que tudo seja sempre limpo e muito bem conservado, para que os clientes possam desenvolver os seus trabalhos de maneira saudável.

A limpeza e a organização também são imprescindíveis para causar uma boa impressão nos visitantes da empresa. Afinal, ninguém se sente bem ou fica com uma imagem positiva de uma empresa com aspecto sujo e muito bagunçada.

Atividades desenvolvidas na Gestão Operacional de Facilities

Agora você já conhece um pouco mais sobre os serviços que envolvem a Gestão Operacional de Facilities. 

É chegado, portanto, o momento de saber um pouco mais sobre as atividades desenvolvidas pelo responsável por essa área. Confira!

Gestão de contratos

O gestor operacional de facilities é o responsável por firmar contratos com todos os prestadores de serviços que desenvolvem as funções que citamos anteriormente.

Caso a empresa contrate uma firma de segurança terceirizada, por exemplo, é o gestor de facilities quem faz a contratação e acompanha o trabalho dos colaboradores, para garantir que tudo está sendo feito nos termos acordados.

Diminuição dos custos

A busca por otimizações que possam resultar na diminuição de custos é uma alternativa interessante para as empresas e que também compete ao gestor operacional de facilities.

O responsável pela área deve analisar alternativas e escolher bem os serviços e parceiros contratados.

Para não ter muitos gastos com contas de energia elétrica, água, internet e condomínio, por exemplo, pode-se pensar na possibilidade de trocar o escritório tradicional por um coworking. Nesse caso, os gastos são todos compartilhados com outros ocupantes do espaço.

Gestão da sustentabilidade

Cada vez mais as empresas precisam ser sustentáveis, até mesmo porque os clientes estão mais conscientes e não compram de organizações que não têm consciência ambiental.

Nesse sentido, o gestor operacional de facilities deve trabalhar em prol da sustentabilidade, racionando o uso de água e energia, por exemplo. 

Também pode buscar meios para tornar as atividades mais ecologicamente corretas. Exemplo disso pode ser feito quando se começa a usar um software de computação em nuvem e que demanda menos impressões de folhas de papel.

Como você pode perceber, a Gestão Operacional de Facilities é uma área bem ampla. Aqui falamos bastante de tarefas operacionais, mas a atuação do responsável pelo segmento não se limita a isso.

Pelo contrário, quem trabalha nessa área, precisa ser bem estratégico. Saiba mais em nosso artigo que traz um guia completo sobre a Gestão de Facilities, a profissão do futuro.

Texto de Lucas Flores – Relações Públicas, mestre em Letras, Cultura e Regionalidade e produtor de conteúdo para Web