Flexibilidade no Trabalho

10 estatísticas sobre o trabalho remoto para conhecer 

Renato Ribeiro
Escrito por Renato Ribeiro em janeiro 20, 2021
5 min de leitura
10 estatísticas sobre o trabalho remoto para conhecer 
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

Por causa do pandemia, o futuro do trabalho foi adiantado em alguns anos, o trabalho remoto ganhou uma evidência sem precedentes na história e é essencial que a gente fale disso. Neste texto, reunimos alguns dos fatos mais importantes e estatísticas sobre o trabalho remoto e algumas dessas informações, certamente, serão essenciais para que a sua empresa avance para o próximo nível. Confira!

1. Trabalhadores remotos são mais produtivos 

O aumento da produtividade é uma das principais vantagens que você pode ter ao permitir que seus funcionários trabalhem remotamente. Segundo a pesquisa Global Workplace Analytics Costs & Benefits, as pessoas que trabalham a distância são entre 35% e 40% mais produtivos em relação aos colegas do modelo tradicional. O estudos também mostrou que ⅔ dos trabalhadores perceberam um aumento de produtividade entre as demais pessoas da equipe.

2. Menos deslocamentos podem melhorar a saúde

Além dos recursos economizados, ter menos deslocamentos no dia a dia do trabalho garante uma acentuada diminuição nos níveis de estresse associados às idas e voltas para o trabalho.

De acordo com o relatório da Royal Society for Public Health do Reino Unido, que foi citado em uma matéria da Forbes, 55% dos profissionais destacaram aumentos nos níveis de estresse por conta do deslocamento diário. Economizar tempo e dinheiro, sem sombra de dúvida, trará mais qualidade de vida e mais equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

3. Cada vez mais pessoas estão trabalhando remotamente

previsões que indicam que, até 2027, a maior parte da força de trabalho dos Estados Unidos (e de muitos outros países) estará atuando de forma totalmente remota. O número de pessoas que estão fazendo acordos de trabalho flexível não para de crescer.

Nos EUA, por exemplo, aumenta em uma velocidade três vezes mais rápida em relação à força de trabalho geral. Isso quer dizer que mais e mais empresas estão percebendo as vantagens e o potencial do trabalho remoto.

4. É provável que haja aumento no equilíbrio entre vida pessoal e trabalho

O modelo de trabalho flexível, que também é conhecido como Anywhere Office (ou trabalho de qualquer lugar), também ajuda as pessoas em relação ao equilíbrio entre vida pessoal e trabalho. Aumenta a saúde mental e física e, ao mesmo tempo, reduz os níveis de estresse e esgotamento.

Uma pesquisa da FlexJobs, por exemplo, mostra que 97% dos 3.000 profissionais entrevistados tiveram uma melhoria na qualidade de vida em geral por causa do trabalho remoto.

5. O estresse pode ser bastante reduzido 

O estresse é inevitável e, de alguma forma ou de outra, a gente tem de lidar com ele. De um lado, ele pode ser positivo para, por exemplo, ajudar no nosso desempenho no trabalho. De outro, isso pode prejudicar sua saúde física e mental.

Segundo um estudo da PGI, que analisou pessoas que trabalham remotamente, 82% dos trabalhadores a distância tinham níveis mais baixos de estresse quando realizavam suas atividades fora do escritório tradicional.  

estatísticas sobre o trabalho remoto

6. O trabalho remoto veio para ficar 

Segundo o Relatório de Tendências de Talentos Globais do LinkedIn para 2019, 72% dos colaboradores estão de acordo com o fato de que o trabalho remoto será essencial para a área de recrutamento e seleção e o futuro do RH.

Apenas nos últimos dois anos, o LinkedIn registrou um aumento de 78% nas vagas de emprego que anunciam trabalhos flexíveis. Esses e outros fatos indicam que, mais do que uma tendência temporária no mercado, o trabalho remoto veio para ficar.

7. As empresas que aderem ao trabalho remoto podem cortar custos

As empresas que permitem que seus trabalhadores atuem de forma remota podem economizar custos de maneira acentuada. O Banco Inter, por exemplo, ao contratar as soluções do trabalho flexível do BeerOrCoffee, já economizou mais de R$ 1 milhão ao ano, segundo Pedro Quadros, Engenheiro de Facilities da companhia financeira. Exemplos como esse comprovam mais uma grande vantagem do trabalho remoto.

8. Nem todos trabalhadores remotos precisam viajar 

Embora o trabalho remoto ofereça vantagens como trabalhar em qualquer lugar, nem todos trabalhadores remotos precisam viajar. Segundo o estudo State of Remote Work de 2019, da Buffer, 84% das pessoas ouvidas disseram que estão, principalmente, atuando no home office. Para se ter uma ideia do aumento, na mesma pesquisa do ano anterior o crescimento foi de 78%.

9. O trabalho remoto não era chamado trabalho remoto

Apesar de o termo trabalho remoto ser muito conhecido hoje em dia, nem sempre foi assim. Antes, o termo teletrabalho era o conceito mais utilizado. O livro The Telecommunications-Transportation Tradeoff, de 1976, do autor Jack Nilles, propõe um modelo no qual o trabalho deveria ser trazido para mais perto dos profissionais.

Mesmo com a falta de tecnologia da época, era possível ter escritórios-satélite próximos às residências dos funcionários. Depois de que a ideia foi testada em uma empresa nos Estados Unidos, Nilles destacou que “[a] produtividade desses funcionários aumentou 18%, a taxa de rotatividade foi para zero e os custos das instalações foram muito mais baixos”.

10. O trabalho remoto é ecologicamente correto

Com um número muito menor de deslocamentos no dia a dia do trabalho, o nível de emissões de carbono, que são gerados pelos veículos, também reduz significativamente. Ainda que trabalhassem longe do escritório tradicional apenas em parte da semana, os profissionais podem reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 54 milhões de toneladas/ano. Além disso, vale lembrar que a quantidade de recursos utilizados no escritório tradicional é reduzida. Isso significa, por exemplo, menos uso de papel e de eletricidade. 

E aí, gostou de saber sobre essas 10 estatísticas do trabalho remoto? Como vimos, trabalhar remotamente já é uma estratégia amplamente utilizada por diversas empresas e profissionais. 

Não importa se é uma pequena, média ou grande empresa. O fato é que cada vez mais pessoas estão realizando suas tarefas a distância — e esse número, ao que tudo indica, aumentará ao longo dos meses e dos anos.

É possível ter mais flexibilidade e liberdade durante o dia a dia. Consequentemente, as pessoas se tornam mais produtivas, com mais equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Mas como funciona o trabalho remoto na prática?

É isso que você confere em nosso artigo “Trabalho remoto na prática: aprendendo a se organizar para ter os melhores resultados”.

Renato Ribeiro é Head De Marketing de Conteúdo no BeerOrCoffee.