Dinheiro traz felicidade? Pesquisa mostra que para ser feliz (e produtivo) você deve investir em uma rotina flexível de trabalho

Para a pesquisadora Ashley Whillans, uma rotina flexível de trabalho traz mais felicidade do que uma remuneração alta. Ela vivenciou isso na prática! Leia o artigo e confira!

Será que só o dinheiro traz felicidade? De acordo com a professora e pesquisadora americana Ashley Whillans, para sermos felizes, mais do que ganhar bem, é preciso investir em uma rotina flexível de trabalho.

Isso é o que concluiu a pesquisa realizada por Whillans, que resultou na publicação de seu livro “Time start: how to reclaim your time & live a happier life”. Para a professora, o trânsito e outros problemas relacionados a uma rotina engessada de trabalho podem interferir no nosso tempo de qualidade com a família, os amigos e até mesmo sozinhos.

A seguir, apresentaremos um resumo das considerações da pesquisa de Whillans. Assim, você entenderá o porquê de ser tão importante investir em uma rotina flexível de trabalho.

O início da pesquisa de Ashley Whillans

Depois de concluir o seu curso de doutorado, a professora Ashley Whillans recebeu duas ofertas de emprego que a deixaram bastante dividida. Na primeira delas, ela poderia viver em sua cidade, ter uma rotina flexível de trabalho e estar próxima dos seus familiares e amigos.

A outra proposta, no entanto, exigia que ela mudasse de cidade e precisasse ficar longe dos seus entes queridos. Em contrapartida, essa oferta prometia bem mais dinheiro e também trazia mais prestígio.

Sem hesitar, Whillans fez uma escolha que, provavelmente, seria a da maioria das pessoas. Escolheu a oportunidade que trazia mais dinheiro, sem pensar em outras consequências. 

Ela e seu companheiro, com o qual já tinha uma união de oito anos, mudaram de cidade e iniciaram uma nova vida. Whillans estava feliz e realizada, mas  seu parceiro não gostou da nova rotina, se sentiu isolado e sem ninguém no novo local de moradia.

Como Whillans precisava viajar muito, eles pouco se viam e as queixas eram constantes. Na época, a professora já estudava a forma como trabalhar demais pode afetar os relacionamentos.

Em uma palestra sobre esse tema, ela percebeu que não estava vivendo aquilo que ela mesmo pregava. O relacionamento estava mal e o marido já não queria levar aquela vida! 

Na mesma época, por conta do excesso de trabalho, Whillans também não pôde ir ao velório de um primo querido que faleceu e não pôde estar ao lado de sua melhor amiga, quando ela deu à luz ao primeiro filho.

Em uma matéria da Harvard Business School, Whillans declarou: “Não percebemos, mas todas as nossas escolhas diárias, como se socializar ou se exercitar, em vez de trabalhar mais e mais horas, somam muito tempo. São essas escolhas que determinam se somos felizes ou não”.

Para a pesquisadora, portanto, investir em uma rotina de trabalho flexível vale muito mais a pena do que escolher uma opção que apenas traga mais dinheiro. Ela pesquisou isso na academia, mas também viveu a situação na prática.

rotina flexível de trabalho

5 estratégias para ter sucesso em uma rotina flexível de trabalho

Em seu livro, Whillans compartilha algumas dicas sobre como ter uma rotina flexível de trabalho e, dessa forma, garantir mais produtividade e felicidade. Veja algumas delas!

1. Priorize os trabalhos importantes e evite as interrupções

Whillans explica que, em média, os profissionais de negócios passam 23 horas por semana em reuniões. Além disso, ela comenta que, em uma pesquisa realizada com 700 trabalhadores, 99,9% rotineiramente interrompiam atividades que exigem mais foco por conta de interrupções, como ter que atender o telefone ou responder um e-mail.

Como solução, a pesquisadora orienta os trabalhadores a bloquearem a agenda, desligando o telefone e não olhando os aplicativos de mensagens quando estiverem focados em uma atividade importante.

2. Solicite extensões de prazos quando necessário

Em sua pesquisa, Whillans também concluiu que muitos trabalhadores acreditam que os gestores os considerarão menos competentes, caso eles solicitem mais prazos para realizar os projetos.

Porém, isso não é verdade e, na maioria das vezes, é preferível ficar mais tempo em cima de um mesmo projeto para que se possa fazer uma entrega com mais qualidade.

3. Terceirize atividades

Para Whillans, é uma boa ideia terceirizar atividades que não gostamos para que tenhamos mais tempo livre para focar no trabalho e nas tarefas que nos dão prazer. Dessa forma, uma pessoa que detesta limpar a casa pode contratar uma diarista para fazer esse trabalho, por exemplo.

A ideia é que o tempo que seria usado para fazer a faxina na residência possa ser empregado para praticar exercícios físicos, estudar, ler ou até realizar outro serviço doméstico, mas que seja mais do seu agrado, como cozinhar ou cuidar do jardim.

4. Tire férias regularmente

“Períodos mais longos de descanso são a chave para a nossa felicidade”, diz Whillans. Apesar disso, ela concluiu em suas pesquisas que 75% dos trabalhadores americanos não tiravam todos os dias de férias remuneradas a que tinham direito.

A pesquisadora comenta ainda que todos precisam de um tempo livre para descansar a cabeça e ser mais criativos e engajados no trabalho cotidianamente.

rotina flexível de trabalho

5. Tenha intervalos para atividades de lazer durante o dia

Em uma rotina de trabalho flexível, as pessoas têm mais tempo para atividades de lazer durante o dia. Dessa forma, é possível não apenas trabalhar e cumprir obrigações, mas também ter mais tempo para realizar atividades que tragam prazer e satisfação pessoal, além de conviver mais com a família e com os amigos.

A possibilidade de praticar o home office ou trabalho remoto garante menos tempo no trânsito, por exemplo. Além disso, possibilita que você trabalhe em um coworking próximo aos locais que gosta de frequentar, como uma academia ou barzinho para depois do trabalho.

A rotina flexível de trabalho já é uma realidade para muitas pessoas, que são bem mais felizes vivendo dessa forma. Além disso, nada impede que também se ganhe dinheiro trabalhando remotamente, tendo em vista que essa é uma das principais tendências para o futuro do meio empresarial.

Saiba mais sobre o assunto em nosso artigo que explica o que é trabalho híbrido e por que ele é essencial para o futuro.


Texto de Lucas Flores – Relações Públicas e mestre em Letras, Cultura e Regionalidade. Desde 2013, trabalha com produção de conteúdo para web.

Facebook Comments
Dinheiro traz felicidade? Pesquisa mostra que para ser feliz (e produtivo) você deve investir em uma rotina flexível de trabalho

Produtividade remota: confira técnicas simples de colaboração a distância entre equipes

Dinheiro traz felicidade? Pesquisa mostra que para ser feliz (e produtivo) você deve investir em uma rotina flexível de trabalho

Infográfico: estatísticas do home office e do trabalho remoto em meio à Covid-19

Newer post