3 tipos de metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto

A gestão de equipe remota pode se tornar um processo muito mais fácil — e com melhores resultados para todos — quando algum tipo de metodologia de desenvolvimento ágil é utilizado.

Criado em 2001 por um grupo de programadores de TI (Tecnologia da Informação), o método ágil tinha, inicialmente, o objetivo de tornar o desenvolvimento de softwares algo mais simples e rápido de ser realizado.

No entanto, a metodologia ágil foi além da área de informática e, hoje, diversos segmentos já utilizam o método a fim de obterem respostas melhores no gerenciamento dos seus projetos — pesquisas apontam que 73% das empresas já utilizam esse recurso.

Considerando a nova realidade provocada pela pandemia da Covid-19, quais tipos de metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto podem ser aplicados? Confira a seguir!

No que consiste a metodologia de desenvolvimento ágil 

A metodologia de desenvolvimento ágil consiste na utilização de práticas que têm por objetivo tornar o processo de entrega de projetos mais rápido, dinâmico e eficiente.

Oficializado pelo Manifesto Ágil, os quatro princípios desse método visam evidenciar a comunicação, a praticidade, a colaboração e a adaptabilidade.

Esses conceitos, por sua vez, vão ao encontro do que é necessário para engajar as equipes que estão em home office e aumentar a sua produtividade. 

Também por esse motivo, diferentes tipos de metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto começaram a ser utilizados, especialmente agora que é preciso gerenciar os times a distância.

metodologia de desenvolvimento ágil

Exemplos de metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto

Um dos principais propósitos da metodologia de desenvolvimento ágil é a entrega constante de resultados ao longo da execução de um projeto.

Ou seja, ao invés de esperar a finalização de todas as etapas, a cada fase concluída é possível entregar algo ao cliente ou à empresa.

No que diz respeito ao modelo de trabalho remoto, essa abordagem se torna ainda mais eficiente. 

Isso porque, tanto para os gestores quanto para os profissionais, fica muito mais fácil executar tarefas que tenham ciclos curtos do que entregar grandes realizações ao final de ciclos longos.

Somado a isso, a metodologia de desenvolvimento ágil visa a adaptação, conceito mais do que necessário durante a pandemia, especialmente considerando que muitas pessoas tiveram dificuldades em se ajustar ao trabalho longe do ambiente corporativo.

Nesse ponto, o método ágil também contribui bastante, pois uma das suas características é o feedback constante, hábito fundamental para alinhar os projetos. 

E, em tempos de distanciamento social, manter uma comunicação clara e efetiva é primordial para impulsionar a produtividade, promover a harmonia do time e, consequentemente, alcançar os resultados esperados.

Considerando todos esses aspectos, conheça 3 tipos de metodologia de desenvolvimento ágil que podem ser aplicados facilmente ao modelo de trabalho remoto.

Kanban

Talvez a metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto mais conhecida seja o Kanban, especialmente por conta de ferramentas on-line como o Trello e o Asana.

Esse método consiste em um acompanhamento visual do andamento de processos e tarefas utilizando, para isso, cartões de sinalização — presencialmente costumam ser utilizados Post-It® afixados em uma parede ou em um painel.

Geralmente divididas em três colunas que são pendente, em andamento e concluído, a evolução das atividades pode ser acompanhada por todo o time de maneira fácil, intuitiva e simultaneamente.

Scrum

Para falarmos sobre essa metodologia de desenvolvimento ágil é preciso utilizarmos termos como Product Owner (PO), sprint e backlog. Porém, não se assuste, pois o Scrum é um método ágil fácil de ser compreendido!

O Product Owner, algo como “dono do produto”, é o profissional responsável por apresentar aos demais membros do time os interesses do cliente e/ou da empresa, de acordo com o projeto que está sendo executado.

É ele também quem define a prioridade das tarefas que serão realizadas a cada sprint, que é intervalo de tempo para execução das atividades.

Os sprints devem ter prazos curtos (geralmente se considera entre 1 a 2 semanas para cada um) e um objetivo bem definido para que o propósito do Scrum seja alcançado.

A cada sprint concluído o PO retira do backlog a próxima tarefa. Backlog, por sua vez, pode ser definido como um “lugar de guarda” onde as atividades ficam reservadas até serem realizadas e concluídas até chegar à finalização do projeto.

Nesse trajeto, é essencial a realização de reuniões ao final de cada sprint, com o propósito de colher feedbacks, verificar as principais dificuldades e desafios enfrentados pelo time e alinhar estratégias para, assim, seguirem para a próxima fase.

Lean

A metodologia de desenvolvimento ágil Lean tem como principal objetivo “enxugar” processos. 

Para isso, é preciso identificar quais pontos estão resultando em desperdício de tempo e/ou de dinheiro para a execução das atividades.

Além disso, o método Lean também segue a premissa de utilizar apenas os recursos e ferramentas que realmente são necessários para o desenvolvimento das tarefas.

Por exemplo, se determinada fase de um projeto costuma ser revisada por várias pessoas, no Lean é feita uma análise se realmente esse procedimento é necessário. 

Caso não seja, abre-se a oportunidade de tornar o processo mais rápido e menos oneroso, tanto para a empresa quanto para o cliente.

Vantagens da metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto

O foco da metodologia de desenvolvimento ágil é entregar valor ao cliente de uma maneira mais rápida e eficiente.

metodologia de desenvolvimento ágil

Trazendo esse conceito para o trabalho remoto, o método ágil é uma maneira de tornar as atividades dos profissionais mais dinâmicas.

Isso é possível porque os ciclos mais curtos utilizados nessa metodologia contribuem para deixar as atribuições mais claras, definidas e melhores de serem gerenciadas.

Além disso, é muito mais fácil para gestor e para os colaboradores planejarem e executarem pequenas tarefas do que realizarem atividades muito extensas.

Outro ponto que merece destaque é a facilidade de identificar falhas e pontos de melhoria.  Com isso, os ajustes podem ser realizados tão logo o problema seja apontado, evitando retrabalho e, consequentemente, o desencorajamento do time.

Há ainda mais uma característica da metodologia de desenvolvimento ágil que é bastante aproveitada para o trabalho remoto: a formação de equipes pequenas e autogerenciáveis.

De modo geral, os times são formados por um número reduzido de profissionais. Essa formação contribui para uma gestão mais pontual, para uma comunicação mais ativa e eficiente, bem como adaptações mais rápidas caso isso seja necessário ao longo do projeto.

Assim, é possível dizer que os benefícios da metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto são:

  • aumento da produtividade das equipes;
  • otimização de processos e do fluxo de trabalho;
  • economia de recursos financeiros e de tempo;
  • maior engajamento dos profissionais envolvidos;
  • entrega de valor e de resultados em períodos menores;
  • flexibilidade a mudanças.

Ou seja, o método ágil também pode ser visto como uma maneira de reduzir falhas e impactos negativos na execução de processos, gerando assim mais e melhores resultados a todos os envolvidos.


Guest post escrito por Natascha Rauen, Performance & Growth Marketing da Zoop, fintech líder em tecnologia para serviços financeiros.

Facebook Comments
3 tipos de metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto

Veja em 5 passos como ter um dia perfeito no Trabalho Remoto 

3 tipos de metodologia de desenvolvimento ágil para trabalho remoto

Guia do Home Office para gestores: Produtividade, efeitos no Brasil e futuro

Newer post