4 razões para adotar o trabalho flexível e conquistar o sucesso no novo mercado

Quais são os principais motivos pelos quais grandes empresas estão migrando para o modelo remoto? Entenda os benefícios do anywhere office e descubra 4 razões para adotar o trabalho flexível e seguir o exemplo de gigantes como Facebook, Twitter e XP Investimentos.

Você já parou para pensar em por que as empresas estão optando por manter o trabalho remoto mesmo após a pandemia? Grandes nomes como Twitter, XP Inc. e Facebook já anunciaram que darão essa opção para seus colaboradores. Mas como destacou Simon Sinek (empreendedor, palestrante e autor best-seller) adotar o trabalho flexível não é a mesma coisa que acabar com os escritórios.

Dentre as vantagens do anywhere office algumas das principais apontadas pelas empresas são a redução de custos, melhora na produtividade, mais diversidade de pessoas, maior retenção e aquisição de talentos e, por último mas com certeza não menos importante, mais equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Algumas pesquisas feitas por instituições brasileiras e internacionais já demonstraram esses benefícios em números. Neste post apresentaremos alguns deles e falaremos sobre as perspectivas de empresas e profissionais que já adotavam o trabalho flexível antes do isolamento, outras que começaram agora e ainda aquelas que pretendem mantê-lo de maneira permanente. Confira!

O que está dentro do conceito de trabalho flexível

A flexibilidade no trabalho pode vir de várias formas. Seja no horário, no local ou até mesmo na execução das atividades. O importante é que nesse conceito o colaborador tem a liberdade de escolher o que funciona melhor no seu dia a dia e, assim, se torna mais eficiente e produtivo.

Uma opção é oferecer o anywhere office (ou escritório em qualquer lugar). Esse modelo de atuação que as pessoas façam suas tarefas em qualquer lugar — na maioria dos casos, há apenas a necessidade da internet e de um dispositivo. Isso pode acontecer na mesma cidade, em que os profissionais frequentem um escritório compartilhado a cada dia, por exemplo, ou pelo mundo afora.

Ou então disponibilizar uma flexibilidade de horários. Para trabalhadores que estão em países diferentes da sede da empresa, por exemplo, executar as tarefas de maneira assíncrona é essencial. Por isso, nem sempre eles estarão disponíveis na mesma lacuna de tempo dos demais colaboradores da empresa — e tudo bem! Veja o que o diretor de RH da Ambev, Daniel Spolaor, tem a dizer sobre o assunto:

Razões para adotar o trabalho flexível

“As empresas baseadas em escritórios tradicionais não poderão competir com as empresas remote first em termos de eficiência, tanto econômica quanto operacional. As empresas remotas não apenas aumentarão seu nível médio de talento a cada contratação, como também serão muito mais econômicas”, disse Chris Herd, fundador e CEO da Firstbase, em um artigo publicado no LinkedIn.

Ele pontuou, ainda, que esta é uma grande evolução no modo como enxergamos as relações com o trabalho e a produtividade: “o trabalho remoto é a maior revolução no local de trabalho da história e nada proporcionará um aumento na qualidade de vida na próxima década tanto quanto ele. Trabalhadores com mais flexibilidade para decidir seu horário de trabalho, capazes de operar quando são mais produtivos, em vez de um dia fixo, possibilitam um futuro de trabalho muito melhor do que este que vivemos atualmente”.

Veja, então, quais são os principais motivos de uma empresa para adotar o trabalho flexível!

1. Redução de custos

Há uma redução de custos considerável quando você não precisa mais se preocupar com a locação de um escritório convencional. O que não quer dizer que você não possa ter um espaço estruturado para a equipe. Times remotos podem ser alocados em escritórios privativos ou compartilhados em espaços de coworking, que são muito mais baratos.

É possível economizar até 70% levando sua equipe para um espaço de coworking. E você ainda tem acesso a uma estrutura de ponta, ambientes modernos e flexíveis e a serviços diversos, tudo isso na localização ideal para o seu negócio.

Em vez de ter que arcar com altos custos fixos relacionados à estrutura, você pagará apenas por uma parte deles. Na prática, as contas são rateadas entre todas as organizações que funcionam em um mesmo coworking, e isso é traduzido para o valor do aluguel que você paga para o local.

2. Retenção e aquisição de talentos

O relatório State of Remote Work de 2019 da Owl Labs descobriu que a opção de trabalhar remotamente influenciará bastante a escolha dos profissionais durante a busca por um emprego. Eles também descobriram que os trabalhadores remotos têm uma probabilidade 13% maior de permanecer na empresa por pelo menos 5 anos, em comparação com quem trabalha em escritórios convencionais.

Outra pesquisa, realizada no ano passado no Brasil, demonstrou que 49% das pessoas sonhavam em ter a opção de trabalhar remotamente. De acordo com o estudo, encomendado pela Alelo e publicado pelo jornal Estado de Minas, “para 97% dos empregados entrevistados, os novos ambientes de trabalho foram apontados como positivos por proporcionarem mais conforto (58%), permitirem uma maior qualidade de vida (54%) e incentivarem a produtividade dos funcionários (53%)”.

De acordo com um terceiro estudo, publicado pela Deloitte, quase 75% dos millennials (geração nascida a partir dos anos 1980 até aproximadamente 1996) acreditam que uma política de “trabalhar em casa” ou “trabalhar remotamente” é importante. E agora, mais ainda, essa é uma tendência crescente.

3. Aumento da produtividade

Uma pesquisa da Society for Human Resource Management mostrou que 83% das empresas americanas que implementaram políticas flexíveis de trabalho tiveram um aumento na produtividade dos funcionários. Enquanto isso, a TinyPulse divulgou estudos nos quais 91% dos trabalhadores disseram que se sentem mais produtivos trabalhando remotamente.

Isso acontece porque a flexibilidade no trabalho oferece um maior poder de decisão aos colaboradores. Eles podem escolher quando e onde se sentem mais confortáveis e produtivos. Tudo se resume a respeitar essas individualidades, o que aumenta a felicidade, satisfação e, consequentemente, o nível de produtividade.

adotar o trabalho flexível

4. Valorização da individualidade

Como dissemos acima, adotar o trabalho flexível significa respeitar a individualidade de cada profissional. De acordo com a rotina pessoal e da família cada um pode determinar o que se encaixa melhor no seu dia a dia. Isso é benéfico tanto para as pessoas quanto para a própria empresa, que ganha diversidade dentro do seu escopo.

A flexibilidade no trabalho melhora significativamente a saúde e os relacionamentos pessoais — e o trabalho remoto afeta a vida pessoal dos funcionários de forma direta.

A Business Insider publicou um artigo sobre o tema, destacando um estudo o estudo feito com 3.900 pessoas, que constatou que 64% dos trabalhadores acham que “poder trabalhar em casa melhoraria sua vida sexual e beneficiaria seu relacionamento romântico”. Além disso, 80% dos entrevistados disseram que ter um emprego flexível os ajudaria a estar mais atentos ao seu parceiro. Outros 84% disseram que ter um emprego flexível os ajudaria a gerenciar melhor sua saúde mental.

Essas são algumas das principais razões pelas quais as empresas devem adotar o trabalho flexível nos próximos meses e anos. Mas se você quer ficar por dentro de ainda mais conselhos, dicas e aprendizados relacionados ao trabalho remoto e flexibilidade, não deixe de participar da semana de lives BeerOrCoffee!

Com o tema “O futuro é flexível” receberemos profissionais que já atuam de forma remota e/ou coordenam equipes em diferentes cidades e países, além de organizações que estão iniciando sua jornada nesse sentido a partir de agora. Teremos presentes executivos da XP Inc., Coca-Cola, Waze, Rappi e muito mais! Inscreva-se agora mesmo.

Facebook Comments
4 razões para adotar o trabalho flexível e conquistar o sucesso no novo mercado

O que podemos aprender com os holandeses sobre o trabalho remoto

4 razões para adotar o trabalho flexível e conquistar o sucesso no novo mercado

Começou a trabalhar longe do escritório? Veja essas dicas práticas para criar equipes remotas de sucesso

Newer post