Como o trabalho remoto ajuda a ter profissionais mais leais

No BeerOrCoffee sempre soubemos dos inúmeros benefícios proporcionados pelo trabalho remoto. As pessoas têm mais flexibilidade, liberdade e equilíbrio. Enquanto as empresas ganham eficiência e até aumento da produtividade. Além disso, algumas pesquisas mostram que colaboradores com a possibilidade de trabalhar remotamente costumam ser profissionais mais leais.

São vários os estudos que mostram os impactos positivos do trabalho remoto, tanto para as pessoas quanto para os negócios. Neste texto reuniremos as principais pesquisas do mercado, explicando como e porque trabalhadores remotos são profissionais mais leais, produtivos, felizes e realizados. Confira!

Trabalhadores remotos ficam mais tempo em seus empregos

Uma empresa norteamericana chamada Owl Labs realizou uma pesquisa em que foram analisados 1.200 trabalhadores entre 22 e 65 anos. No relatório State of Remote Work de 2019 foi constatado que funcionários que trabalham regularmente de forma remota são mais felizes e ficam com suas empresas por mais tempo do que aqueles que ficam 100% do tempo na sede da empresa. Dos pesquisados, 62% trabalham remotamente pelo menos parte do tempo.

profissionais mais leais

Trabalhadores remotos em tempo integral disseram estar felizes em seu trabalho 22% mais do que as pessoas que nunca trabalham remotamente. Os motivos pelos quais os entrevistados disseram que decidiram trabalhar remotamente foram: melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal (91%), maior produtividade/melhor foco (79%), menos estresse (78%) e evitar deslocamentos (78%).

Outro estudo publicado pela Universidade de Stanford constatou que as demissões em uma empresa que migrou para o trabalho remoto caíram 50% quando os funcionários tiveram permissão para trabalhar em casa. “Não apenas os funcionários se beneficiam (trabalhando em casa), mas os gerentes se beneficiam, porque podem gastar menos do seu tempo dolorosamente anunciando, recrutando, treinando e promovendo”, afirmou o professor Nicholas Bloom, um dos responsáveis pela pesquisa.

Trabalhar remotamente aumenta a felicidade

Uma pesquisa encomendada pela Alelo e feita pelo instituto Ipsos nas principais regiões do Brasil, concluiu que quase metade dos brasileiros têm como sonho o trabalho remoto. E a probabilidade de se tornarem profissionais mais leais quando têm essa oportunidade é muito maior.

De acordo com o estudo, publicado pelo jornal Estado de Minas, “para 97% dos empregados entrevistados, os novos ambientes de trabalho foram apontados como positivos por proporcionarem mais conforto (58%), permitirem uma maior qualidade de vida (54%) e incentivarem a produtividade dos funcionários (53%)”. O que confirma, também, que as novas tendências no modelo de escritórios estão alinhadas com os desejos e necessidades dos profissionais.

Uma pesquisa realizada pela Flex Jobs apontou algo que muitos podem não imaginar: a flexibilidade no trabalho melhora significativamente a saúde e os relacionamentos pessoais — e o trabalho remoto afeta a vida pessoal dos funcionários de forma direta.

De acordo com a Business Insider, que também publicou um artigo sobre o tema, o estudo, que foi feito com 3.900 pessoas, constatou que 64% dos trabalhadores acham que “poder trabalhar em casa melhoraria sua vida sexual e beneficiaria seu relacionamento romântico”. Além disso, 80% dos entrevistados disseram que ter um emprego flexível os ajudaria a estar mais atentos ao seu parceiro. Outros 84% disseram que ter um emprego flexível os ajudaria a gerenciar melhor sua saúde mental.

Felicidade aumenta a produtividade

No estudo publicado pela Universidade de Stanford descobriu-se um aumento impressionante na produtividade do trabalho entre as pessoas que trabalhavam em casa. A pesquisa com 500 pessoas que trabalhavam remotamente e em um ambiente tradicional concluiu que a produtividade entre os trabalhadores domiciliares era igual a um dia inteiro de trabalho por semana.

Já outro estudo realizado por economistas da Universidade de Warwick descobriu que a felicidade levou a um aumento de 12% na produtividade, enquanto trabalhadores infelizes se mostraram 10% menos produtivos. Como a equipe de pesquisa colocou: “Achamos que a felicidade humana tem efeitos causais grandes e positivos na produtividade. As emoções positivas parecem revigorar os seres humanos.”

Pesquisadores também afirmam que trabalhadores são de 11 a 20% mais produtivos quando trabalham em tarefas criativas. Para tarefas repetitivas, os funcionários vinculados ao escritório são mais produtivos. Um percentual de 90% dos gerentes acredita que os trabalhadores são mais produtivos quando recebem a flexibilidade de escolher quando e como trabalham. E, por isso, acreditamos o que o futuro do trabalho seja híbrido:

O trabalho remoto aumenta o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

O trabalho flexível pode ajudar os funcionários a encontrar mais tempo com familiares e entes queridos, como aponta pesquisa da Flex Jobs. Os pais e cuidadores que trabalham com horários remotos e flexíveis geralmente conseguem construir suas carreiras ao longo do tempo com os membros da família e cuidar dos entes queridos, em vez de passar o tempo pessoal em volta do trabalho.

Contudo, muitos profissionais relatam dificuldades quando trabalham em casa. Os problemas vão desde a dificuldade de separar os momentos de trabalho dos de lazer ou descanso e o alto número de distrações até a sensação de solidão ao longo do dia. Por isso, a alternativa mais procurada é optar por espaços de trabalho flexíveis.

Nos espaços de coworking existe uma infraestrutura completa dedicada para o trabalho. Cadeiras e mesas ergonômicas, iluminação adequada, temperatura agradável e todas amenidades que você precisa — como água, café e produtos de higiene pessoal.

Profissionais remotos podem definir sua rotina

Uma equipe de vendas, por exemplo, cujos colaboradores estão em constante deslocamento entre um cliente e outro, se dará muito melhor com a ausência de um escritório fixo. Assim, a empresa pode aderir a planos de posições rotativas em coworkings, para que seus vendedores tenham pontos de apoio espalhados por diversas localidades.

Já o time de tecnologia, que precisa de uma infraestrutura fixa com mesas, internet de alta velocidade, computadores pesados etc, pode ser alocado em um escritório privativo. Esses profissionais terão todo o apoio estrutural que necessitam para trabalhar, mas sem perder a flexibilidade proporcionada pelos espaços de escritórios compartilhados.

Por esses exemplos é possível perceber que equipes diferentes possuem necessidades e perfis distintos. Portanto, o trabalho remoto permite que cada uma delas encontre o melhor modelo para o seu dia a dia, alcançando uma maior eficiência operacional, o que se traduz em mais produtividade e economia de recursos, além de profissionais mais leais.

Se você gostou deste texto e quer aprender mais sobre o tema, leia este artigo em que falamos sobre o trabalho remoto na prática e maneiras de aplicá-lo na sua empresa.

Facebook Comments
Como o trabalho remoto ajuda a ter profissionais mais leais

Por que o Zoom faz tanto sucesso e como uma nova ferramenta de videoconferência para empresas pode superá-lo

Como o trabalho remoto ajuda a ter profissionais mais leais

Como os coworkings estão enfrentando a crise do coronavírus

Newer post