Como o trabalho remoto afeta a vida pessoal dos funcionários

Trabalhar remotamente traz diversos benefícios para a vida profissional, tais como aumento da produtividade e satisfação com o emprego. Mas uma nova pesquisa apontou algo que a maioria das pessoas não imaginava: o trabalho remoto também afeta sua vida pessoal.

Todos sabemos que o tempo que passamos trabalhando, bem como nossa relação com o emprego, tem uma grande influência em nossas vidas fora do escritório. Mas uma pesquisa recente realizada pela Flex Jobs apontou algo que muitos podem não imaginar: a flexibilidade no trabalho melhora significativamente a saúde e os relacionamentos pessoais — e o trabalho remoto afeta a vida pessoal dos funcionários de forma direta.

De acordo com a Business Insider, que também publicou um artigo sobre o tema, o estudo, que foi feito com 3.900 pessoas, constatou que 64% dos trabalhadores acham que “poder trabalhar em casa melhoraria sua vida sexual e beneficiaria seu relacionamento romântico”. Além disso, 80% dos entrevistados disseram que ter um emprego flexível os ajudaria a estar mais atentos ao seu parceiro. Outros 84% disseram que ter um emprego flexível os ajudaria a gerenciar melhor sua saúde mental.

Contudo, o home office também pode trazer outros problemas, “como um desequilíbrio em que o trabalhador remoto assume todas as tarefas do casal ou surgimento de sentimentos de solidão e isolamento”. Isso indica que talvez a flexibilidade possa ser melhor aproveitada de outra forma, como em escritórios compartilhados.

Neste post falaremos mais sobre a pesquisa e daremos dicas de como você pode investir em flexibilidade e satisfação no trabalho a fim de construir relações pessoais ainda melhores!

Vantagens de flexibilizar a rotina de trabalho

Cada pessoa se sente mais confortável trabalhando em um lugar, horário e ritmo específicos. Pode ser que você seja mais produtivo em um escritório fechado, sem interrupções e no horário comercial. Mas também pode ser que prefira sentar-se em uma mesa ao ar livre, conversar com as pessoas e trabalhar em um horário diferente dos outros (dormir até mais tarde e realizar as tarefas à noite, por exemplo).

trabalho afeta a vida pessoal

A flexibilidade no trabalho é sobre poder fazer essas escolhas de acordo com as necessidades e preferências de cada um.

Uma empresa norteamericana chamada Owl Labs também realizou uma pesquisa em que foram analisados 1.200 trabalhadores entre 22 e 65 anos. No relatório State of Remote Work de 2019 foi constatado que funcionários que trabalham regularmente de forma remota são mais felizes do que aqueles que ficam 100% do tempo na sede da empresa.

As empresas que permitem que seus funcionários decidam onde e quando realizar suas atividades — seja em outra cidade ou fora do horário comercial — aumentam a produtividade dos colaboradores, reduzem a rotatividade e diminuem os custos organizacionais.

Na pesquisa da Owl Labs, trabalhadores remotos em tempo integral disseram estar felizes em seu trabalho 22% mais do que as pessoas que nunca trabalham remotamente. Os motivos pelos quais os entrevistados disseram que decidiram trabalhar remotamente foram: melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal (91%), maior produtividade/melhor foco (79%), menos estresse (78%) e evitar deslocamentos (78%).

O impacto do trabalho remoto na vida pessoal

Proporcionar maneiras de trabalhar remotamente é uma das principais formas de flexibilidade que se pode oferecer aos funcionários. Isso porque de acordo com a sua rotina, eles podem optar por trabalhar perto de casa, da escola dos filhos ou até mesmo viajando como os nômades digitais. E como aponta a pesquisa da Flex Jobs, o trabalho remoto afeta a vida pessoal dos colaboradores de forma direta:

  • 54% dos entrevistados com opções de trabalho flexível disseram que seu equilíbrio entre vida profissional e pessoal era ótimo ou muito bom, em comparação com apenas 29% dos entrevistados sem opções de trabalho flexível;
  • 21% dos entrevistados com opções de trabalho flexível dizem que estão atualmente estressados ​​com o nível de equilíbrio entre vida profissional e trabalho, enquanto mais do que o dobro (43%) trabalhando sem opções flexíveis disse a mesma coisa;
  • 35% dos profissionais com opções de trabalho flexíveis disseram: “Os hábitos de trabalho de meu chefe facilitam o equilíbrio entre vida profissional e pessoal”, em comparação com apenas 14% daqueles sem opções de trabalho flexíveis;
  • 27% das pessoas com opções flexíveis de trabalho disseram: “Os hábitos de meu chefe dificultam o equilíbrio entre vida profissional e pessoal”, mas 40% dos que não têm opções flexíveis de trabalho disseram que os hábitos de seu chefe dificultam o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

Como o trabalho remoto afeta os relacionamentos

A mesma pesquisa também levantou dados sobre a influência do trabalho nos relacionamentos dos profissionais, tanto românticos quanto não românticos:

  • 88% dos entrevistados disseram que ter um emprego flexível criaria mais tempo para passar com a família;
  • 78% pensaram que isso os ajudaria a estar mais disponíveis para amizades em suas vidas;
  • 94% das pessoas com filhos (ou que pretendem ter filhos um dia) pensaram que um emprego com flexibilidade no trabalho os ajudaria a ser um pai/mãe melhor;
  • 85% dos que têm animais de estimação disseram que os ajudaria a ser um proprietário melhor;
  • 64% dos entrevistados disseram que ter um emprego flexível provavelmente beneficiaria seu relacionamento romântico em geral;
  • 64% disseram que provavelmente melhoraria sua vida sexual;
  • 80% pensam que ter um emprego com flexibilidade os ajudaria a ser um cônjuge ou parceiro mais atencioso;
  • 53% consideraram que aumentaria o tempo disponível para encontros românticos.

Possibilidades de trabalho remoto

Os trabalhadores remotos possuem, em geral, duas opções para realizarem suas atividades: fazer home office ou frequentar escritórios compartilhados. Contudo, como a própria pesquisa ressaltou, trabalhar em casa pode trazer uma série de problemas. Eles vão desde a dificuldade de separar os momentos de trabalho dos de lazer ou descanso e o alto número de distrações até a sensação de solidão ao longo do dia.

Enquanto isso, nos espaços de coworking existe uma infraestrutura completa dedicada para o trabalho. Cadeiras e mesas ergonômicas, iluminação adequada, temperatura agradável e todas amenidades que você precisa — como água, café e produtos de higiene pessoal.

trabalho afeta a vida pessoal

Todos têm acesso à internet de alta velocidade e profissionais capacitados para atendê-lo e auxiliá-lo quando necessário. Além disso, um ambiente que existe nos escritórios compartilhados, mas não em casa, é a sala de reunião. Outra grande vantagem é o networking e interação social que são estimulados nesses ambientes colaborativos — os frequentadores podem criar conexões profissionais e pessoais a todo tempo.

Conclusão

Como foi possível observar, o trabalho remoto afeta a vida pessoal dos profissionais de diversas formas (mas todas elas muito benéficas). E as empresas também acabam se beneficiando dessa cultura, já que seus colaboradores ficam mais satisfeitos e, portanto, produtivos e contentes com o trabalho. Isso faz com que eles sejam mais engajados e tragam sempre novas ideias, além de bons resultados.

Para se inteirar ainda mais sobre o trabalho remoto, confira este post em que explicamos tudo sobre essa forma de atuação e as melhores ferramentas para quem vive o anywhere office!

Facebook Comments
Como o trabalho remoto afeta a vida pessoal dos funcionários

Como fazer reuniões mais produtivas: se inspire nos gigantes Google, Amazon, Apple e Facebook

Como o trabalho remoto afeta a vida pessoal dos funcionários

5 ideias para se livrar dos seus medos e concluir que vale a pena apostar no trabalho remoto

Newer post