Scaleups: a chave para um bom relacionamento entre os fundadores

Quando começamos um negócio, principalmente entre amigos, pode parecer que o bom relacionamento entre os fundadores permanecerá para sempre. Contudo, conforme algumas ideias começam a se divergir, é possível que conflitos apareçam.

E por mais que essa ideia nos assuste de início, ter pensamentos diferentes pode trazer consequências positivas — basta saber lidar com eles de forma produtiva.

Não é incomum que os co-fundadores se deparem com perguntas sobre quem é responsável pelo que e quando, onde os deveres de cada pessoa começam e da outra terminam etc. Para estabelecer esses limites, planejamento e diálogo são essenciais.

Neste texto daremos algumas dicas para que você mantenha um bom relacionamento entre os fundadores mesmo com a sua empresa em crescimento exponencial rumo ao patamar de scaleup. Então, se você quer ver sua empresa voar sem perder a amizade que deu início a ela, continue lendo!

Definam as responsabilidades de cada um previamente

CMO, CTO, CFO, CEO… são muitas funções level C que podem ser atribuídas aos fundadores de uma empresa. Conforme o negócio vai expandindo, pode até ser que elas sejam delegadas a pessoas de confiança, mas isso não necessariamente acontecerá no início. Quando uma startup está crescendo e passando para o nível scaleup (não sabe a diferença entre as duas? Leia aqui) é comum que uma pessoa reúna mais de um desses cargos.

bom relacionamento entre os fundadores

Contudo, mesmo que você seja responsável por duas ou mais áreas, ter isso determinado previamente é essencial. Dessa forma é possível evitar que um gestor interfira de forma precipitada no ambiente do outro, o que também protege as equipes de conflitos internos. Então, se você é CMO e CFO, consulte o seu sócio responsável pela área de tecnologia antes de dar “palpite” no que a equipe dele está fazendo.

Estabeleçam relações de confiança

É impossível ter um bom relacionamento com seus parceiros de negócios se não houver confiança mútua de que todos estão dando seu melhor. Imagine ter que ficar conferindo o trabalho de todos e tê-los microgerenciando suas tarefas também? Isso não é nada saudável e muito menos produtivo. Por isso, muitas vezes é necessário abrir mão do controle e simplesmente confiar.

Mas como você constrói uma relação de confiança? É importante ser completamente aberto e honesto um com o outro desde o primeiro dia. Fale claramente sobre seus limites, seus compromissos, sua visão, valores e tudo mais que achar relevante. Criar laços a nível pessoal e compartilhar áreas significativas da sua vida pode ajudar a criar um caminho para a confiança e o respeito também — tudo dentro dos seus limites pessoais de privacidade, claro.

Compartilhem o mesmo objetivo final

Uma das maiores razões pelas quais as relações de co-fundadores se rompem a longo prazo, é a incompatibilidade de conceitos de sucesso. Um co-fundador (quer o reconheça abertamente ou não) talvez queira construir uma grande empresa, enquanto o outro quer um grande salário. Um co-fundador deseja criar um produto simples para pequenas empresas, enquanto o outro deseja algo altamente configurável para grandes organizações.

Quando suas visões de sucesso estão desalinhadas, é quase impossível manter um bom relacionamento entre os fundadores a longo prazo. Mas quando você acredita no mesmo conceito, seu poder como equipe é muito maior. Por isso, como dissemos no item anterior, sinceridade sobre todos os assuntos é essencial, mas especialmente nesse momento. Se vocês sabem aonde querem chegar, fica muito mais fácil caminharem juntos.

bom relacionamento entre os fundadores

Formalizem os acordos por escrito

No início pode parecer desnecessário fazer um contrato. Afinal, vocês estão entre amigos e podem confiar um no outro. Mas, à medida que o negócio cresce, muita coisa pode mudar. E se prevenir é essencial. Por isso é importante formalizar todos os acordos e processos desde a primeira concepção do projeto, dessa forma quando sua empresa começar a crescer e caminhar no trajeto de startup para scaleup, não haverá dores de cabeça.

Um acordo de fundadores — ou seja, um documento legal que descreve explicitamente vários parâmetros vitais entre cada um dos fundadores de uma empresa (de papéis e responsabilidades à propriedade de ações e aquisição de direitos de propriedade intelectual) — é essencial para garantir a consistência da visão, compreensão dos deveres e aceitação mútua das expectativas entre você e seus parceiros.

Saibam separar o pessoal do profissional quando necessário

Levar as coisas para o lado pessoal nem sempre é uma boa ideia. Por mais que seja ótimo trabalhar com seus amigos e compartilhar sonhos e objetivos, tem horas que saber separar as discussões pessoais de profissionais é vital para a saúde do negócio. Muitas vezes você pode discordar do seu sócio, e querer tomar uma decisão diferente da dele, mas isso não quer dizer que você não o ache uma pessoa competente.

Além disso, em uma startup em rápido crescimento, haverá muita pressão dos investidores para expandir, fazer as coisas ontem e, é claro, a enorme responsabilidade de sua equipe. Sob pressão crescente, vocês dois cometerão erros. Portanto, é importante perdoar um ao outro e desistir e rir quando os tempos ficam difíceis.

Aproveitem a jornada acima de tudo

Empreender tem seus desafios, mas ver o seu negócio crescer e tomar grandes proporções é extremamente gratificante. Então não deixem de aproveitar os momentos de sucesso e comemorar cada conquista juntos. Uma empresa que sai de 3 funcionários para 100 em poucos anos (ou até meses) como acontece com as scaleups, passa por muitos processos dolorosos. Mas também por aprendizados que servirão para o resto das vidas dos fundadores e seus funcionários.

Em meio à rotina de trabalho e de produtividade, inclua momentos de descontração para todos. Uma boa ideia é proporcionar happy hours com toda a equipe, por exemplo. Assim, ao longo do tempo, vocês se unem como uma verdadeira família e podem compartilhar os crescimentos pessoal, profissional e da empresa em conjunto.

E aí, gostou das nossas dicas para garantir um bom relacionamento entre os fundadores mesmo com o crescimento da empresa? Se sim, confira este material completo sobre a gestão de facilities, área essencial para negócios em crescimento — é o gestor de facilities que lida com toda a operacionalização de uma expansão.

Facebook Comments
Scaleups: a chave para um bom relacionamento entre os fundadores

Empresas de finanças e fintechs: 4 detalhes essenciais para escolher um novo escritório

Scaleups: a chave para um bom relacionamento entre os fundadores

Sustentabilidade na empresa: como adotar medidas eficazes

Newer post
[instagram-feed showheader=true widthunit=273 heightunit=273 imagepadding=0 showfollow=true showbutton=false]