Profissionais do futuro: o que fazer para se qualificar e não ficar para trás

Nos últimos anos muitas pessoas começaram a se preocupar com o fato de a tecnologia ameaçar seus empregos. Algumas evoluções como inteligência artificial e automação são vistas, frequentemente, como uma ameaça significativa à segurança no trabalho. E de acordo com especialistas, as habilidades humanas únicas serão o ponto de diferença para os profissionais do futuro.

Um relatório da Brookings Institution, por exemplo, afirmou que cerca de 36 milhões de norteamericanos trabalham em empregos com alto risco de serem automatizados. Os trabalhadores devem se concentrar em melhorar as competências e qualidades sociais. São elas: inteligência emocional, empatia, habilidades empresariais, liderança, capacidade de assumir riscos, criatividade, ideação, colaboração e resiliência.

Em vez de usar a tecnologia para substituir os seres humanos, os empregadores se concentrarão na integração da tecnologia. Ela, por sua vez, capacitará conexões humanas, derrubará as barreiras entre pessoas e dados e permitirá locais de trabalho mais flexíveis. Mas então, quais habilidades devemos desenvolver e como fazê-lo? É sobre isso que falaremos hoje neste post. Continue lendo!

As vantagens da tecnologia

As plataformas digitais permitem que pessoas com ideias inovadoras e especialistas com habilidades únicas possam prosperar. Além disso, elas abrem espaço para que mercados de nicho se desenvolvam. Os projetos crescem em ritmo acelerado e os profissionais têm liberdade de investir em várias áreas distintas.

profissionais do futuro

Ao substituir os trabalhadores que realizam tarefas rotineiras e metódicas, as máquinas podem ampliar a vantagem comparativa desses trabalhadores com habilidades de resolução de problemas, liderança, inteligência emocional, empatia e criatividade.

As empresas voltadas para o futuro estão explorando a próxima geração de tecnologias colaborativas, como software com inteligência artificial assistida integrada, armazenamento baseado em nuvem, entrega de aplicativos, machine learning e realidade virtual.

Como se manter relevante

Para de adaptar às mudanças no mercado de trabalho, os profissionais do futuro precisarão justamente investir em características que as máquinas não podem ter. Abaixo listamos algumas das principais habilidades que você deve aprimorar.

Desenvolver soft skills

Soft skills incluem qualquer habilidade que possa ser classificada como um traço ou hábito de personalidade. As habilidades interpessoais e as habilidades de comunicação são categorias mais específicas de soft skills que muitos empregadores procuram em candidatos e funcionários. Obviamente, máquinas não podem desenvolvê-las e, por isso, temos vantagem nesse aspecto.

As habilidades sociais geralmente são transferíveis entre carreiras e indústrias. Como resultado, você pode descobrir que possui muitas das características necessárias a uma posição, mesmo que não corresponda ao perfil exato em uma descrição do cargo. Ensinar técnicas e processos é, em geral, menos complicado do que tentar moldar a personalidade de um colaborador. Dessa forma, ter soft skills bem desenvolvidas é um ponto forte na carreira de qualquer profissional.

Características dos profissionais do futuro

  • Comunicação: a capacidade de se comunicar envolve saber como você deve falar com outras pessoas em diferentes situações. Você provavelmente também precisará ser um  bom ouvinte;
  • Solução de problemas: os gestores valorizam muito as pessoas que podem resolver os problemas de maneira rápida e eficaz. Independentemente de você estar trabalhando com dados ou lidando com pessoas é necessário entender os problemas, pensar criticamente e criar soluções;
  • Resiliência: alterações nos processos, ferramentas ou clientes com os quais você trabalha podem acontecer rapidamente. Como você lida com essas mudanças e se adapta às adversidades é um fator bastante importante no mercado de trabalho;
  • Liderança: por mais que o seu cargo não seja de gestão, ter características de liderança é interessante para desempenhar um bom trabalho em equipe — e, quem sabe, se tornar um líder no futuro;
  • Trabalho em equipe: você precisa ser capaz de trabalhar com outras pessoas, mesmo que nem sempre esteja de acordo. Algumas habilidades relacionadas ao trabalho em equipe incluem a capacidade de negociar com outras pessoas e reconhecer e apreciar a diversidade em um time.

Tornar-se um especialista

Para se destacar e se tornar uma referência no mercado, tornar-se um especialista é um excelente caminho. Assim, quando as pessoas precisarem de um serviço específico, procurarão por você. Na Medicina e no Direito, por exemplo, isso já é bastante comum. Quando você procura um médico para uma cirurgia plástica de nariz, já recorre a alguém conhecido por realizá-las com excelência. Da mesma forma que quando precisa de um advogado de divórcio, escolhe um especialista.

Para isso, você precisa estudar muito sobre sua área de interesse e levar em conta suas afinidades. Além disso, a prática leva à perfeição, então mesmo que atualmente não esteja trabalhando especificamente com a especialidade pretendida, invista em projetos paralelos que lhe permitam aprender mais sobre ela. Você precisa saber como executar as tarefas necessárias com primor, criar inteligência emocional para gerenciar projetos e estar bem conectado com as novidades do mercado.

profissionais do futuro

Ser amigo das máquinas

Na adolescência, cada nova invenção tecnológica é absorvida sem esforço em nossas vidas diárias. Dez ou vinte anos depois, fica mais difícil entender e, às vezes, paramos de nos adaptar. Quem nunca teve que ajudar o pai ou avó a mexer no controle remoto da TV ou até mesmo na Netflix? A dica aqui é estar sempre disposto a aprender e se adaptar aos novos recursos que surgem à medida que o tempo passa. Quando dizemos “não sei fazer isso” e nos emburramos, tudo fica bem mais complicado.

Obviamente, o treinamento tecnológico regular e contínuo é a única solução para não ficar para trás. Mas você também pode tomar algumas medidas de curto prazo para se adiantar. É possível acompanhar as novidades tecnológicas em blogs, sites e até periódicos que sejam focados na sua área de atuação. Além disso, comunique ao seu gestor que você está interessado em manter-se atualizado com as mudanças tecnológicas no negócio. Diga que gostaria de participar de treinamentos ou workshops oferecidos pela empresa.

Os profissionais do futuro bem-sucedidos serão aqueles que aceitarem as mudanças e começarem a se familiarizar com as novidades. De nada adianta querer que as coisas voltem a ser como antes, pois a evolução tecnológica já é uma realidade presente no cotidiano de todos. Então, se você quer saber mais sobre o futuro do trabalho e quais são as projeções para os próximos anos, confira este post em que falamos mais detalhadamente sobre o assunto.

Mariana Mendes é jornalista do BeerOrCoffee e apaixonada por escrever sobre marketing e futuro do trabalho.

Facebook Comments
Profissionais do futuro: o que fazer para se qualificar e não ficar para trás

Futuro dos escritórios: quais as principais tendências de design para 2020?

Profissionais do futuro: o que fazer para se qualificar e não ficar para trás

Estresse no trabalho: o papel da descompressão nos escritórios

Newer post