Futuro do trabalho em 2020 principais termos para ficar de olho

O futuro do trabalho em 2020 chega trazendo uma série de conceitos que ainda são novidades para muitos profissionais. As empresas mais antenadas já estão adotando práticas diferenciadas de gestão de pessoas e se beneficiando de melhorias na produtividade e na qualidade das entregas de seus times.

Se você atua no RH ou com gestão de facilities, os termos que explicaremos neste texto são essenciais para a sua carreira. Além deles, falaremos sobre o que mudou nas relações de trabalho das últimas décadas e como fazer para seguir essas tendências na sua empresa. Confira!

O que mudou nas relações de trabalho nas últimas décadas?

O século passado foi marcado por grandes evoluções no setor industrial. Elas moldaram a forma como as empresas de outros setores lidavam com as relações de trabalho. Os donos e diretores eram responsáveis pela estratégia do negócio e definiam o que e como tudo seria feito. Abaixo deles, os gerentes controlavam a implementação das ordens e os operários apenas obedeciam.

Hoje, esses limites estão cada vez menos rigorosos. Aqueles que antes precisavam apenas executar tarefas, agora precisam ser criativos. Além disso, ganharam mais espaço para colaborar com o sucesso da empresa. O desafio passou a ser: como fazer para manter esses profissionais engajados e dispostos a darem mais de si?

A resposta para isso veio com a ajuda da tecnologia. Ao mesmo tempo que a internet possibilita aos consumidores um acesso maior e mais fácil às informações, ela também permite mais flexibilidade na rotina da empresa. Hoje, é possível exercer diversas profissões de forma remota. E isso culminou nos conceitos que estarão em destaque sobre o futuro do trabalho em 2020.

futuro do trabalho em 2020

Quais serão os termos sobre o futuro do trabalho em 2020?

Pensando nos profissionais que tomam decisões importantes na organização, tanto no que se refere aos colaboradores quanto à estratégia de atuação no mercado, separamos os termos que precisam estar com a compreensão mais afiada. Acompanhe!

Escritório compartilhado (coworking space)

Os escritórios compartilhados são espaços utilizados por várias empresas e profissionais autônomos em conjunto. Em vez de alugar um imóvel, contratar uma equipe de limpeza e uma secretária e ter que arcar com todos esses custos sozinho, você pode ter apenas o espaço que precisa. Você tem, ainda, à disposição, salas de reuniões e serviços de alta qualidade pagando bem menos.

Estação de trabalho flexível

As estações de trabalho flexíveis seguem o mesmo conceito do coworking, mas aplicado apenas às mesas que serão utilizadas pelos colaboradores no dia a dia. Em outras palavras, não tem lugar marcado e qualquer um pode fazer o uso das estações por meio de revezamento.

Centro de negócios (business center)

Os business centers são empreendimentos que reúnem diversas empresas em um mesmo local. Cada uma tem a sua sala comercial ou infraestrutura completa individual. A diferença deles para os coworkings é que o compartilhamento de recursos nos coworkings é bem maior, principalmente no que se refere às áreas comuns, como a cozinha e espaços de descompressão ou às salas de reuniões.

Serviço de escritório virtual (virtual office)

O escritório virtual é um dos serviços oferecidos pelos escritórios compartilhados. Com ele a empresa pode contratar um endereço fiscal, recebimento de correspondências. uso de estações e salas de reuniões esporádicas. Tem sido bastante utilizado para negócios pequenos ou que estejam iniciando um plano de expansão em novas cidades.

Computação em nuvem (cloud computing)

A computação em nuvem é uma das grandes responsáveis por proporcionar todas essas facilidades. Por meio dela, diferentes atividades podem ser realizadas de forma on-line. E isso permite que os colaboradores trabalhem de qualquer lugar com acesso à internet.

futuro do trabalho em 2020

Trabalhadores remotos e nômades digitais

O trabalho remoto é uma forte tendência, principalmente em razão dos esforços das empresas em melhorar a qualidade de vida das pessoas. Ele pode ser realizado de casa (home office), de escritórios espalhados, sejam próprios, sejam coworkings, ou ainda em diferentes locais do mundo, como fazem os nômades digitais, que trabalham e viajam simultaneamente.

Freelancer

Freelancer é o profissional que atua de forma autônoma, sem vínculo empregatício. É uma das modalidades mais adotadas em alguns setores da economia, já que reduz os custos trabalhistas e permite maior especialização em determinadas situações.

Gig Economy

Gig Economy é o formato de trabalho marcado pelos contratos de curto prazo, principalmente realizado por profissionais autônomos. Estão englobados nessa vertente os entregadores e motoristas de aplicativos, por exemplo.

Lifestyle design

Lifestyle design é um termo que diz respeito ao movimento das pessoas em definir seus próprios estilos de vida. Se antes as pessoas trabalhavam para aproveitar a aposentadoria, hoje o que elas querem é aproveitar mais o presente, mesmo que isso signifique trabalhar menos e até ganhar menos dinheiro.

Como preparar a sua empresa para essas mudanças?

Como você deve ter percebido, uma das bases que permeia todos os termos sobre o futuro do trabalho em 2020 é a economia compartilhada. Trata-se de uma mudança na forma de consumo, que está tornando as pessoas menos acumuladoras. Adaptar uma empresa a tudo isso requer um certo preparo, como explico melhor a seguir.

Repense a cultura da empresa

O ponto de partida é adequar a cultura organizacional. Todas essas práticas das novas relações de trabalho são reflexos das mudanças na sociedade, mas precisam ser trazidas para dentro da rotina da empresa.

A adaptação deve começar de cima para baixo. Os donos e gestores de cargos mais elevados precisam comprar a ideia e se empenhar em sua aplicação. As decisões sobre regulamentos internos, orientações de conduta e demais aspectos que influenciam no dia a dia dos colaboradores precisam estar de acordo com a nova realidade a ser adotada.

Passe por um período de experiência

Outra dica muito valiosa é realizar um teste. Muitas coisas só conseguem ser validadas na prática e, uma mudança dessa magnitude, é uma delas. Comece validando alterações em normas e diretrizes relacionadas à jornada de trabalho. Vá adotando novas medidas gradualmente, sempre verificando os resultados e realizando ajustes quando necessário.

Se você quer que a sua empresa esteja no futuro do trabalho em 2020, preste bastante atenção aos termos que explicamos neste artigo. Mantenha-se atualizado sobre as principais tendências do mercado e não deixe de começar a implementar ações quanto antes.

Por falar em colocar planos em prática, que tal levar sua equipe para experimentar um coworking? É a melhor forma de saber se seus colaboradores vão se adaptar e se essa é a melhor alternativa para o seu negócio. Não perca tempo, agende um teste gratuito para você e seu time agora mesmo!

Natália Fernandes é analista de conteúdo e co-fundadora da Começando na Web.

Facebook Comments
Futuro do trabalho em 2020 principais termos para ficar de olho

6 coisas que você nunca deve fazer em um espaço de coworking

Futuro do trabalho em 2020 principais termos para ficar de olho

6 razões que indicam que um coworking faz sentido para sua empresa em 2020

Newer post