6 coisas que você nunca deve fazer em um espaço de coworking

Aprenda a se comportar no espaço de coworking e confira um vídeo para compartilhar com seus colegas.

A tecnologia e os novos modelos de trabalho nos trouxeram uma gama de possibilidades quando o assunto é carreira profissional. Podemos atuar remotamente, por exemplo, e ainda desfrutar de toda estrutura existente em um espaço de coworking. As empresas podem proporcionar liberdade a seus colaboradores e, com isso, ganhar produtividade e altos níveis de satisfação dentro da organização.

Contudo, por ser uma mudança relativamente recente, todos ainda estamos aprendendo como tudo funciona e como devemos nos comportar. No caso de ambientes compartilhados, é natural que haja regras e boas maneiras a serem cumpridas, a fim de manter a boa convivência entre todos. Mas será que nós já sabemos quais são elas?

Acontece de podermos ser inconvenientes em algum momento sem perceber, já que cada pessoa tem hábitos e manias diferentes. Por isso, fomos descobrir o que mais incomoda às pessoas em um espaço de coworking e separamos, aqui, 6 dicas daquilo que você nunca deve fazer em um escritório compartilhado. Confira!

1. Invadir o espaço do outro

Desde crianças aprendemos que é importante saber dividir os espaços e brinquedos, não é mesmo? Enquanto adultos, não é diferente. Precisamos entender que os coworkings são locais pensados para atender a diversas pessoas com necessidades e preferências diferentes das nossas.

As mesas compartilhadas, por exemplo, têm um tamanho para que um número determinado de profissionais possa trabalhar de forma confortável e apoiar seus pertences. Se você ocupar mais do que o espaço necessário, pode acabar atrapalhando o outro e invadindo seu espaço — e isso não é nada legal. O mesmo vale para o uso das tomadas, cadeiras e sofás. Lembre-se sempre de que outras pessoas estão usando os recursos do espaço.

espaço de coworking

2. Falar muito alto nas áreas comuns

Como já dissemos, um espaço de coworking abriga profissionais de várias áreas e perfis diferentes. Alguns deles precisam de extrema concentração e silêncio, por isso costumam optar por escritórios privativos. Outros, já se sentem mais à vontade nas áreas compartilhadas, em que podem interagir com outros coworkers e desenvolver a criatividade.

De qualquer maneira, nas áreas comuns, como cozinha, sala de descanso etc. todos esses profissionais convivem simultaneamente. Mas fazer “bagunça” e incomodar a todos também não é algo bem visto. Por isso, ter cuidado com o tom e altura da voz é importante, dessa forma todos podem conversar de forma harmoniosa.

3. Fazer reuniões e calls em locais inapropriados

Os espaços de escritórios compartilhados têm uma estrutura completa, com diversos ambientes, cada um com um propósito diferente. A grande maioria deles possui salas de reunião dedicadas para encontros com a equipe e clientes, com mesas, cadeiras, projetor e tudo que você precisar. Além disso, contam com cabines telefônicas para que você também possa fazer reuniões online, videoconferências e ligações em geral.

E para uma boa convivência é essencial respeitar o propósito de cada ambiente. As mesas compartilhadas são para que você trabalhe em seu computador, enquanto os sofás são dedicados ao relaxamento, por exemplo. As cozinhas e copas são destinadas à alimentação e os rooftops a momentos de relaxamento. Então, ligações são feitas nas cabines e reuniões dentro das salas específicas.

4. Se autopromover em excesso

As oportunidades de conexão dentro dos espaços de coworking são incríveis. E você pode acabar conseguindo novos clientes e parceiros através de uma conversa despretensiosa. Mas saiba o limite entre divulgar seu trabalho e ser inconveniente. Uma coisa é trocar experiências e fazer novos contatos, outra é se comportar como um vendedor ambulante.

Muitos escritórios compartilhados têm um ecossistema de comunicação interno onde você pode divulgar seus produtos e serviços, por exemplo. É possível criar um anúncio ou vídeo curto e deixar seu trabalho falar por si. Promover eventos também é uma estratégia altamente recomendável, já que você pode divulgar a sua marca e ainda proporcionar uma boa experiência aos frequentadores.

5. Criar rixas com os outros residentes

Em um coworking pode haver inúmeras empresas e startups compartilhando o mesmo espaço de escritórios. É comum que haja concorrentes ou negócios do mesmo ramo de atuação convivendo diariamente. Mas isso não quer dizer que as pessoas dentro dessas organizações precisem (ou devam) criar rixas entre si.

Por mais que seja natural existir o espírito competitivo, o melhor é que haja uma boa convivência entre todos e, acima de tudo, respeito. Dessa forma é possível, inclusive, contar com a colaboração de empresas que antes você considerava “inimigas”. Portanto, desavenças tanto pessoais quanto entre negócios são altamente contraprodutivas.

espaço de coworking

6. Sentir-se (muito) em casa

Escritórios flexíveis são mais descontraídos e possuem muitos ambientes destinados à descompressão e socialização. Mas não devemos esquecer que eles ainda são espaços de trabalho. Ou seja, estamos ali para ser produtivos e realizar tarefas necessárias do dia a dia profissional. Claro que há momentos em que conversamos, rimos e nos distraímos, mas temos que respeitar o momento do colega ao lado.

Além disso, temos que lembrar que depois de nós alguém utilizará aquele espaço. Então é sempre legal manter o ambiente limpo, organizado e da forma que o encontramos quando chegamos. Isso significa que deitar no sofá com os calçados sujos apoiados na almofada ou deixar os lixos do lanche em cima da mesa é algo que não se deve fazer.

Conclusão

Em qualquer lugar é preciso aprender a conviver com as pessoas e as regras locais. No espaço de coworking não é diferente. Mas depois que você se habitua, fica tudo muito leve e divertido. Os escritórios compartilhados estimulam o espírito coletivo e proporcionam novas experiências muito produtivas. Eles fazem parte de um estilo de vida mais flexível e alinhado com o futuro do trabalho.

Um dos benefícios de ingressar em uma comunidade é a sabedoria resultante de estar perto de outros empreendedores com ideias semelhantes. E isso é algo que pode ser muito importante para grandes empresas que buscam inovação em seu modelo de atuação. Se você quer entender melhor quais são as tendências para o mercado de trabalho no futuro, leia este post em que destacamos como sua empresa deve se preparar.

Mariana Mendes é jornalista do BeerOrCoffee e apaixonada por escrever sobre marketing e futuro do trabalho.

Facebook Comments
6 coisas que você nunca deve fazer em um espaço de coworking

Como serão os espaços de coworking em 2020?

6 coisas que você nunca deve fazer em um espaço de coworking

Futuro do trabalho em 2020 principais termos para ficar de olho

Newer post
[instagram-feed showheader=true widthunit=273 heightunit=273 imagepadding=0 showfollow=true showbutton=false]