Como serão os espaços de coworking em 2020?

Nos últimos anos houve um grande crescimento no número de escritórios compartilhados ao redor do mundo. Em 2015, foram contabilizados 7.805 espaços, enquanto em 2019 já são mais de 18 mil, de acordo com o Global Coworking Growth Study. Mas, a partir de agora, a tendência é que o mercado imobiliário deste ramo específico dê uma desacelerada. E os espaços de coworking em 2020 estarão focados em entregar uma qualidade superior.

É natural que após um “boom” de construções e expansões agora o foco seja outro. Mas não se engane, o número de frequentadores dos espaços de escritórios compartilhados continua crescendo. E a quantidade de empresas que aderem a esse novo modelo também é cada vez maior. Por isso, à medida que a especulação imobiliária volta aos níveis normais, a necessidade de oferecer ambientes e serviços melhores é crescente.

Tendo isso em vista, destacamos algumas projeções sobre como serão os espaços de coworking em 2020. Eles terão cada vez mais importância no mercado de trabalho e devem se adaptar à demanda dos profissionais e empresas que estão chegando. Se você quer saber mais sobre o assunto e se preparar para o futuro dos escritórios, continue lendo!

Os Millennials moldarão os espaços

O ano de 2020 inaugura o início de uma nova década. E até o fim dessa década os Millennials (nascidos entre 1981 e 1996) representarão 75% da força de trabalho mundial. Essa geração é caracterizada por valorizar formas de trabalho mais abertas e flexíveis, como o trabalho remoto e horários livres. Seus sucessores, da Geração Z, também chegam com preferências bastante similares. Dessa forma, enquanto empreendedores, Millennials e Geração Z trarão uma demanda ainda maior para os coworkings.

espaços de coworking em 2020

Contudo, também é preciso que os espaços de escritórios compartilhados se adaptem às necessidades e gostos das novas gerações. Um ponto importante a ser destacado é que uma estrutura apropriada para testes de produtos físicos também se fará necessária, algo que ainda não se encontra com facilidade nos coworkings. Assim, uma nova geração de espaços surgirá para atender à demanda.

Além disso, não somente serão necessárias estruturas em locais que possuam ambientes bem decorados e pensados de maneira arquitetônica. Com a crescente preocupação com saúde e bem-estar vindo das novas gerações, os coworkings também precisarão criar uma atmosfera saudável, aliando saúde física e mental.

A sustentabilidade será primordial

À medida que o mundo enfrenta mudanças na redistribuição de talento, tecnologia e trabalho, além dos processos industriais e de produção, a sustentabilidade se torna um assunto de extrema importância. Os recursos naturais, infelizmente, não são ilimitados. E a poluição vem como um grande problema do crescimento das grandes cidades.

Os espaços de coworking, por representarem um conjunto de empresas e incentivarem o sentimento de comunidade, também precisam se preocupar com as questões ambientais. Por isso, programas de reciclagem e reaproveitamento de materiais são cada vez mais necessários e comuns nos locais. O uso de energia sustentável e corte de desperdícios também são estratégias que devem ser aplicadas.

A qualidade superará a quantidade

A máxima “menos é mais” entrará em vigor nos espaços de coworking em 2020. Desde grandes redes até pequenos negócios locais começaram a priorizar um serviço de alta qualidade, ambiente impecável e segurança para seus residentes. E isso também inclui um processo de seleção mais minucioso para que uma empresa ou profissional se torne membro da comunidade. Assim, todos estarão sempre seguros e cercados de uma boa convivência.

espaços de coworking em 2020
Club Coworking, São Paulo/SP

Então, se preocupar com um ambiente confortável, bem decorado e que ofereça serviços além dos tradicionais pode trazer uma grande vantagem competitiva. Investir em artigos tecnológicos que possam aumentar a sensação de segurança e praticidade para os residentes também é uma ótima ideia. E é exatamente isso que os espaços de coworking já estão preparando para 2020 e as próximas décadas.

Os espaços de coworking em 2020 serão cada vez mais específicos

Profissionais e empresas das mais diversas áreas de atuação já estão buscando os coworkings como alternativa a escritórios comerciais convencionais. E nesse sentido, os locais estão ficando cada vez mais nichados. Já existem espaços específicos para profissionais da saúde, outros para veterinários, para salões de beleza ou, ainda, para chefs de cozinha e restaurantes.

A procura por coworkings que possam atender às necessidades de estruturas tão específicas faz com que essa oferta também seja crescente e a variedade de opções cada vez maior. É o caso dos coworkings culinários, por exemplo, que começaram a surgir devido a uma demanda criada pelos aplicativos de delivery. Assim, os restaurantes que atendem apenas de forma virtual podem alocar seus centros de produção em cozinhas compartilhadas.

espaços de coworking em 2020

A lucratividade aumentará

Em relação ao ano passado, dois terços de todos os espaços de coworking relataram um aumento do número de membros e um terço deles aumentou seu tamanho, de acordo com uma pesquisa publicada pela DeskMag. O estudo mostrou, ainda, que 28% dos espaços aumentaram seu preço médio. Como resultado, mais da metade dos espaços de coworking conseguiu melhorar sua lucratividade.

Os espaços de coworking em grandes cidades cresceram mais notavelmente quando se trata de lucratividade e rotatividade. Eles também mostraram mais indicações de aumentar seus preços médios e contratar mais funcionários. Quase um terço dos espaços de coworking em metrópoles abriu pelo menos um local adicional, enquanto apenas um quinto dos espaços o fez como um todo.

Ao que tudo indica, com o crescimento da demanda por escritórios flexíveis, esse movimento continuará a acontecer. E com ambientes cada vez mais estruturados e especializados, é natural que a lucratividade continue a aumentar.

Os espaços de coworking estão evoluindo para atender às necessidades em constante mudança do setor. Grandes redes estão redesenhando modelos de negócios e migrando para escritórios compartilhados, entrando também em novos mercados. Se você se interessou pelos coworkings, aproveite para se cadastrar e ganhar uma diária gratuita. Leve sua equipe para conhecer uma nova forma de atuação e viva o futuro do trabalho!

Mariana Mendes é jornalista do BeerOrCoffee e apaixonada por escrever sobre marketing e futuro do trabalho.

Facebook Comments
Como serão os espaços de coworking em 2020?

Principais ferramentas para trabalhadores remotos em 2020

Como serão os espaços de coworking em 2020?

6 coisas que você nunca deve fazer em um espaço de coworking

Newer post