Luiz Buono e Alan Rochlin: como se tornar o CEO da Própria Vida

Na quinta apresentação do evento Futuro do Trabalho na Prática, do BeerOrCoffee, dentro do Welcome Tomorrow, trouxemos a palestra CEO da Própria Vida, ministrada por Luiz Buono e Alan Rochlin, da THE GRID. Acompanhe as principais ideias do evento a seguir!

O que é ser CEO da própria vida

No caso do freelancer, a ideia de flexibilidade se torna muito mais um mito do que uma realidade, por causa da dinâmica do trabalho. “Hoje, se fala em ‘eupresa’: eu mesmo como minha empresa”, disse Luiz Buono.

Para se tornar CEO da própria vida é preciso abraçar competências como autoconfiança, curiosidade, priorização e inteligência social, de acordo com Alan. E o que elas representam? Veja:

  • Autoconfiança: “postura positiva diante das próprias capacidades e desempenho”;
  • Curiosidade: “capacidade natural e inata da busca de informação”;
  • Priorização: “tomada de decisões sobre duas ou mais possibilidades”;
  • Inteligência social: “habilidade de entender e reagir adequadamente a seu meio social e desenvolver relações saudáveis e produtivas”.
CEO da própria vida

Outras habilidades

A inteligência, por exemplo, é múltipla. Nesse contexto, praticar empatia é essencial.

Para que as coisas aconteçam, é essencial fazer algumas perguntas:

  • Gosto de desenvolver vários projetos ao mesmo tempo?
  • Tenho aptidão para criar relacionamentos?
  • Sinto vontade de desbravar novos mercados?

Ao ter respostas para perguntas como essas, a pessoa se estabelece em um contexto para se tornar um CEO da própria vida. Além disso, os palestrantes salientaram a grande importância de se construir redes, ou seja, fazer sempre contatos e contar com eles para crescer.

Eles disseram, ainda, que é necessário ter curiosidade e aprendizagem contínua. E isso pode ser atingido por meio do autoconhecimento e da priorização de tarefas, o que representa ter consciência da importância tomada de decisões. Mas como é possível priorizar? De acordo com os palestrantes, essas são as três chaves para a priorização do CEO da própria vida:

  • Práticas de atenção plena;
  • Estilos organizacionais;
  • Análise esforço-impacto.
Facebook Comments
Luiz Buono e Alan Rochlin: como se tornar o CEO da Própria Vida

Andreas Auerbach: ou você faz sua própria disrupção ou alguém fará por você

Luiz Buono e Alan Rochlin: como se tornar o CEO da Própria Vida

Flávio Ludgero: trabalho remoto é a liberdade de escolher onde você se sente mais feliz e produtivo

Newer post