Lilian Saticunas: os humanos têm o papel de treinadores das máquinas e dizer o que elas têm que fazer

Na última palestra do evento Futuro do Trabalho na Prática, do BeerOrCoffee, dentro do Welcome Tomorrow, quem ganhou vez foi o tema “Humanos + Máquinas”, conduzido por Lilian Saticunas, da Accenture.

A Accenture lida com empresas que buscam maneiras de se reinventar e não abrem mão da inovação. Presente em mais de 120 países e atuante em mais de 40 tipos de indústrias, a organização auxilia seus clientes a desenvolver processos e habilidades que estejam alinhados com o futuro tecnológico. Acompanhe tudo no texto a seguir!

Inteligência Artificial nas organizações

Quando falamos de Artificial Intelligence (AI) nas organizações, destacou Lilian, falamos da junção de humanos e máquinas. “No que diz respeito a habilidades específicas dos humanos, temos competências como liderança e improviso. A máquina tem operação, interação, entre outras questões”, disse.

“Precisamos extrair o melhor das máquinas, de forma que elas ajudem a gente no dia a dia”, completou. Além disso, ela pontuou que os humanos têm o papel de treinadores das máquinas e dizer o que elas têm que fazer”, afirmou.

lilian saticunas

A importância de reconfigurar, automatizar e gerar impactos

Lilian também falou sobre reconfigurar, automatizar e gerar impactos. Nesse contexto, ela perguntou: “quais funções serão remodeladas? Mas o que fazer?” Uma das primeiras questões é a determinação das competências necessárias para entregar o futuro do trabalho.

Outra é “redefinir o que gera valor e o que pode ser automatizado”. A partir disso, conseguimos ver as habilidades futuras do ponto de vista técnico e de outros, como os funcionais.

Para finalizar, Lilian Saticunas provocou a plateia: “como estamos nos desenvolvendo em relação ao desenvolvimento de máquinas e também em relação às questões humanas?” Muito interessante, não é mesmo?

Facebook Comments
Lilian Saticunas: os humanos têm o papel de treinadores das máquinas e dizer o que elas têm que fazer

Flávio Ludgero: trabalho remoto é a liberdade de escolher onde você se sente mais feliz e produtivo

Lilian Saticunas: os humanos têm o papel de treinadores das máquinas e dizer o que elas têm que fazer

Como otimizar os investimentos da sua empresa com soluções flexíveis

Newer post