7 razões que indicam que o futuro do escritório compartilhado é promissor

O mercado tem evoluído bastante nos últimos anos: em relação aos profissionais das novas gerações e no que diz respeito às tecnologias utilizadas no dia a dia das empresas. Diante desse cenário, o futuro do escritório compartilhado se mostra muito promissor.

Além de todos benefícios que um espaço de coworking oferece aos seus frequentadores, esses ambientes estão totalmente alinhados com as principais tendências do mercado de trabalho. São espaços adaptados às novas demandas das organizações, que fomentam a inovação e o surgimento de novos negócios.

Para que você entenda melhor o que estamos dizendo, destacamos neste artigo 7 razões que mostram o quanto os escritórios compartilhados estão adequados às mudanças no mercado e prontos para enfrentar os desafios que estão por vir. Confira!

futuro do escritório compartilhado

1. Os escritórios compartilhados permitem reduzir custos

O primeiro ponto de atenção a destacar é um velho conhecido de quem já segue o blog. Os escritórios compartilhados são mais baratos do que os tradicionais. Isso acontece, principalmente, por causa do uso mais eficiente da infraestrutura. Os espaços são muito bem equipados, com internet de qualidade, serviços de secretariado, cozinha compartilhada, entre outros.

A partir desse contexto, vale dizer que manter tudo isso em um escritório próprio pode ser bastante caro. Além disso, pode ser sinônimo de muitos espaços ociosos, como as salas de reunião, que podem ser utilizadas poucas vezes a cada semana. Aumentos e reduções de times também são mais frequentes, e manter o equilíbrio financeiro se torna um desafio a mais.

2. O mundo vive uma economia cada vez mais compartilhada

O mundo dá sinais de que a economia compartilhada será cada vez mais forte. Muitos serviços já seguem essa tendência, como os carros por aplicativos do Uber e 99, os imóveis do Airbnb, as bicicletas compartilhadas da Yellow, os escritórios compartilhados do BeerOrCoffee e muito mais.

Os espaços cada vez menores nas casas e apartamentos não permitem mais o acúmulo de objetos. O “ter” está dando lugar ao “usar”, de modo que cada um utiliza o que precisa por um determinado tempo e deixa lugar para que outra pessoa possa usufruir em seguida.

Nos escritórios compartilhados, as empresas e profissionais autônomos pagam apenas pelo tamanho da estrutura que realmente precisam. Se a equipe cresce, contrata-se mais espaço. Do contrário, os times podem passar para um espaço menor. O que vale é que todo serviço é feito de maneira totalmente personalizada, conforme cada necessidade.

3. Os escritórios compartilhados aumentam as oportunidades

Outro indicador de que o futuro do escritório compartilhado é realmente promissor são as oportunidades de negócios que ele proporciona. Quem está alocado em um coworking tem contato diário com diferentes tipos de empresas e profissionais, mesmo utilizando os escritórios privativos.

O networking é uma das estratégias mais importantes para o crescimento de uma organização e, nos próximos anos, ele deve ganhar ainda mais peso. Com tanta oferta no mercado, as indicações serão o principal ponto de diferenciação para empresas e clientes. Os laços profissionais feitos nos ambientes compartilhados geram confiança e ações de ajuda mútua entre os frequentadores.

futuro do escritório compartilhado

4. A ambientação dos coworkings melhora a produtividade

Ainda existem muitos gestores e empresários que veem os coworkings como espaços altamente descontraídos e sem muito profissionalismo. Isso, definitivamente, é algo que não é uma verdade. De fato, os ambientes são mais informais do que boa parte dos escritórios tradicionais, mas isso não quer dizer que sejam um lugar de “bagunça”.

Desde a decoração até os tipos de serviços disponibilizados nos escritórios compartilhados, tudo é pensado para promover um ambiente mais estimulante e produtivo. O clima menos tenso ajuda a melhorar a performance dos profissionais, que entregam mais tarefas em menos tempo e com mais qualidade.

5. Os escritórios compartilhados permitem o trabalho flexível

A rotina mais rígida dos ambientes tradicionais é um dificultador para muitos profissionais, principalmente aqueles das novas gerações. A flexibilidade ajuda a engajar os talentos, que realizam suas atividades no momento que consideram o mais apropriado, sem tanta pressão. Isso, vale dizer, é uma das premissas do futuro do trabalho.

Não se trata apenas de não ter hora para começar ou finalizar o expediente. Mas também mostrar para os colaboradores que a empresa concede o espaço que eles precisam para dar o melhor de si. Em contrapartida, eles se empenham mais para mostrar seu valor e realizar entregas com qualidade e eficiência.

Todo esse processo está intimamente ligado ao futuro do trabalho. Para saber mais detalhes sobre o assunto, confira o vídeo abaixo.

6. Os escritórios privativos garantem total privacidade

Outra crença equivocada de algumas pessoas é que os coworkings são feitos apenas para freelancers e pequenas empresas. Eles atendem muito bem esse tipo de público, mas vão muito além disso. Por meio dos escritórios privativos, as empresas podem locar um espaço reservado em que apenas seus colaboradores têm acesso.

Dessa forma, a organização aproveita todos benefícios de um escritório compartilhado, sem perder a privacidade que precisa para seu negócio, nem o entrosamento de seus times no dia a dia.

7. Os escritórios tradicionais não conseguem atender às demandas das novas gerações de profissionais 

Por fim, é preciso encarar a realidade em relação ao perfil dos profissionais das gerações Y e Z. São jovens que não viveram em um mundo sem tecnologia e que, por isso, são dotados de valores e crenças diferentes das gerações anteriores.

Os profissionais dessas gerações estão habituados a mudanças mais rápidas em hábitos e produtos. Por isso, têm certa impaciência com processos burocráticos. Em escritórios tradicionais, as restrições de horários e a imposição de várias regras são fatores que os desmotivam e os repelem.

futuro do escritório compartilhado

Como você pôde ver, a tendência é que o futuro do escritório compartilhado seja de grande crescimento e expansão. O modelo gera diversos benefícios para empresas e profissionais. Além disso, ajuda a reter os talentos mais novos no mercado, que têm suas particularidades a serem atendidas.

Ao que tudo indica, está cada vez mais claro que as empresas que apostarem nos coworkings têm muito mais chances de serem bem-sucedidas nos próximos anos.

Se você deseja manter a sua empresa competitiva, é provável que tenha que estabelecer um novo modelo de rotina de trabalho para sua equipe. Se você quer avançar para o próximo nível, entenda tudo sobre os escritórios compartilhados e encontre a solução ideal para o seu negócio.


Natália Fernandes é analista de conteúdo e co-fundadora da Começando na Web.

Facebook Comments
7 razões que indicam que o futuro do escritório compartilhado é promissor

Escritórios na Vila Olímpia em São Paulo: encontre a melhor opção para sua startup

7 razões que indicam que o futuro do escritório compartilhado é promissor

8 dicas essenciais para criar uma cultura de inovação no ambiente de trabalho

Newer post