Espaço de trabalho colaborativo: confira 12 vantagens

A forma como as pessoas encaram o trabalho vem mudando ao longo dos anos. E essa mudança acontece para melhor. Afinal, passamos muitos dias executando atividades profissionais. Por que não deveríamos gostar do que fazemos nessas horas? Nesse contexto, o espaço de trabalho colaborativo se tornou a alternativa ideal para os escritórios.

Esses ambientes proporcionam uma flexibilidade que gera satisfação e, além disso, maior produtividade. Eles também fomentam a colaboração entre profissionais dentro e fora da empresa, o que traz muitas oportunidades e muito mais.

Quer saber quais são os 12 principais benefícios de um espaço de trabalho colaborativo? Se sim, continue a leitura!

espaço de trabalho colaborativo
Comadre Cowork, Florianópolis/SC

Entenda o que é o espaço de trabalho colaborativo

Pode ser que você já tenha ouvido falar sobre o espaço de trabalho colaborativo, mas com um outro nome. Eles também são conhecidos como escritórios compartilhados, escritórios flexíveis ou espaços de coworking. Independentemente do termo utilizado, falamos de locais que reúnem profissionais e empresas em um ambiente de trabalho.

Funciona da seguinte maneira: um empreendedor monta toda estrutura de escritórios, com salas, mesas, cadeiras, banheiros, copa e o que mais achar necessário. Mas ele não utilizará esse espaço como seu escritório exclusivamente, pois profissionais e empresas também desfrutarão do local.

Dessa forma, diversas organizações, empreendedores e autônomos têm acesso a uma estrutura de escritório com padrão premium e custos bem mais baixos em relação aos escritórios tradicionais. Dentro desses espaços há a opção de optar por mesas compartilhadas, escritórios privativos, contratar salas de reunião ou ainda frequentar os eventos oferecidos no local.

As vantagens de um espaço de trabalho colaborativo

Agora que você entendeu melhor o que são esses espaços e como eles funcionam, confira abaixo as principais vantagens que uma empresa ou profissional pode ter ao migrar para um espaço de trabalho colaborativo:

1. Economia de gastos

Você já parou para fazer as contas de quanto custa manter um escritório? Considere todos os gastos com aluguel, IPTU, contas de luz, água e internet, por exemplo. E esses são só os gastos fixos. Sempre aparece algum vazamento ou manutenção inesperada para fazer, não é mesmo? Manter tudo em ordem e bem conservado definitivamente não é barato.

Contudo, quando você opta por migrar para um espaço de escritórios compartilhados, esses gastos deixam de existir. Isso porque as pessoas que são especialistas em logística (os donos dos coworkings) ficam responsáveis por tudo isso. Então, tudo que você precisa pagar é a mensalidade, que sai significativamente mais barata do que a soma de todos os custos de um escritório convencional.

No vídeo abaixo, o Engenheiro de Facilities do Banco Inter, Pedro Quadros, fala como a instituição conquistou uma economia de 1 milhão de reais no primeiro ano de parceria com o BeerOrCoffee, usando os coworkings.

2. Otimização dos processos

Além da economia de recursos financeiros, migrar para um espaço de trabalho colaborativo também gera uma otimização nos processos internos. Isso acontece porque o profissional antes teria que se preocupar em organizar todas contas, priorizar a lista de gastos com estrutura e manejar a manutenção da estrutura física. Agora, porém, poderá focar em atividades relacionadas ao core business da organização. Ou seja, muitas contas e contratos se transformam em apenas um.

3. Novas oportunidades de negócios

Os ambientes de escritórios compartilhados oferecem inúmeras oportunidades para você conhecer novas pessoas e criar uma rede de contatos. Essas relações podem ser profissionais ou não. Então, aproveite as áreas de descanso, lounges, cozinhas compartilhadas e rooftops dos coworkings para iniciar conversas e interagir com outros coworkers.

Uma dessas conversas pode levar a uma nova parceria, trazer um investidor para o seu negócio ou conquistar um cliente.

4. Localização privilegiada

Por terem muitos residentes, uma grande estrutura e contratos mais longos de locação do espaço, os escritórios compartilhados conseguem uma ótima negociação de preço do aluguel em localizações privilegiadas. Além disso, em algumas situações, os donos dos coworkings também são os proprietários do imóvel.

Assim, você pode ter um escritório no melhor lugar da cidade e pagar bem menos por isso. Em São Paulo, por exemplo, não seria viável para algumas empresas ter uma sala no Vila Olímpia se não fosse pelo espaço de escritório colaborativo.

espaço de trabalho colaborativo
Place2Work Vila Olímpia, São Paulo/SP

5. Variedade de serviços no espaço de trabalho colaborativo

Os coworkings oferecem uma infinidade de serviços aos seus clientes. Desde o recebimento de correspondências e impressão de documentos até a disponibilização de day care para crianças durante o horário comercial. Além disso, todos serviços tradicionais de um escritório também estão disponíveis nos locais.

Nos espaços de escritórios compartilhados você tem diversas opções de ambientes, também. A começar pelos espaços de trabalho, que podem ser divididos em mesas compartilhadas, mesas individuais, escritórios privativos, salas de reunião e cabines telefônicas. Além deles, há os lounges e salas de descanso, cozinhas compartilhadas, bibliotecas, varandas e muito mais.

6. Participação em eventos

Em espaços de escritórios flexíveis sempre são realizados eventos de todos tipos. As empresas residentes ou o próprio coworking promovem encontros, palestras e workshops para gerar interação entre os frequentadores. Convidados externos também podem participar de tais eventos, o que contribui para um crescimento ainda mais exponencial da comunidade do espaço.

Essa é uma ótima oportunidade para trocar experiências, fazer networking, aprender, ensinar e conviver com pessoas diversas.

7. Amenidades para você e seus clientes

Você precisa receber um cliente importante e quer passar uma boa impressão? Não se preocupe, a equipe do espaço de trabalho colaborativo se certificará que tudo ocorra da melhor forma possível. Informando as suas necessidades com antecedência é possível providenciar (quase) tudo.

O concierge do escritório está à sua disposição para programar coffee breaks e outras atividades dentro do coworking. Além disso, é possível oferecer brindes ou serviços específicos no local, e o gerente de comunidade fará a conexão entre você e os fornecedores.

8. Times remotos se sentem acolhidos

Uma empresa que tem colaboradores espalhados por várias cidades nem sempre tem grandes equipes em todos esses locais. Por isso, pode ser que certos times se sintam mais solitários ou deixados de lado quando precisam trabalhar de casa — ou sozinhos em uma sala.

Nos escritórios compartilhados esse problema é resolvido. Já que mesmo que uma pessoa vá trabalhar sozinha, ela tem o convívio social proporcionado pelo espaço. Além disso, uma equipe remota de uma mesma empresa tem a oportunidade de trabalhar do mesmo local, criando laços ainda mais fortes.

espaço de trabalho colaborativo

9. Estímulo à criatividade

Em um espaço de trabalho colaborativo há profissionais e empresas de todos os ramos de atuação que você imaginar. Desde startups de tecnologia até escritórios de advocacia ou contabilidade. Empreendedores e profissionais autônomos também circulam pelas áreas comuns constantemente, conferindo ao local o tradicional dinamismo dos coworkings.

Com tanta diversidade é impossível não se inspirar. Novas ideias surgem a todo instante e a criatividade flui de forma natural para os coworkers. Além disso, a própria decoração e disposição dos espaços é pensada para estimular o pensamento criativo, de acordo com técnicas já comprovadas por estudos científicos.

10. Aumento da produtividade

Como mostramos neste post, um artigo publicado em agosto deste ano pela Harvard Business Review (que teve como base um estudo dos pesquisadores Prithwiraj Raj Choudhury, Cirrus Foroughi e Barbara Larson) demonstrou que trabalhar de qualquer lugar do mundo é mais produtivo do que fazer home office.

Um dos principais motivos é que ter um espaço destinado especificamente ao trabalho aumenta o foco e concentração. Enquanto isso, a rotina flexível proporcionada pelos coworkings é mais benéfica para o profissional do que a rigidez do escritório tradicional. E também já foi comprovado que o nível de satisfação está ligado à produtividade do colaborador. É o equilíbrio perfeito.

11. Facilidade para crescer

Se a sua empresa está em fase de crescimento, muito provavelmente a sua equipe também aumenta a cada dia. Agora imagine ter que trocar de escritório todo mês? Ou alocar um espaço bem maior do que você precisa só para “se prevenir” para o futuro?

Optando por posições em escritórios compartilhados isso está longe de ser um problema. Por isso, sua equipe pode crescer o quanto for necessário e você não precisará se preocupar com a logística de escritórios.

12. Possibilidade de personalização

Se uma empresa com 30 pessoas ou mais está procurando um escritório para chamar de seu, os espaços de trabalho colaborativos também oferecem essa opção. Isso porque é possível recorrer à função build to suit, que é quando coworking e cliente trabalham em conjunto para montar o escritório privativo ideal. Assim, é possível ter um local personalizado de acordo com as suas necessidades e as da sua equipe.

Agora que você já viu todas as vantagens de um espaço de trabalho colaborativo, que tal levar a sua equipe para experimentar um deles? Aproveite sua diária grátis e chame todo time!


Mariana Mendes é jornalista do BeerOrCoffee e apaixonada por escrever sobre marketing e futuro do trabalho.

Facebook Comments
Espaço de trabalho colaborativo: confira 12 vantagens

Aprenda como organizar sua rotina com um gerenciador de tarefas

Espaço de trabalho colaborativo: confira 12 vantagens

Como preparar sua empresa para ter funcionários remotos

Newer post