8 maneiras de quebrar as barreiras da cultura do espaço tradicional de trabalho

Os modelos tradicionais dos espaços de trabalho estão realmente ultrapassados. A imagem de um escritório todo branco e cinza, com cubículos minúsculos e janelas que praticamente não deixam a luz natural entrar parece absurda para um millennial. O espaço tradicional de trabalho não só é visto como desagradável, mas também como pouco produtivo.

Pesquisas já mostraram que quanto mais confortável um profissional se sente maior é a sua produtividade. Além disso, ambientes de trabalho que estimulam a criatividade e a interação interpessoal são, comprovadamente, melhores para os colaboradores e para a própria empresa.

Neste texto, mostramos 8 dicas preciosas que mostram como é possível sair do modelo tradicional engessado e abraçar uma nova cultura no ambiente de trabalho da sua empresa. Confira!

espaço tradicional de trabalho

1. Derrube as barreiras (literalmente)

As paredes dos escritórios tradicionais são barreiras físicas que impedem a interação entre os times de uma empresa e dão a sensação de isolamento. Obviamente uma separação dos espaços é necessária. Contudo, investir em um modelo de open office pode ser muito interessante para criar uma cultura mais colaborativa e condizente com o futuro do trabalho.

Os espaços de coworking são ambientes que já atuam dessa forma e mostram que os escritórios compartilhados dão muito certo. São diversos espaços dentro de um só. São eles:

  • Espaços compartilhados: possuem grandes mesas e cadeiras com estrutura ideal para trabalho;
  • Escritórios privativos: ideais para equipes que precisam de mais privacidade. Normalmente, as paredes são de vidro, mas à prova de som;
  • Salas de reunião: espaços destinados a reuniões com clientes, parceiros ou da própria equipe.

Veja como a Renault do Brasil quebrou as barreiras do escritório tradicional migrando para espaços de coworking:

2. Incentive o espírito colaborativo

A cultura do espaço tradicional de trabalho está diretamente ligada às visões tradicionais de profissão e funções designadas. Ou seja, antes, se uma pessoa era formada em administração, ela só poderia executar atividades diretamente ligadas a tal área de conhecimento. Por isso, havia um maior isolamento e os processos eram mais “robóticos”. Quem se lembra do famoso filme “Tempos Modernos“, de Charles Chaplin?

Contudo, no mercado de trabalho atual, essas divisões não são mais tão claras. Pessoas da área de exatas podem exercer papeis criativos e vice-versa. Dessa forma, os profissionais estão, cada vez mais, transitando entre diferentes campos de conhecimento. E essa é uma ótima forma de trazer insights e novas ideias para determinados departamentos.

Um engenheiro, por exemplo, pode ter uma ideia relacionada ao marketing diferente do que os profissionais da área teriam. Isso porque, por ter uma visão mais específica de outros setores da empresa, ele pode mostrar uma nova perspectiva.

3. Personalize a decoração do seu escritório

Ter um espaço com a cara da sua empresa e da sua equipe é essencial. O modelo padrão do espaço tradicional de trabalho pode ser muito desestimulante para o time. Além disso, um escritório sem personalidade não transparece a identidade do seu negócio para os clientes que fazem visitas e reuniões.

Portanto, é importante investir na personalização do seu escritório de acordo com o seu negócio. Leve em consideração qual é a sua área de atuação, qual é o perfil dos seus clientes, a cultura empresarial e a identidade da sua equipe. O local deve ter um design funcional e ao mesmo tempo agradável visualmente.

4. Ofereça atividades extra laborais

espaço tradicional de trabalho

Há alguns anos a ginástica laboral era vista como algo necessário e chato. Apesar disso, ter programas de exercícios e outras atividades focadas na saúde (mental e física) é uma forma de abraçar uma nova cultura de trabalho. E para que isso não aconteça como no espaço tradicional de trabalho, basta investir em atividades diferentes do comum.

É possível, por exemplo, oferecer aulas de ioga e sessões de meditação para os integrantes do seu time de colaboradores. Além disso, você pode promover eventos externos, como corridas, piqueniques no parque ou até happy hours. Não deve haver obrigatoriedade de presença, como nas tradicionais “festas da firma”. Mas se os eventos forem realizados de forma leve e divertida, todos desejarão participar.

5. Promova a diversidade (de pessoas e ideias)

Ter uma equipe diversificada é necessário para qualquer empresa, independentemente do seu ramo de atuação. Pessoas diferentes trazem novas ideias, perspectivas e criam insights que jamais surgiriam em um time homogêneo. Por isso, valorize as diferenças entre as pessoas e incentive que elas compartilhem as suas ideias.

Muitas vezes, os profissionais se sentem envergonhados para dar novas ideias. Seja por medo de serem julgados ou por acreditarem que a sua opinião não tem valor. Por isso, é essencial criar um ambiente seguro para que todos compartilhem seus pontos de vista e tragam discussões interessantes. Uma ideia aparentemente boba pode ser lapidada e transformada em uma grande oportunidade para o negócio.

6. Valorize a individualidade de cada um

Trabalhar de forma colaborativa é ótimo. Mas, por outro lado, também é importante respeitar a individualidade de cada profissional dentro da equipe. As pessoas possuem hábitos, preferências e necessidades diferentes, e isso também se aplica ao ambiente de trabalho.

Enquanto o espaço tradicional de trabalho era montado de maneira uniforme, sem considerar as necessidades individuais, hoje os ambientes são pensados para atender as demandas coletivas tanto quanto as do indivíduo.

Pensando nisso, diversas empresas já estão adotando o modelo de trabalho remotoe investindo em escritórios compartilhados. Dessa forma, equipes em várias cidades ou até países podem ser recrutadas sem perder a estrutura oferecida por um espaço físico de escritório. Além disso, mesmo dentro de uma mesma cidade, times diversos podem escolher onde querem trabalhar de acordo com a sua rotina.

7. Apoie causas com um propósito alinhado com o seu

Empresas sem um propósito definido não sobrevivem no mercado. E não só isso, no cenário atual os consumidores exigem que as organizações se posicionem em relação a causas importantes (como racismo, homofobia, meio-ambiente etc.). Mas você pode ir além, apoiando também projetos com um propósito alinhado com o seu, trazendo essa cultura para dentro do escritório.

Se você atua em uma empresa de engenharia, por exemplo, procure projetos que trabalhem com a construção de casas em favelas ou áreas de risco. Incentive a equipe a participar, firme parcerias e promova conversas entre o seu time e o da ONG parceira para que haja troca de experiências e conhecimento.

espaço tradicional de trabalho

8. Considere-se como parte da equipe

Todas essas ações só darão certo se o líder da equipe também abraçá-las. Afinal, não adianta pregar uma coisa e fazer outra. Então, se você é um gestor, considere-se como parte da equipe, não como alguém acima dela. Dessa forma a colaboração entre todo o time será ainda maior e os profissionais se sentirão motivados a seguir o seu exemplo.

Se você gostou das dicas acima e quer experimentar uma nova forma de trabalho para a sua equipe, que tal conhecer os espaços de coworking? Para fazer um teste grátis, acesse o site do BeerOrCoffee e garanta suas diárias!


Mariana Mendes é jornalista do BeerOrCoffee e apaixonada por escrever sobre marketing e futuro do trabalho

Facebook Comments
8 maneiras de quebrar as barreiras da cultura do espaço tradicional de trabalho

O que é escritório compartilhado e quais são as suas vantagens?

8 maneiras de quebrar as barreiras da cultura do espaço tradicional de trabalho

Escritórios compartilhados em SP: veja os mais frequentados

Newer post