6 razões que indicam por que os espaços de coworking são atraentes

Os espaços de coworking estão se transformando na mesma velocidade que o mundo se transforma, ou seja, de forma muito rápida. Antes voltado para profissionais independentes, como os freelancers e os nômades digitais, hoje eles atendem startups como as fintechs e grandes empresas como Apple e Google.

Com a ideia e conceito cada vez mais popular — existem estimativas que os números dos espaços dobram a cada ano—, é praticamente uma unanimidade que os coworkings são muito atraentes. Neste texto, mostro algumas razões que confirmam que os ambientes de trabalho compartilhados são essenciais para contarem com profissionais mais produtivos, engajados e felizes. Confira!

1. Tudo sob demanda

Essencialmente, os espaços de coworking são ambientes de escritório, que contam com locais compartilhados ou com salas privativas e salas de reunião, onde as pessoas não são todas contratadas pela mesma empresa. Na verdade, é muito comum ter profissionais que atuam para as mais diversas companhias, o que faz com que a atmosfera seja diversa e interessante.

Então, é possível destacar que os espaços de coworking abrangem muitos territórios — tanto em relação aos espaços em si (só a rede BeerOrCoffe conta com mais 700 coworkings em sua plataforma), quanto aos usuários. Apesar disso, a essência permanece a mesma: a partir de um escritório compartilhado, os profissionais podem alugar uma ou mais mesas e também podem usufruir de salas privativas ou salas de reunião.

Esses alugueis podem acontecer por dia, semana, mês ou ano. Tudo depende da necessidade e da demanda da empresa que atuará nos espaços. Em muitas situações, é possível que a empresa ou a pessoa reserve a mesma sala privativa todos os dias ou reivindique espaço em uma mesa compartilhada, que pode ser diferente a cada visita.

2. Espaço social

Os espaços de coworking conseguem formar comunidades fortes, unidas e engajadas. O WeWork, por exemplo, conta com uma comunidade global de dezenas de milhares de membros, que colaboram entre si de forma presencial e on-line. Profissionais das mais diversas áreas de atuação ajudam os negócios uns dos outros a atingirem o próximo nível.

Assim, quanto mais pessoas envolvidas em uma determinada comunidade, mas possibilidades de colaboração e conexão, o que gera mais oportunidades de negócios e dinheiro.

Nesse contexto, é importante que as comunidades sejam sempre estimuladas a serem criadas. Assim, é possível que o sentimento de colaboração prevaleça entre os membros.

3. Localização estratégica

De um modo geral, os espaços de coworking estão localizados nas melhores regiões da cidade. Isso quer dizer que fica muito mais fácil para os usuários se deslocarem para esses locais. Mas o interessante não é só pelo fato de esses ambientes serem atraentes do ponto de vista do trabalho, mas também por estarem próximos a possíveis parceiros, clientes e talentos.

Isso significa que, se você está na região da Avenida Paulista, na Savassi, encontrará diversos espaços de coworking para aproveitar. Da mesma forma, se estiver na Savassi, em Belo Horizonte, contará com muitas opções. Caso esteja em Copacabana, no Rio, acontece o mesmo: muitos coworkings estarão à disposição de empresas e pessoas.

4. Suporte profissional

As diferenças entre os coworkings e os escritórios tradicionais vai muito além da questão do espaço físico. O que vem junto com o ambiente compartilhado é que faz a diferença. Os coworkings poderiam ser confundidos apenas como locais para se divertir ou para fazer um happy hour. No entanto, é justamente essa atmosfera descontraída que faz com que os espaços sejam locais totalmente voltados para a alta performance.

Além disso, a cultura do coworking também é totalmente voltada para que os profissionais contem com total suporte profissional. Dessa maneira, quando precisam de um serviço de internet ou impressão, por exemplo, os funcionários do espaço estão totalmente disponíveis para que as atividades fluam da melhor maneira possível.

5. Formação de equipes com pessoas engajadas

A cultura dos espaços de coworking não apenas ajudou as pessoas a estarem em ambientes produtivos. Ela também é essencial para que as pessoas encontrem amizades que vão muito além da atmosfera do dia a dia no trabalho. Profissionais nômades, independentes, criativos e outros preferem trabalhar nos espaços de coworking.

Uma startup ou uma empresa tradicional alocada em coworking precisa de pessoas energéticas e inspiradoras. Os espaços de trabalho compartilhados são locais para se trabalhar e, ao mesmo tempo, se divertir. É um local para o qual todo dono de empresa deve manter os olhos abertos, a fim de ficar de olho em tendências e pessoas de valor.

6. Terceiro (ou segundo) lugar

Os espaços de coworking, como você sabe, ajudam as pessoas a saírem de casa, de forma que elas tenham uma estrutura para trabalhar e ainda estabelecer uma interação direta com outros profissionais. Dentro desse cenário, vale destacar o conceito de terceiro local ou terceiro espaço.

O terceiro local contribui para que o profissional estabeleça um forte senso de presença ou de pertencimento a um determinado ambiente fora de casa ou do escritório tradicional. No caso de muitos coworkings, eles também podem ser considerados o segundo lugar, uma vez que muitos deles substituem os espaços convencionais.

Entre as diversas particularidades do coworking, podemos destacar, além, do ambiente convidativo, facilidades como Wi-Fi, Café & água, Sala de reunião, Ar-condicionado, Impressão, Eventos, Espaço de convivência, Cozinha compartilhada, Estação móvel de trabalho, Armário locker, Área de alimentação, Frigobar, Chá, Espaço lounge, acessibilidade, estacionamento, varanda, endereço comercial, cafeteria, Endereço Fiscal, bicicletário, acesso 24/7, vestiário, pet friendly, almoço no local, biblioteca.

No entanto, a característica mais marcante do terceiro (ou segundo) local é que ele é um ambiente em que as pessoas se sentem totalmente à vontade para passarem seus tempos. Dentro desse contexto, o coworking se estabelece como um lugar para trabalhar e, ao mesmo tempo, para se divertir.

O que achou dessas razões que indicam que os ambientes de trabalho compartilhados são essenciais para contarem com profissionais mais produtivos, engajados e felizes? Como mostramos ao longo do texto, os espaços de coworking são cada vez mais essenciais no dia a dia de profissionais e empresas.

Se você gostou deste conteúdo, aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais. Além disso, aproveite para entender como os coworkings impactam as identidades profissionais dos funcionários.


Renato Ribeiro é Content Owner no BeerOrCoffee.

Facebook Comments
6 razões que indicam por que os espaços de coworking são atraentes

Minha experiência na WeWork Boulevard: a alta produtividade e as vantagens de um coworking

6 razões que indicam por que os espaços de coworking são atraentes

Salas privativas, auditório e espaço compartilhado: minha ida ao Coworking Dynamo, em BH

Newer post