Dia delas: 10 mulheres poderosas no empreendedorismo e na tecnologia

Nesta sexta (08/03), comemora-se o Dia da Mulher. A data tem origem no início do século 20, quando diversos protestos de mulheres aconteceram nos Estados Unidos e Europa e ecoaram melhores condições de trabalho e igualdade de direitos.

Ao longo dos anos, aconteceram muitos avanços, mas a desigualdade de gênero permanece até hoje. As condições de trabalho, infelizmente, ainda são piores para as mulheres. No entanto, mesmo com alguns contratempos, a mulher conquistou seu espaço.

Definitivamente, elas deixaram de ser uma voz sozinha na multidão. Elas podem ser a minha ou sua mãe, namorada, irmã, colega de trabalho, chefe e por aí vai. No BeerOrCoffee, por exemplo, a CEO é uma mulher e a maior do time é formada por… mulheres incríveis, inteligentes, determinadas, corajosas, ousadas e competentes.

Neste texto, vou mostrar 10 mulheres que atuam no empreendedorismo e na tecnologia — uma área que ainda é majoritariamente masculina — e que são verdadeiras inspirações para qualquer profissional que quer avançar na carreira. Acompanhe!

1. Roberta Vasconcellos

Aos 30 anos, Roberta é um dos principais nomes do ecossistema de startups do país. Já foi eleita pela Forbes como uma das jovens que estão transformando os mais diversos setores da sociedade. Atuou na Samba Tech, fundou o Tysdo App e é CEO do BeerOrCoffee. Eu sou suspeito pra falar, mas ela é incrível e uma verdadeira inspiração para quem quer empreender ou ter uma carreira de sucesso.

2. Susan Wojcicki

Susan é CEO do YouTube e foi considerada pela revista Forbes como a 12ª mulher mais poderosa do mundo, além de ser uma das mulheres mais influentes da tecnologia. Ela foi gerente de Marketing do Google em 1999, atou na Intel e trabalhou como consultora de gerenciamento na Bain & Company e na R.B. Webber & Company.

3. Ursula Burns

CEO da Xerox, Ursula é a primeira mulher CEO negra a chefiar uma empresa Fortune 500. Ela começou como estagiária na Xerox, em 1980, e foi nomeada presidente da empresa em 2009. Além da Xerox, ela é diretora do conselho da American Express Corporation e Exxon Mobil Corporatio e ativista em diversas ONGs.

4. Sheryl Sandberg

Braço direito de Mark Zuckerberg, Sheryl é COO do Facebook. Antes de ir para a empresa, foi vice-presidente de operações do Google. Também atuou no Departamento do Tesouro norte-americano, no cargo de chefe de pessoal. Além disso, Sheryl foi eleita pela revista Forbes como a 10ª mulher mais poderosa do mundo.

5. Ana Fontes

Ana Fontes é presidente da Rede Mulher Empreendedora, organização que apoia o empreendedorismo feminino no país. Além disso, ela atua como docente na Fundação Getúlio Vargas (FGV) e no Insper. Ana começou sua carreira como executiva de marketing em empresas como a Volkswagen e em associações como a Febraban, do mercado de bancos.

6. Camila Farani

Camila é advogada carioca e tornou-se uma referência no universo do investimento anjo. Criou os fundos Gávea Angels, Mulheres Investidoras Anjo ( o primeiro grupo de investidoras anjo do Brasil) e G2 Capital. Além disso, ela investiu em mais de 30 startups. Em sua carreira, já foi dona de uma cafeteria, além de diretora na Mundo Verde, rede de produtos naturais.

7. Cher Wang

Co-fundadora e presidente da HTC (empresa que fabrica smartphones), Cher é considerada uma das mulheres mais bem-sucedidas na área de tecnologia. Ela foi nomeada pela revista Forbes como a 54ª mulher mais poderosa do planeta. Cher também atua fortemente na filantropia filantropa, fazendo diversos doações e ações de caridade ao redor do mundo.

8. Cristina Junqueira

Cristina Junqueira é uma das fundadoras do Nubank, fintech que é avaliada em 4 bilhões de dólares e atua como vice-presidente da marca. Ela começou a carreira como consultora no Boston Consulting Group e depois passou pelo Itaú Unibanco. Além disso, entrou a lista da Forbes de mulheres mais poderosas do Brasil em 2017.

9. Maitê Lourenço

Maitê Lourenço é fundadora e CEO do BlackRocks Startups, aceleradora de startups que tem o objetivo de promover empreendedores e executivos negros. Ela abriu sua empresa ao perceber que era a única empresária negra nos auditórios ou nas salas de reunião que estava. Além de promover acesso aos empreendedores, sua organização dialoga com movimentos sociais e públicos como mulheres, negros, LGBT e deficientes.

10. Maria Rita Spina Bueno

Maria Rita Spina Bueno é diretora na Anjos do Brasil, entidade que fomenta o investimento anjo e leva apoio ao empreendedorismo de inovação no Brasil. A entidade da qual faz parte estima que haja 7.615 investidores anjos no país e 984 milhões de reais aportados em 2017. Ao lado de Camila Farani, ajudou a fundar o movimento Mulheres Investidoras Anjo (MIA).

E aí, gostou de saber sobre essas mulheres incríveis? Você já conhecia alguma delas? Se sim, em que essa mulher te inspira? Deixe um comentário logo abaixo. =)

Facebook Comments
Dia delas: 10 mulheres poderosas no empreendedorismo e na tecnologia

5 tendências do mercado de coworkings para 2019

Dia delas: 10 mulheres poderosas no empreendedorismo e na tecnologia

SXSW 2019: o que está acontecendo no maior festival de economia criativa do mundo

Newer post

Post a comment

[instagram-feed showheader=true widthunit=273 heightunit=273 imagepadding=0 showfollow=true showbutton=false]