Trabalho Remoto

20 perguntas comuns sobre trabalho remoto respondidas

Redação BeerOrCoffee
Escrito por Redação BeerOrCoffee em maio 5, 2022
5 min de leitura
20 perguntas comuns sobre trabalho remoto respondidas
Junte-se a mais de 30 mil pessoas!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre o futuro do trabalho!

O trabalho remoto consiste em trabalhar em qualquer lugar, incluindo até o escritório tradicional. Você pode estar em outra cidade, estado ou país. Vale a pena conhecer as perguntas comuns sobre trabalho remoto para vencer os desafios. 

O termo está em bastante evidência, mas ainda há várias perguntas comuns sobre trabalho remoto. Afinal, de 2020 para cá, o mercado corporativo mudou de forma significativa — e vem quebrando alguns paradigmas importantes.

Por exemplo, mais pessoas testaram os modelos home office e trabalho remoto. Com isso, aumentou a procura pelo regime de flexibilidade.

Tanto é que uma pesquisa da consultoria Robert Half mostrou que 38% dos colaboradores procurariam outro emprego se a empresa em que trabalham não oferecesse opção de atuar a distância.

perguntas comuns sobre trabalho remoto

Um dos motivos para esse cenário é a abertura de perspectivas. Se antes não havia essa possibilidade, a pandemia fez com que as empresas percebessem os benefícios, especialmente a produtividade, a redução de custos e a satisfação do público interno.

Você já deve estar “careca” de saber disso. A questão é que tudo isso mostra a existência de várias perguntas comuns sobre o trabalho remoto e a necessidade de descobrir as respostas. Por isso, vamos tirar as principais dúvidas neste post. Que tal conferir?

1. Qual a diferença entre trabalho flexível e trabalho remoto?

Muita gente acredita que esses dois termos são equivalentes, mas há diferenças. Trabalho flexível é qualquer tipo de regime de trabalho fora do padrão regular ou que implementa exigências específicas.

Esse modelo já existe há mais tempo. Inclusive, vários países incluíram esse regime em suas legislações. Aliás, uma pesquisa mostrou a definição de trabalho flexível para as pessoas. Para elas, flexibilidade representa ser capaz de:

  • Escolher qual localização trabalhar, pelo menos, algumas vezes: 27%;
  • Gerenciar a carga de trabalho de forma independente: 27%;
  • Escolher onde vai trabalhar, pelo menos, de vez em quando: 26%;
  • Tomar decisões nas horas de trabalho: 21%.

Já o trabalho remoto é um tipo de trabalho flexível, em que é possível realizar suas funções de qualquer lugar. Ou seja, você pode executar suas atividades de casa, de um coworking ou até do escritório tradicional.

Geralmente, a interação acontece por chat, ferramentas de colaboração (como o Slack, que permite fazer a colaboração híbrida com o machine learning) e outros recursos. No entanto, é comum que pessoas da mesma empresa se encontrem em coworkings eventualmente, quando estão na mesma cidades ou em locais próximos. 

2. Trabalho remoto x trabalho híbrido: quais as diferenças?

Como explicamos, o trabalho remoto é aquele em que a pessoa tem a liberdade de trabalhar em diversos espaços, ou seja, ela não precisa de ter o compromisso de necessariamente estar presente fisicamente em um determinado local.

Por sua vez, o trabalho híbrido é aquele em que parte do tempo é cumprido de forma presencial, geralmente no escritório tradicional, e parte de maneira distante, em locais como o home office e os coworkings.

As duas opções são válidas e costumam apresentar flexibilidade de horários, dias e locais de realização das atividades. Porém, uma alternativa é totalmente a distância, enquanto a outra é um meio-termo.

3. Quais são os principais desafios do trabalho remoto?

A resposta varia de acordo com o colaborador. Segundo a pesquisa da Robert Half, já citada, os principais obstáculos desse modelo de trabalho são:

  • Ruídos de comunicação;
  • Menor engajamento da equipe;
  • Falta de criatividade;
  • Falta de motivação.

Apesar disso, 91% dos profissionais trabalhariam remotamente em uma empresa localizada em outra cidade, estado ou país. Então, como resolver esses problemas?

A resposta é adaptar os modelos de trabalho. Assim, vários benefícios são conquistados, como:

  • Contratação remota;
  • Flexibilidade para organizar os horários;
  • Transformação e educação digital;
  • Aumento da organização das tarefas.

Além disso, é importante trabalhar a comunicação assíncrona. Isso ajuda a evitar a perda de tempo com a demora de resposta de colegas e líderes. Dessa forma, também fica mais fácil equilibrar vida pessoal e profissional.

4. Como ter certeza de que os meus colaboradores estão preparados para o trabalho remoto?

Algumas das principais empresas do mundo chegaram a uma solução prática e confiável: aplicaram um questionário para entender o que os colaboradores desejavam. Isso já trouxe uma mudança de gestão.

Por exemplo, Jeff Bezos tinha determinado que todos colaboradores voltassem full time ao escritório da Amazon em abril de 2021. Não deu certo. Uma nova análise sinalizou que o modelo híbrido era mais interessante. Portanto, o CEO voltou atrás.

Apesar disso, o desejo dos colaboradores é apenas um ponto a avaliar. Também é importante considerar a infraestrutura. Ela deve estar correta para garantir que os profissionais tenham os recursos para atingir seus objetivos.

Caso contrário, o caos se instala e isso prejudica a produtividade.

Por isso, considere alguns fatores. Por exemplo:

  • Sua equipe tem a tecnologia necessária ou acesso a ela?
  • Quantos funcionários têm computador da empresa? Aqueles que têm contam com ferramentas necessárias ao trabalho?
  • Aqueles que não têm computador da empresa nem smartphone, como ter certeza de que eles acessam todos os recursos necessários à execução das atividades?

Perceba que garantir o acesso a ferramentas e recursos é indispensável para a realização de um bom trabalho. Isso ajuda no gerenciamento e ainda garante que os colaboradores se mantenham motivados no trabalho remoto.

perguntas comuns sobre trabalho remoto

5. Como se preparar psicologicamente para o trabalho remoto?

Além de contar com a ajuda dos líderes, é importante desenvolver rituais e ter disciplina para administrar as atividades. Defina um horário de começo e fim do trabalho, e mantenha o ritmo.

O que muita gente faz é manter a mesma rotina do trabalho presencial. Ou seja, acordar, tomar banho, tomar café, se arrumar, se maquiar etc. Essa é uma alternativa válida porque informa ao cérebro que está na hora de começar as atividades.

Além disso, mantenha um horário certo para acordar e dormir. Se gostar de fazer atividades físicas pela manhã, levante da cama mais cedo para manter o trabalho em dia.

Ainda assim, é possível estabelecer certa flexibilidade. Por exemplo, se você funciona melhor a partir da tarde, pode se programar para trabalhar nos turnos vespertino e noturno.

Aliás, essa é uma dica para os líderes: é importante aceitar que cada colaborador tem um ritmo circadiano diferente. Respeitar essas diferenças ajuda a aumentar a produtividade.

6. Como garantir que os colaboradores se ajustaram ao trabalho remoto?

Um problema verificado durante a pandemia foi a dificuldade de equilibrar vida pessoal e profissional. Tanto é que as empresas passaram a incentivar medidas de bem-estar e de qualidade de vida entre seus colaboradores.

Aquelas que não fizeram isso, verificaram perda de produtividade e aumento do turnover, conforme a pesquisa da Robert Half já mencionada.

Essa situação também foi verificada em um estudo da Fundação Dom Cabral. O levantamento indicou que a produtividade aumentou para 58% dos respondentes. No entanto, os entrevistados apontaram alguns obstáculos significativos. Entre eles:

  • Maior volume de horas trabalhadas: 24%;
  • Dificuldade de relacionamento: 16%;
  • Dificuldade de comunicação: 16%;
  • Equilíbrio com demandas pessoais: 14%.

Por isso, cabe aos líderes verificarem se os colaboradores conseguiram se ajustar à nova realidade.

Uma forma de evitar conflitos é garantir que o trabalho continuará sendo realizado da mesma forma e que o time continuará unido. A diferença será a distância física.

Coloque-se à disposição a qualquer momento, deixando sua porta virtual aberta. Além disso, um estudo americano mostrou que os profissionais têm algumas preocupações com o trabalho remoto — e os líderes devem ajudá-los. Elas são:

  • Desligar-se do trabalho após o fim do expediente: 22%;
  • Solidão: 19%;
  • Colaboração e/ou comunicação: 17%;
  • Distrações em casa: 10%;
  • Estar em um fuso horário diferente dos colegas: 8%;
  • Manter a motivação: 8%;
  • Tirar férias: 7%.

Para isso, algumas boas práticas podem ser adotadas, tais como:

  • Encorajar a definição de um cronograma de trabalho para que os colaboradores desliguem o computador;
  • Incentivar intervalos e caminhadas para evitar a dispersão dos profissionais;
  • Ajudar a montar um espaço de trabalho apropriado, que não seja equivalente à cama ou ao sofá;
  • Definir horários para encontros informais que contribuam para o engajamento e o moral;
  • Solicitar que os colaboradores troquem de roupa e não usem pijamas para diferenciar a vida pessoal da profissional;
  • Criar uma lista de atividades a fazer;
  • Preparar o almoço na noite anterior.

7. O que é coworking?

Uma das perguntas comuns sobre o trabalho remoto é: o que é coworking?

Essa palavra remete a um escritório compartilhado e flexível, em que empresas e colaboradores realizam suas atividades com toda a infraestrutura necessária. Por exemplo:

A grande vantagem do coworking é reunir todos os recursos necessários em um local diferente da sua casa.

Assim, todos os critérios anteriores para se ajustar ao trabalho remoto são seguidos. Além disso, as distrações comuns do ambiente residencial são evitadas.

Por isso, muitas empresas já deixam de utilizar suas sedes físicas para aproveitar os recursos dos coworkings.

Por exemplo, com o OfficePass do BeerOrCoffee, seus colaboradores têm acesso a toda a nossa rede, com escritórios compartilhados em mais de 160 cidades.

Por sua vez, nas salas privativas, você tem toda a privacidade necessária para sua equipe trabalhar, conversar, trocar ideias e o que mais for necessário. E você pode alugar o local pelo tempo que desejar.

perguntas comuns sobre trabalho remoto

8. Os trabalhadores remotos são mais felizes do que aqueles que atuam no escritório?

A resposta é SIM. Existem muitos pontos positivos para o trabalha a distância, como a possibilidade de definir quando realizar as atividades, viajar e conhecer novas culturas quando quiser, e ter uma rotina mais flexível e ajustada às suas necessidades.

Para confirmar essa afirmação, uma pesquisa da Owl Labs sinalizou que trabalhadores que estão no regime remoto 100% do tempo dizem estar mais felizes do que aqueles que só atuam de forma presencial. O índice chega a 22%.

Entre os motivos para isso estão:

  • Equilíbrio entre vida pessoal e profissional: 91%;
  • Aumento da produtividade: 79%;
  • Menos estresse e possibilidade de evitar o trânsito: 78%.

Esse mesmo levantamento mostrou que os colaboradores são mais leais e menos sujeitos a trocarem seus espaços de trabalho. Ou seja, há um aumento claro da motivação e do engajamento.

9. O que os líderes podem fazer para criar uma cultura remota?

Na verdade, não existe uma fórmula única. Isso porque tudo depende do contexto organizacional. Ainda assim, existem 3 medidas que podem ser adotadas em qualquer cenário:

  • Assegure-se de que os membros da equipe tenham a sensação de saber o que está acontecendo: informe as novidades e faça as pessoas estarem inseridas no contexto organizacional;
  • Garanta que tudo está bem: os colaboradores tendem a ficar receosos sobre o alcance dos objetivos de faturamento e de outras entregas. Repasse esses detalhes e faça todos se sentirem parte importante do negócio;
  • Cuide para que todos sintam que têm o mesmo nível de acesso às lideranças: a distância pode aumentar a imaginação e fazer com que alguns se sintam preteridos. Evite que isso aconteça ao estar à disposição de todos. Ainda faça reuniões pregando o equilíbrio e a inclusão. 

10. Como líder, quantas vezes devo checar meus funcionários?

Um dos questionamentos sobre o trabalho remoto é como monitorar os funcionários remotos sem microgerenciar.

Como você viu, sua porta virtual deve estar sempre aberta. Por isso, faça uma reunião no começo do dia para alinhar as expectativas e ver se algum colaborador tem dificuldades.

Além disso, você pode fazer reuniões esporádicas com cada membro da sua equipe para entender o que ele está sentindo. Deixe espaço para ele falar e faça o processo por meio de videochamadas.

No entanto, evite ficar o tempo todo perguntando o que está acontecendo, o que o funcionário está fazendo e se ele vai fazer a entrega no prazo. A autonomia é essencial.

11. Quais são os benefícios do trabalho remoto para as empresas?

Existem vários motivos para optar por esse regime de trabalho. Entre as vantagens mais comuns para as empresas estão:

  • Redução de custos, já que é desnecessário ter uma estrutura centralizada;
  • Aumento da retenção de talentos;
  • Aumento da produtividade;
  • Maior engajamento dos colaboradores;
  • Crescimento da autonomia dos profissionais, sem a necessidade de microgerenciamento;
  • Possibilidade de contratação de pessoas em qualquer lugar do mundo, ou seja, você consegue aumentar o capital intelectual.

12. Como medir os resultados do trabalho remoto?

Para começar, é importante confiar nos seus colaboradores. Você não vai saber o que eles fazem o tempo todo.

Por isso, forneça os equipamentos necessários, ofereça tarefas e verifique o que fazem como você sempre fez. Para mensurar os resultados, utilize o faturamento como base.

Além disso, confira as entregas. Tenha em mente que os talentos receberão suas tarefas e não há motivo para não trabalharem.

Até mesmo porque existem todas as ferramentas necessárias para o trabalho colaborativo — e elas também ajudam a conferir o que os colaboradores fazem.

13. Como garantir que os trabalhadores não sofrerão com burnout?

Todos devem estar com uma boa saúde mental e tudo começa pelo líder. Você deve fornecer a rotina e a consistência buscadas pelos seus colaboradores. Por isso, essa é uma das perguntas comuns sobre trabalho remoto.

O primeiro passo é cuidar de si mesmo para gerenciar bem os seus talentos.

Dessa forma, você pode cuidar mais das necessidades da sua equipe. Acompanhe as programações de cada profissional, sabendo o que eles estão fazendo sem microgerenciá-los.

Além disso, verifique se os seus colaboradores tiveram uma queda significativa de produtividade. Isso é sinal de burnout.

Cuide para que eles não cheguem a esse ponto. Portanto, defina qual é o tempo de trabalho e incentive para que o resto seja um período de descanso.

Também faça perguntas relacionadas ao trabalho remoto. Por exemplo:

  • Como é a sua rotina de exercícios?
  • Você tem um hobby?
  • Como está sua alimentação?

Ao estimular uma rotina mais saudável, os colaboradores se sentem mais dispostos. Além disso, eles conseguem desestressar dos problemas que acontecem no dia a dia.

14. O que os trabalhadores remotos precisam ter?

A palavra-chave dessa resposta é infraestrutura. Esse termo passa por um espaço de trabalho bem organizado com todos os recursos necessários, incluindo:

  • Segurança;
  • Internet de alta velocidade;
  • Equipamentos necessários;
  • Ferramentas confiáveis;
  • Roupas confortáveis para trabalhar.

Se você quer oferecer a possibilidade dos seus colaboradores trabalharem de casa, tenha certeza de que eles contam com o espaço apropriado e os equipamentos ideais para um dia a dia com o máximo de conforto e bem-estar.

15. Quais são as melhores práticas para as reuniões virtuais?

Uma das dúvidas comuns sobre o trabalho remoto é como deixar as reuniões mais produtivas e evitar o seu excesso. É importante chamar apenas quem realmente é necessário para a discussão.

Além disso, defina o objetivo e os temas a serem conversados.

No entanto, isso é insuficiente. Também delimite as regras seguidas por todos os participantes. Por exemplo, deixar o microfone desligado e ligar a câmera para evitar distrações.

Ainda fique cerca de 5 minutos do início da reunião tendo conversas informais. Por exemplo, pergunte como eles estão se sentindo. Compartilhe e incentive que as pessoas tímidas ou recém-chegadas também troquem experiências.

Por fim, acompanhe a reunião por meio de vários pontos de contato. Use uma comunicação redundante para reforçar o que deve ser feito. Por exemplo, envie um e-mail ou continue a conversa por Slack para garantir que tudo será realizado.

16. Como manter todos os colaboradores engajados?

Ao ter as conversas informais no início e terminar continuando a conversa de forma individual, você garante que todos se sintam conectados e menos isolados no trabalho remoto.

Por mais que pareça perda de tempo, o bate-papo deve ser utilizado a seu favor. Esse recurso é importante para mostrar a importância da socialização e interação humana.

Além disso, essas conversas aleatórias criam um espaço divertido de engajamento.

A ideia é incentivar os profissionais a colaborarem como se estivessem em um escritório tradicional. Ou seja, que compartilhem suas notícias pessoais, notícias interessantes, opiniões sobre filmes e séries, e mais.

Por fim, crie atividades de grupo para fortalecer os relacionamentos entre as pessoas. Vale a pena usar um coworking para garantir que todos que moram na região possam se encontrar de vez em quando. 

17. Quais habilidades são necessárias para trabalhar remotamente?

Apesar desse modelo de atuação ser ideal para muitas pessoas, nem todos conseguem se adaptar a ele. É preciso que os colaboradores tenham algumas habilidades importantes. As principais são:

  • Forte automotivação;
  • Capacidade de trabalhar de forma independente;
  • Boa capacidade de gerenciamento de tempo;
  • Comunicação corporativa e intercultural excelente;
  • Conhecimento em ética de negócios;
  • Adaptabilidade;
  • Alto nível de responsabilidade.

Além disso, é importante que a pessoa tenha interesse em aprender e utilizar ferramentas digitais. Por mais que o profissional não conheça todos os recursos, é necessário ter uma boa disposição.

18. Como lidar com conversas complexas e altamente emocionais no trabalho remoto?

Os conflitos internos e a própria carga emocional da rotina podem gerar conversas complexas e altamente emocionais. No trabalho remoto, lidar com esse cenário pode ser desafiador.

Por isso, levante um ou dois tópicos, apenas, e saiba quando trazer os assuntos à tona.

Porém, é importante deixar que as pessoas discordem. Isso ajuda a aguçar o pensamento. Dessa forma, fortaleça o sentimento de segurança psicológica para incentivar as pessoas a falarem.

Como líder, você pode até gerar certo desacordo sobre processos, tarefas ou qualquer coisa relativa ao trabalho. Deixe as questões pessoais sempre de lado, ok?

19. Como garantir que os limites estão sendo respeitados?

A rotina pessoal do colaborador deve ser considerada, mas ele nunca deve ser alvo de um tratamento diferenciado.

Por exemplo, durante a pandemia, muitas pessoas tiveram que lidar com os filhos em casa. Ainda que tenha sido um desafio, esses talentos continuavam com as mesmas responsabilidades de antes.

Por isso, vale a pena encontrar um meio-termo que sirva para todo mundo. Converse com cada colaborador individualmente e veja como a flexibilidade pode ajudar.

Muitas vezes, começar mais tarde e realizar as tarefas somente no período noturno pode ser uma boa solução.

De toda forma, garanta que os limites estão sendo respeitados. Foque nas entregas e solicite que os colaboradores exponham suas dificuldades para que você possa ajudá-los quando necessário.

Para incentivar esse comportamento, reconheça o trabalho realizado e forneça feedbacks positivos e aqueles que sugerem melhorias reais.

20. Quais são os melhores cargos para trabalhar remotamente?

Se você busca entrar nesse regime de atuação ou pretende implementar na sua empresa, saiba que boa parte dos cargos permite essa flexibilidade. E a lista continua a aumentar. Algumas das principais funções nesse sentido são:

  • Desenvolvimento de sites, softwares etc.;
  • Programação;
  • Edição de vídeo e áudio;
  • Redação;
  • Revisão;
  • Designer web ou gráfico;
  • Customer success;
  • Atendimento ao cliente.

Ainda há muitas outras opções. Tanto é que a carreira no BeerOrCoffee é totalmente a distância, qualquer que seja a função. Afinal, esse modelo de atuação está no cerne do nosso negócio.

Por isso, conseguimos te ajudar com muitas das perguntas comuns sobre trabalho remoto e com a aplicação das melhores práticas.

Então, que tal aproveitar para conhecer as oportunidades de uma empresa em expansão? Acesse a página de carreiras do BeerOrCoffee e veja como você pode trabalhar com a gente!

Texto escrito por Fabíola Thibes, jornalista e redatora web. Revisado por Marcelo Madeira, tradutor, revisor e editor freelancer. 

Faça sua primeira reserva em um coworking!

X