Como o coworking na Hallze me trouxe uma oportunidade incrível

Hallze Coworking

Hoje em dia, mais do que um fã de coworkings, eu confundo minha vida pessoal e profissional com esses espaços. São lugares perfeitos para criar conexões positivas e ainda estabelecer excelentes parcerias de negócios. Nos textos que escrevo aqui para o blog, inclusive, tenho falado do quanto estou me transformando para melhor.

No artigo de hoje, não será diferente. Vou destacar minhas idas à Hallze, que é mais do que um coworking. Na verdade, é difícil explicar. Trata-se de uma casa super charmosa, em uma região privilegiada de Belo Horizonte, com vista para a Serra do Curral, que conta com a melhor estrutura possível e tem até estúdio e piscina.

Além de falar da Hallze, também vou comentar como o espaço me possibilitou uma oportunidade incrível. Quer saber o que é? Então, acompanhe o texto!   

A Hallze e sua boa energia

A Hallze é aquele lugar que você chega e leva um impacto. É a cara do futuro do trabalho porque, embora seja um ambiente voltado para atividades profissionais, não tem cara de escritório. É uma casa de dois andares, cheia de natureza e com diversos detalhes para as pessoas terem as melhores experiências possíveis.

Tem de tudo que um bom coworking tem para oferecer. Na entrada, conta com um lindo jardim. No primeiro andar, há espaço compartilhado de trabalho, salas privativas, cantinho de sossego e leitura, outro de descanso e, como não poderia deixar de ser, uma cozinha completa com água e cafezinho quente, carinhosamente preparado pela Raquel.

Na parte de cima, mais espaços de trabalho compartilhados, outras salas e privativas e um cantinho especial com pufes e sofás. Mas não pense que acabou. A Hallze — “é menina”, como a Sueli, uma das idealizadoras do espaço, sempre faz questão de falar — ainda conta com uma área externa com uma piscina e uma espécie de sala de reunião VIP (aquelas bem chiques, de executivo de alto nível).

O dia a dia na Hallze

Bem, eu gostei tanto do espaço que perdi as contas de quantas vezes fui. Com isso, fiquei amigo das meninas que trabalham lá — além da Raquel e da Sueli, que já citei aqui, também tem a Renata e a Marília —, mas isso não quer dizer que posso abusar e esquecer as regras de boa convivência em coworkings. Muito pelo contrário.

Uma dessas regras, por exemplo, é sempre falar baixo no telefone. Não dá para acreditar, mas já fui em muitos coworkings e encontrei gente falando tão alto como se estivesse no campo de futebol, xingando o juiz que marcou um pênalti duvidoso contra o seu time. Vamos combinar que isso é muito feito, não é mesmo?  

Coworking é um espaço em que as pessoas vão para produzir. Então, espera-se que haja um bom senso coletivo em relação ao tom de voz, não é mesmo? No meu caso, que falo alto por natureza, a atenção precisa ser redobrada. Em outro coworking, já me chamaram a atenção por conta disso e eu fiquei sem saber onde enfiava minha cara. No entanto, aprendi a lição e hoje em dia me comporto bem.

Nesse contexto, é válido lembrar que, uma vez que você respeita as regras de convivência de um espaço, você também é respeitado. Por isso, o dia a dia na Hallze é sempre muito tranquilo e costuma ser bastante produtivo. Foi lá, inclusive, que surgiu uma parceria muito legal e eu falo disso a seguir.

Hallze Coworking - BH

Oportunidade incrível que a Hallze me trouxe

Todos sabemos que os coworkings são espaços de criatividade e oportunidades. Por isso, aconteceu uma excelente parceria: vou dar um curso de marketing digital e conteúdo na Hallze. Na verdade, foi algo natural e despretensioso. Quando assustei, já tinha fechado o escopo e havia colocado no mercado para vender.

Mas era isso a novidade incrível, Renato? Sim! Para mim, sim. Pode parecer banal para muita gente, mas é algo muito especial e extremamente representativo. Já tenho uma larga experiência em ministrar cursos, mas sempre atendendo outras empresas. De certa forma, eu era muito travado para colocar minha cara para bater e vender o curso com meu nome. Era um bloqueio forte, que doía muito em mim.

No entanto, a Hallze e a Sueli foram o gatilho que eu precisava e eu sou muito grato por isso. No momento em que escrevo este texto, estão faltando 3 dias para o curso acontecer. Vendê-lo, por mim mesmo, foi muito mais tranquilo do que imaginei. As vendas estão indo bem e eu não poderia estar mais feliz. Agora, é dar meu melhor e entregar a melhor experiência possível para os meus alunos.

Eventos na Hallze

Além do meu curso (risos) e além de ser um espaço de coworking, a Hallze conta com inúmeros eventos — muitos dos quais são encontros tidos como inusitados e tratam de temas como psicanálise e yoga ou sobre assuntos que a sua imaginação permitir. Independentemente disso, o espaço privilegia a troca de experiências entre as pessoas.

Como diz a Sueli, “fazemos questão de promover o encontro de pessoas em ocasiões prá lá de inspiradoras dentro da nossa casa”. Por conta disso, assim como eu fiz, você também pode levar seu evento corporativo ou pessoal para a Hallze. Isso faz com que a casa esteja totalmente aberta às pessoas que querem promover essa troca de experiências.

BeerorCoffee e Hallze

Tudo só aconteceu na Hallze por causa do BeerOrCoffee. Foi no aplicativo que encontrei o espaço e o resto é história, não é mesmo? Então, sempre que posso, falo para as pessoas do BeerorCoffee e as possibilidades que a plataforma proporciona para as pessoas. Por meio de uma assinatura, por exemplo, é possível explorar cerca de 500 coworkings do país inteiro.

Isso é demais, não é verdade? A jornada das pessoas sempre começa com uma primeira reserva — sempre gratuita — em qualquer um dos espaços parceiros. Assim, o usuário escolhe um local que seja a sua cara e experimenta um dia de trabalho sem nenhum custo. Se gostar da experiência, ele pode repetir essa experiência neste e em vários outros espaços.

Se você acha que é o momento de dar adeus ao escritório tradicional para aproveitar o futuro do trabalho, entre em contato com o BeerOrCoffee. A plataforma conta com uma equipe altamente preparada para (a)entender — atender é entender, certo? — sua demanda e apresentar as melhores soluções.


Guest Post do Renato Ribeiro: nômade digital e especialista em produção de conteúdo. Ele ajuda marcas e pessoas a terem visibilidade e autoridade online. É jornalista, com MBA em Marketing, pós em Gestão de Negócios e conta com experiência de 15 anos no mercado de comunicação e marketing.

Facebook Comments
Como o coworking na Hallze me trouxe uma oportunidade incrível

Top 10 dos coworkings de Brasília

Post a comment

[instagram-feed showheader=true widthunit=273 heightunit=273 imagepadding=0 showfollow=true showbutton=false]