Equipe à distância: como manter o time engajado?

equipe à distância

Há alguns anos, se te dissessem que seria possível desempenhar sua profissão de qualquer lugar do mundo. Você acreditaria? Melhor, que seria possível ter uma equipe à distância. Acreditaria? Sim, a globalização chegou, a tecnologia facilitou o processo e a porta pro mundo foi escancarada. Seja você funcionário, empresário, empreendedor, autônomo, freelancer, a pergunta é: está pronto para ser e ter uma equipe trabalhando um em cada canto?

Sim, estamos falando de sair do padrão, ou talvez criar um novo.

Mas, como ter uma equipe engajada mesmo de longe?

Mesmo aqueles que desempenham uma função individual, sem muito contato com outras pessoas/equipe, em algum momento precisa interagir e fazer alinhamentos. Seja com o cliente, com um fornecedor, ou parceiro. Já aqueles que de fato tem uma equipe, é mais fácil visualizar esta necessidade e interação contínua.

Em ambos os casos, tanto é possível manter a conexão que hoje é cada vez mais comum ver profissionais se dedicando à vida nômade. Ou pelo menos fora dos padrões onde bater o ponto no mesmo horário e lugar é regra número um. Pois bem, mas como eles fazem isto sem perder a conexão com a equipe?

Primeiramente é indispensável estabelecer os canais de comunicação mais viáveis para todos. Telefone, chat, vídeo chamadas, e-mail, plataformas digitais, redes sociais. O que não faltam são opções. O mercado inclusive já sentiu a necessidade dessas pessoas e desenvolveu ferramentas que facilitam o dia-a-dia daqueles que trabalham com equipes à distância. Já falamos sobre estas possibilidades, indicamos e detalhamos algumas em “6 ferramentas que te ajudam a trabalhar remotamente”.

Com esses primeiros alinhamentos feitos. E todos devidamente cientes da importância do trabalho colaborativo, do compartilhamento de ideias, dúvidas, novidades. É hora de colocar o pé na estrada, sem perder a conectividade uns com os outros.

equipe à distância

Equipe à distância: tecnologia x esforço humano

Manter uma equipe engajada mesmo trabalhando à distância, sem dúvidas requer um esforço que vá além de contratar ferramentas tecnologicamente importantes para o grupo. Mais que ter a conexão virtual por meio de plataformas digitais, é preciso ter a conexão das ideias, dos objetivos.

Compartilhar de um projeto é mais que cada um fazer sua parte. É saber que sua parte, junto das demais, levará ao resultado final. Desta forma, a colaboração e o alinhamento de todos é essencial. Mas, como unir cada ideia, cada pensamento, cada consideração? Simples: elegendo um gestor, um responsável por manter o foco.

Quando falamos em gestão, estamos falando de alguém organizado, ciente do processo e, principalmente, da importância de cada um nele. É uma tarefa árdua, mas indispensável. Normalmente as lideranças são as responsáveis por manter esta ordem. Mas se uma só pessoa não se sentir confortável para alinhar cada ponta do processo, é muito indicado eleger algum membro da equipe para auxiliar.

O importante mesmo é entender que esta gestão diz respeito a pessoas, projetos, demandas e entregas. A organização horizontal é a mais indicada neste processo. Afinal, ela sugere um gerenciamento colaborativo para extrair os resultados positivos de todos os envolvidos no processo.

equipe à distância

Local de trabalho: melhor estrutura para toda a equipe

Imagine sua equipe crescendo e a administração de todo o processo aumentando junto. É comum bater aquela insegurança. Mas não dá para deixar o negócio estagnar por medo. Nossa dica: invista em equipes autogerenciáveis, mas não deixe de investir numa equipe para te auxiliar na gestão dos demais.

Considerando que cada um trabalha em uma locação diferente é preciso se preocupar com a infraestrutura. Principalmente internet, a qual cada membro da equipe tem. Neste momento os coworkings são verdadeiras salvações. Com escritórios compartilhados ganhando o Brasil, e o mundo, fica mais fácil pensar em qualidade estrutural para cada um.

Entre as principais vantagens dos coworkings estão a garantia de infraestrutura e o ambiente instigante, que estimula a inovação, o networking e a criatividade. Juntar esses pontos só pode ajudar ainda mais na produtividade do time. Imagine cada membro num coworking diferente. Cada um vivendo com outras pessoas que são um recorte do mercado. E vocês compartilhando entre a equipe as percepções e informações absorvidas? É real esta possibilidade e isto precisa ser vivido para ser de fato compreendido.

Ser um nômade digital é aceitar viver desafios diários. Esses desafios são fundamentais para nos ensinar a ser profissionais melhores no futuro. São essas experiências que vão dar base para construir um modelo de trabalho mais consistente, mais livre, mais preparados para manter um time engajado sem necessariamente ocupar o mesmo espaço físico.

Que tal experimentar?

Até a próxima! 🙂

Facebook Comments
Equipe à distância: como manter o time engajado?

Coworking em BH: o estilo de vida do belohorizontino combina com escritórios compartilhados?

Equipe à distância: como manter o time engajado?

Eventos Coworking

Newer post

Post a comment

[instagram-feed showheader=true widthunit=273 heightunit=273 imagepadding=0 showfollow=true showbutton=false]