Coworking em BH: o estilo de vida do belohorizontino combina com escritórios compartilhados?

coworking em BH

Você é de Belo Horizonte? Você já foi a BH? Você curte a cidade? Independente do seu caso, vamos largar a modéstia de lado e chamar a capital pelo apelido mais amigável dentre as capitais: Beagá. Pronto! Beagá é bem assim, simples, acolhedora e cheia de potenciais. Potenciais belorizontinos então, nem se fala. O clima ameno. As ruas ganhando cada vez mais carros. Prédios. Luzes. Só crescendo! E o universo do coworking em BH vem reafirmando isso.

Enquanto muitos pensam que os belohorizontinos estão vivendo da política do café-com-leite, estamos aqui, aos poucos, conquistando o mundo. Já se tem forte influência no mundo da moda. O segmento industrial tem grande força. E agora caminhamos para transformar Belo Horizonte e sua região metropolitana na capital brasileira do conhecimento e da inovação.

Coworking em BH? Tem disso?

Uai, se tem uma coisa que tem por aqui é esse tal coworking! Os escritórios compartilhados já estão em diversos pontos da cidade. E sim, os belorizontinos já são adeptos ao modelo inovador de trabalho. Temos, por exemplo, o San Pedro Valley, considerada por duas vezes consecutiva a melhor comunidade de Startups do Brasil.

Daí você pode estar pensando: ah, esse foi só um case de sucesso. Não! Esse é um dos cases de sucesso. Os mineiros levam jeito para o negócio. Já entenderam as vantagens de estar em um ambiente com viés inovador, empreendedor e colaborativo. E se engana quem acredita que o coworking em BH é apenas para empreendedores. As empresas – de todos os portes – também já estão aderindo a esta tendência. Inclusive alocando esses espaços para seus funcionários desenvolverem suas funções fora dos tradicionais escritórios.

Coworking em BH

Alguns cases!

Este mercado está tão promissor por aqui, que a Plan B, por exemplo, uma agência focada em estratégias de comunicação, começou como um escritório e agora abriu suas portas para outras pessoas que querem usufruir do seu espaço. Que diga-se de passagem, é lindo que só vendo!

Já a Impact Hub, que fica logo ali na Savassi, emociona só na descrição. “Nosso foco é impulsionar e gerar impacto positivo no mundo através do empreendedorismo, cursos focados em inovação, consultorias e projetos corporativos.” Fala que não dá vontade de ir correndo se juntar a essa galera cheia de vontade de fazer a diferença?

Tá achando que acabou? Que nada! Em Beagá tem também a NOA Coworking. Está preparado para saber o significado do nome? NOA, em idioma antigo, “de longa vida, me movimento”. Segundo eles, esse nome diz muito sobre como vêem o trabalho, não como um peso, um fardo, mas estar de bem com a vida. Atitude para conciliar trabalho e qualidade de vida para ser feliz.

Está entendendo o porquê afirmamos com toda propriedade que os belorizontinos já entenderam qual o seu lugar no mundo? Porque não estão parados numa ideologia, ou numa cultura herdada. Há uma movimentação, uma inquietude, uma geração germinando e correndo atrás da evolução.

Ah, peraí, vamos dar só mais um exemplo de mineiro fazendo mineirices com muita propriedade. O pessoal do Conosco Coworking também está de portas abertas, com o bom cafezinho a espera. O local é propício para um encontro de empreendedores, artistas e autônomos. Designado para pessoas que procuram um lugar para compartilhar ideias e fomentar networking. Pensa bem, falar de negócios, possibilidades, futuro, com um café, música ambiente e internet a vontade.

Coworking em BH

Beagá: coworking x escritório tradicional

Não temos uma pesquisa oficial em mãos, mas sem dúvidas o número de belohorizontinos trabalhando no modelo tradicional é muito maior que dentro dos coworkings. Pudera, afinal esta é uma realidade do mundo. Mas, a sementinha do Coworking em BH não só já foi plantada, como está germinando bem.

Tem espaço para todos, inclusive na forma de utilizar esses espaços. Muitos se dividem entre empresa e coworking. Usam para desenvolver projetos autônomos. Para dar sequência à rotina da empresa que trabalham. Para uma reunião. Para um evento. Uma palestra. E tem até cozinha compartilhada.

Não há a pretensão de se estabelecer uma regra, onde os coworkings e esse modelo mais flexível de trabalho seja a única forma que leve à qualidade de vida. Cada um tem um estilo e um gosto próprio para o trabalho. E como Jout-Jout bem nos ensinou: precisamos aprender a lidar com os grandes planos pra sua vida que não foi você que fez.

Então é isso! Queremos trazer possibilidades, assim talvez dê uma ajudinha para escolher o que lhe cai bem.

Até!

Facebook Comments
Coworking em BH: o estilo de vida do belohorizontino combina com escritórios compartilhados?

Como é trabalhar no Fabulário, em Belo Horizonte

Coworking em BH: o estilo de vida do belohorizontino combina com escritórios compartilhados?

Equipe à distância: como manter o time engajado?

Newer post

Post a comment

[instagram-feed showheader=true widthunit=273 heightunit=273 imagepadding=0 showfollow=true showbutton=false]